Liturgia Diária – 11ª Semana do Tempo Comum, Quinta-feira (20/06/2024)

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Quinta-feira, 20 de junho de 2024.

Leia diariamente a Liturgia do Dia aqui no Mundo dos Católicos. Reflita a Homilia do Dia do Evangelho e acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Eclo 48,1-14)

Leitura do Livro do Eclesiástico

1 O profeta Elias surgiu como um fogo, e sua palavra queimava como uma tocha.

2 Fez vir a fome sobre eles e, no seu zelo, reduziu-os a pouca gente.

3 Pela palavra do Senhor fechou o céu e de lá fez cair fogo por três vezes.

4 Ó Elias, como te tornaste glorioso por teus prodígios! Quem poderia gloriar-se de ser semelhante a ti?

5 Tu, que levantaste um homem da morte e dos abismos, pela palavra do Senhor;

6 tu, que precipitaste reis na ruína e fizeste cair do leito homens ilustres;

7 tu, que ouvistes censuras no Sinai e decretos de vingança no Horeb.

8 Tu ungiste reis, para tirar vingança, e profetas, para te sucederem;

9 tu foste arrebatado num turbilhão de fogo, um carro de cavalos também de fogo,

10 tu, nas ameaças para os tempos futuros, foste designado para acalmar a ira do Senhor antes do furor, para reconduzir o coração do pai ao filho, e restabelecer as tribos de Jacó.

11 Felizes os que te viram, e os que adormeceram na tua amizade!

12 Nós também, com certeza, viveremos; mas, após a morte, não será tal o nosso nome.

13 Apenas Elias foi envolvido no turbilhão, Eliseu ficou repleto do seu espírito. Durante a vida não temeu príncipe algum, e ninguém o superou em poder.

14 Nada havia acima de suas forças, e, até já morto, seu corpo profetizou.

15 Durante a vida realizou prodígios e, mesmo na morte, suas obras foram maravilhosas.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 96 (97)

— Ó justos, alegrai-vos no Senhor!

— Deus é Rei! Exulte a terra de alegria, e as ilhas numerosas rejubilem! Treva e nuvem o rodeiam no seu trono, que se apoia na justiça e no direito.

Leia mais:  Liturgia Diária – São Bento, abade, Memória, Quinta-feira (11/07/2024)

— Vai um fogo caminhando à sua frente e devora ao redor seus inimigos. Seus relâmpagos clareiam toda a terra; toda a terra ao contemplá-los estremece.

— As montanhas se derretem como cera ante a face do Senhor de toda a terra; e assim proclama o céu sua justiça, todos os povos podem ver a sua glória.

— “Os que adoram as estátuas se envergonhem e os que põem a sua glória nos seus ídolos; aos pés de Deus vêm se prostrar todos os deuses!”

Evangelho do Dia

Evangelho (Mt 6,7-15)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Recebestes um espírito de adoção, no qual clamamos Aba! Pai! (Rm 8,15bc)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 7 “Quando orardes, não useis muitas palavras, como fazem os pagãos. Eles pensam que serão ouvidos por força das muitas palavras. 8 Não sejais como eles, pois vosso Pai sabe do que precisais, muito antes que vós o peçais. 9 Vós deveis rezar assim:

Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome;

10 venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como nos céus.

11 O pão nosso de cada dia dá-nos hoje.

12 Perdoa as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido.

13 E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal.

14 De fato, se vós perdoardes aos homens as faltas que eles cometeram, vosso Pai que está nos céus também vos perdoará. 15 Mas, se vós não perdoardes aos homens, vosso Pai também não perdoará as faltas que vós cometestes”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

É realmente incrível quantas vezes nosso Senhor nos exorta a perdoar. Grande parte do Sermão da Montanha de Jesus, que lemos durante toda a semana, nos chama continuamente a oferecer misericórdia e perdão aos outros. E na passagem acima, no final do Evangelho de hoje, Jesus nos oferece as consequências de não darmos ouvidos às suas exortações.

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (12/07/2024)

Esta passagem é uma espécie de adenda à oração do “Pai Nosso” que a precede imediatamente. A oração do Pai Nosso nos dá sete petições, sendo uma delas “perdoa-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”. É interessante notar que assim que Jesus nos ensinou esta oração com suas sete petições, Ele então enfatizou novamente uma dessas petições, afirmando-a novamente, como pode ser visto na passagem citada acima. Esta ênfase adicional deverá assegurar-nos a seriedade desta petição.

No início, Jesus simplesmente nos diz para orarmos por perdão “assim como nós perdoamos”. Mas Ele então deixa claro que, se não o fizermos, não seremos perdoados. Isto deve motivar-nos fortemente a fazer todos os esforços possíveis para perdoar completamente os outros, do mais profundo dos nossos corações.

Quem você precisa perdoar? O perdão pode ser um esforço confuso às vezes. O ato de perdoar fica confuso quando nossos sentimentos não refletem a escolha que fazemos em nossa vontade. É uma experiência comum que, quando fazemos a escolha interior de perdoar outra pessoa, ainda sintamos raiva dela. Mas estes sentimentos desordenados não devem deter-nos nem devemos permitir que causem dúvidas sobre o que precisamos de fazer. O perdão é primeiro um ato de vontade. É uma escolha feita em oração dizer a outra pessoa que você não culpa o pecado dela. O perdão não finge que nenhum pecado foi cometido. Pelo contrário, se não houvesse pecado cometido, não haveria necessidade de perdão. Portanto, o próprio ato de perdoar é também um reconhecimento do pecado que precisa ser perdoado.

Quando você decidir perdoar outra pessoa, e se seus sentimentos não vierem imediatamente, continue perdoando-os em seu coração. Ore por eles. Tente mudar a maneira como você pensa sobre eles. Não pense na dor que eles infligiram. Pense, em vez disso, na sua dignidade como pessoa, no amor que Deus tem por eles e no amor que você deve continuar a promover por eles. Perdoe, perdoe e perdoe novamente. Nunca pare e nunca aproveite este ato de misericórdia. Se você fizer isso, poderá até descobrir que seus sentimentos e paixões eventualmente se alinharão com a escolha que você fez.

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sábado (13/07/2024)

Reflita hoje sobre quaisquer sentimentos persistentes de raiva que você experimente. Aborde esses sentimentos através da escolha livre e total de perdoar a pessoa de quem você está com raiva. Faça isso agora, mais tarde hoje, amanhã e assim por diante. Vá para a ofensiva contra a raiva e a amargura, dominando-as com o seu ato pessoal de perdão, e você descobrirá que Deus começará a libertá-lo do pesado fardo que a falta de perdão impõe.

Oração do Dia

Meu Senhor perdoador, você me oferece a perfeição do perdão e me chama a fazer o mesmo com os outros. Eu oro por Seu perdão em minha vida. Sinto muito pelo meu pecado e imploro pela Tua misericórdia. Em troca deste presente sagrado, prometo hoje perdoar a todos que pecaram contra mim. Perdôo especialmente aqueles com quem continuo zangado. Livra-me desta raiva, querido Senhor, para que eu possa colher todos os benefícios da Tua misericórdia em minha vida. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Usada nas missas, a Liturgia Diária também pode ser usada em outras celebrações. E também pode ser utilizada em outros momentos como em Grupos de Meditação e Orações.

Apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo todos os dias, o ponto central é a missa dominical. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de fé.

Deste modo, a Liturgia Diária é a ação do povo de Deus em unidade. Durante a celebração da missa católica, a Liturgia do Dia pode ser praticada por gestos, palavras ou sinais .

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.