Liturgia Diária – 18ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (07/08/2023)

Homilia Diária

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Segunda-feira, 7 de agosto de 2023.

Confira diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia com Homilia Diária e oração do dia para refletir. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Números 11, 4-15

Leitura do livro dos Números:

Naqueles dias: 4bOs filhos de Israel começaram a lamentar-se, dizendo: ‘Quem nos dará carne para comer? 5Vêm-nos à memória os peixes que comíamos de graça no Egito , os pepinos e os melões, as verduras, as cebolas e os alhos. 6Aqui nada tem gosto ao nosso paladar, não vemos outra coisa a não ser o maná’. 7O maná era parecido com a semente do coentro e amarelado como certa resina. 😯 povo se dispersava para o recolher e o moía num moinho, ou socava num pilão. Depois o cozinhavam numa panela e faziam broas com gosto de pão amassado com azeite. 9É noite, quando o orvalho caía no acampamento, caía também o maná. 10Moisés ouviu, pois, o povo lamentar-se em cada família, cada um à entrada de sua tenda. 11Então o Senhor tomou-se de uma cólera violenta, e Moisés, achando também tal coisa intolerável, disse ao Senhor: ‘Por que maltrataste assim o teu povo? Por que gozo tão pouco do teu favor, a ponte de descarregares sobre mim o peso de todo este povo? 12Acaso fui eu quem concebeu e deu à luz todo este povo, para que me digas: ‘Carrega-o ao colo, como a ama costuma fazer com a criança; e leva-o à terra que juraste dar a seus pais! 13Onde conseguirei carne para dar a toda esta gente? Pois se lamentam contra mim, dizendo: ‘Dá-nos carne para comer!’. 14Já não posso suportar sozinho o peso de todo este povo: é grande demais para mim. 15Se queres continuar a tratar-me assim, peço-te que me tires a vida, se achei graça a teus olhos, para que eu não veja mais tamanha desgraça’.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 80 (81)

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sábado (13/07/2024)

– Exultai no Senhor nossa força.

– Mas meu povo não ouviu a minha voz, Israel não quis saber de obedecer-me. Deixei, então, que eles seguissem seus caprichos,
abandonei-os ao seu duro coração.

– Quem me dera que meu povo me escutasse! Que Israel andasse sempre em meus caminhos! Seus inimigos, sem demora, humilharia e voltaria minha mão contra o opressor.

– Os que odeiam o Senhor, o adulariam, seria este seu destino para sempre; eu lhe daria de comer a flor do trigo, e com o mel que sai da rocha o fartaria’.

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 14, 13-21

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– O homem não vive somente de pão, mas de toda palavra da boca de Deus (Mt 4, 4)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

Naquele tempo: 13Quando soube da morte de João Batista, Jesus partiu e foi de barco para um lugar deserto e afastado. Mas quando as multidões souberam disso, saíram das cidades e o seguiram a pé. 14Ao sair do barco, Jesus viu uma grande multidão. Encheu-se de compaixão por eles e curou os que estavam doentes. 15Ao entardecer, os discípulos aproximaram-se de Jesus e disseram: ‘Este lugar é deserto e a hora já está adiantada. Despede as multidões, para que possam ir aos povoados comprar comida!’ 16Jesus porém lhes disse: ‘Eles não precisam ir embora. Dai-lhes vós mesmos de comer!’ 17Os discípulos responderam: ‘Só temos aqui cinco pães e dois peixes.’ 18Jesus disse: ‘Trazei-os aqui.’ 19Jesus mandou que as multidões se sentassem na grama. Então pegou os cinco pães e os dois peixes, ergueu os olhos para o céu e pronunciou a bênção. Em seguida partiu os pães, e os deu aos discípulos. Os discípulos os distribuíram às multidões. 20Todos comeram e ficaram satisfeitos, e dos pedaços que sobraram, recolheram ainda doze cestos cheios. 21E os que haviam comido eram mais ou menos cinco mil homens, sem contar mulheres e crianças.

Leia mais:  Liturgia Diária – 15º Domingo do Tempo Comum (14/07/2024)

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Um aspecto importante desse milagre que é fácil de perder é que Jesus multiplicou os pães e os peixes por meio da instrumentalidade de Seus discípulos. Ele fez isso por convidá-los a ajudar na distribuição dos pães e no recolhimento dos pedaços que sobraram. Isso revela que Deus frequentemente nos usa como mediadores de Suas superabundantes graças dadas aos outros. Embora Deus pudesse derramar Sua misericórdia diretamente, na maioria das vezes Ele o faz por meio de outros.

Ao refletir sobre esse milagre, tente se ver como um dos discípulos que foi convidado a distribuir o pão ao povo. Se você estivesse lá e estivesse com fome e então recebesse pão, você seria tentado a comer o pão antes de doá-lo. Mas Jesus deu o pão aos Seus discípulos famintos com a instrução de primeiro dá-lo aos outros.

Às vezes, quando Deus nos chama para dar Sua misericórdia aos outros, nos tornamos egoístas. É fácil pensar que devemos primeiro cuidar de nós mesmos e de nossas próprias necessidades. Acreditamos erroneamente que só podemos oferecer misericórdia aos outros depois que nossas necessidades forem satisfeitas. Imagine, por exemplo, se ao receber o pão de Jesus os discípulos tivessem decidido que deveriam comê-lo primeiro. Então, se houvesse algo extra, eles poderiam dar a outros. Se tivessem feito isso, a superabundância da multiplicação dos pães não teria acontecido. No final, os próprios discípulos receberam uma superabundância de comida – precisamente porque primeiro deram o que receberam.

Espiritualmente falando, o mesmo é verdade conosco. Quando recebemos alimento espiritual de nosso Senhor, nosso primeiro pensamento deve ser doá-lo. Devemos primeiro ver tudo o que recebemos de Deus como uma oportunidade de conceder essas bênçãos aos outros. Esta é a natureza da graça. Por exemplo, se recebemos uma sensação de paz ou alegria em nossos corações, devemos perceber que essa paz ou alegria que recebemos é um presente que deve ser imediatamente oferecido aos outros. Se recebermos uma visão espiritual das Escrituras, isso nos é dado antes de mais nada para compartilhar com os outros. Cada dom que recebemos de Deus deve ser entendido como um dom que nos é dado para que possamos partilhá-lo imediatamente com os outros. A boa notícia é que, quando procuramos doar o que recebemos, mais nos é dado e, no final, seremos muito mais ricos.

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (12/07/2024)

Reflita, hoje, sobre a ação dos discípulos recebendo este alimento de nosso Senhor e imediatamente o distribuindo. Veja a si mesmo neste milagre e veja o pão como um símbolo de toda graça que você recebe de Deus. O que você recebeu que Deus quer que você distribua aos outros? Existem graças que você recebeu e às quais tenta egoisticamente se apegar? A natureza da graça é que ela é dada para ser dada aos outros. Procure fazer isso com cada dom espiritual que receber e descobrirá que as graças se multiplicam a ponto de você receber mais do que jamais poderia imaginar.

Oração do Dia

Generoso Senhor, Tu derramas Tua graça e misericórdia em superabundância. Ao receber tudo o que você concede, por favor, encha meu coração com generosidade para que eu nunca hesite em oferecer sua misericórdia aos outros. Por favor, use-me como Seu instrumento, querido Senhor, para que, através de mim, Você possa alimentar abundantemente os outros. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária, é comum que nas missas o padre faça a Homilia Diária das palavras do Evangelho depois da sua leitura. Esta homilia é feita em geral por livre interpretação do celebrante.

O ponto mais importante da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.