Liturgia Diária – Tempo do Natal antes da Epifania, Quarta-feira (03/01/2024)

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Quarta-feira, 3 de janeiro de 2024.

Confira diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do Dia e Oração do Dia. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (1Jo 2,29–3,6)

Leitura da Primeira Carta de São João.

Caríssimos: 29 Já que sabeis que ele é justo, sabei também que todo aquele que pratica a justiça nasceu dele. 3,1 Vede que grande presente de amor o Pai nos deu: de sermos chamados filhos de Deus! E nós o somos! Se o mundo não nos conhece, é porque não conheceu o Pai. 2 Caríssimos, desde já somos filhos de Deus, mas nem sequer se manifestou o que seremos! Sabemos que, quando Jesus se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque o veremos tal como ele é. 3 Todo o que espera nele, purifica-se a si mesmo, como também ele é puro. 4 Todo o que comete pecado, comete também a iniquidade, porque o pecado é a iniquidade. 5 Vós sabeis que ele se manifestou para tirar os pecados e que nele não há pecado. 6 Todo aquele que peca mostra que não o viu, nem o conheceu.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 97 (98)

— Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios! Sua mão e seu braço forte e santo alcançaram-lhe a vitória.

— Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, alegrai-vos e exultai!

— Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa e da cítara suave! Aclamai, com os clarins e as trombetas, ao Senhor, nosso Rei!

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Quaresma, Terça-feira (27/02/2024)

Evangelho do Dia

Evangelho (Jo 1,29-34)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— A Palavra se fez carne, entre nós ela habitou; e todos os que a acolheram, de Deus filhos se tornaram. (Jo 1,14a.12a)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

29 No dia seguinte, João viu Jesus aproximar-se dele e disse: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. 30 Dele é que eu disse: Depois de mim vem um homem que passou à minha frente, porque existia antes de mim. 31 Também eu não o conhecia, mas se eu vim batizar com água, foi para que ele fosse manifestado a Israel”.

32 E João deu testemunho, dizendo: “Eu vi o Espírito descer, como uma pomba do céu, e permanecer sobre ele. 33 Também eu não o conhecia, mas aquele que me enviou a batizar com água me disse: ‘Aquele sobre quem vires o Espírito descer e permanecer, este é quem batiza com o Espírito Santo’. 34 Eu vi e dou testemunho: Este é o Filho de Deus!”

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

É interessante notar que no Evangelho de João, São João Batista nunca batizou Jesus, como é retratado nos Evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas. Em vez disso, no Evangelho de João, João Batista simplesmente testemunhou a descida do Espírito Santo à distância e então falou a linha citada acima. No dia seguinte, o Batista apontou Jesus como o “Cordeiro de Deus”, e dois de seus próprios discípulos deixaram o Batista para seguir Jesus.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Quaresma, Segunda-feira (26/02/2024)

Por que existe esta aparente discrepância entre o Evangelho de João e os três Evangelhos Sinópticos? Embora seja difícil responder com certeza, uma coisa que fica clara no Evangelho de João é que o Batista recebeu do Pai um conhecimento espiritual único de que Jesus era o “Cordeiro de Deus”. Neste Evangelho, a revelação de quem era Jesus não ocorreu de uma forma que todos os presentes ouvissem e vissem. Pelo contrário, o Evangelho de João centra-se na compreensão interior que João Batista recebeu daquele que o enviou. E Aquele que o enviou foi o Pai Celestial.

Uma verdade espiritual que vale a pena ponderar a partir do relato do Evangelho de João lido hoje é que a convicção e a certeza dadas a São João Batista sobre a identidade de Jesus eram tão certas que ele sabia quem era Jesus sem qualquer sombra de dúvida. Esta revelação pessoal dada a São João Batista mudou a sua vida. Daquele momento em diante, tudo o que ele fez foi apontar Jesus para as pessoas.

Ao ponderar sobre esta revelação espiritual sobre Jesus que São João Batista recebeu do Pai Celestial, considere por si mesmo o que seria mais convincente. Seria mais convincente ouvir uma voz audível do Céu declarar quem era Jesus? Ou receber esse mesmo conhecimento através de uma comunicação interior e espiritual do Pai? Se você acredita que a primeira, a voz externa e audível, seria mais convincente, então você pode querer fazer uma pausa e pensar novamente. A verdade é que a forma mais clara e segura de comunicação de Deus conosco é aquela que é interna. E mesmo que houvesse uma voz audível vinda do Céu, como retratada nos Evangelhos Sinópticos, essa Voz também teria que ser confirmada interiormente pela fé nos corações dos ouvintes, de modo a convencê-los no nível mais profundo.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2º Domingo da Quaresma (25/02/2024)

Reflita hoje sobre a verdade espiritual que Deus Pai deseja falar com você nas profundezas de sua alma, de modo a levá-lo a uma certeza sobre Ele mesmo e tudo o que Ele falou como verdade. Você ouve Deus falar? Você tem se permitido ser convencido pela Sua Voz? Ouça-O hoje e permita que tudo o que Ele fala com você se torne a fonte e o objetivo de tudo o que você diz e faz na vida.

Oração do Dia

Pai Celestial, você me revelou quem você é, e seu plano para minha vida de muitas maneiras. E embora você esteja sempre falando comigo, reconheço que nem sempre ouço. Por favor, abra minha alma para Ti mais plenamente para que eu possa chegar à fé e ter certeza do Seu amor e da Sua vontade perfeita em minha vida. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária, é comum que nas missas o padre ou celebrante na ocasião, faça uma reflexão das palavras do Evangelho do Dia logo após a sua leitura. Esta reflexão é feita em geral por livre interpretação, não seguindo um texto pré-definido.

O ponto principal da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.