Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Segunda-feira (15/04/2024)

Salmo do Dia de Hoje

Liturgia Diária de Segunda-feira, 15 de abril de 2024.

Leia diariamente a Liturgia do Dia em nosso site. Receba a reflexão do Evangelho do Dia em nosso site e acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (At 6,8-15)

Leitura dos Atos dos Apóstolos

Naqueles dias, 8 Estêvão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. 9 Mas alguns membros da chamada Sinagoga de Libertos, junto com cirenenses e alexandrinos, e alguns da Cilícia e da Ásia, começaram a discutir com Estêvão.

10 Porém, não conseguiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava. 11 Então subornaram alguns indivíduos, que disseram: “Ouvimos este homem dizendo blasfêmias contra Moisés e contra Deus”. 12 Desse modo, incitaram o povo, os anciãos e os doutores da Lei, que prenderam Estêvão e o conduziram ao Sinédrio.

13 Aí apresentaram falsas testemunhas, que diziam: “Este homem não cessa de falar contra este lugar santo e contra a Lei. 14 E nós o ouvimos afirmar que Jesus Nazareno ia destruir este lugar e ia mudar os costumes que Moisés nos transmitiu”.

15 Todos os que estavam sentados no Sinédrio tinham os olhos fixos sobre Estêvão, e viram seu rosto como o rosto de um anjo.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 118 (119)

— Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo.

— Que os poderosos reunidos me condenem; o que me importa é o vosso julgamento! Minha alegria é a vossa Aliança, meus conselheiros são os vossos mandamentos.

— Eu vos narrei a minha sorte e me atendestes, ensinai-me, ó Senhor, vossa vontade! Fazei-me conhecer vossos caminhos, e então meditarei vossos prodígios!

— Afastai-me do caminho da mentira e dai-me a vossa lei como um presente! Escolhi seguir a trilha da verdade, diante de mim eu coloquei vossos preceitos.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Terça-feira (28/05/2024)

Evangelho do Dia

Evangelho (Jo 6,22-29)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— O homem não vive somente de pão, mas de toda palavra da boca de Deus. (Mt 4,4b)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Depois que Jesus saciara os cinco mil homens, seus discípulos o viram andando sobre o mar. 22 No dia seguinte, a multidão que tinha ficado do outro lado do mar constatou que havia só uma barca e que Jesus não tinha subido para ela com os discípulos, mas que eles tinham partido sozinhos.

23 Entretanto, tinham chegado outras barcas de Tiberíades, perto do lugar onde tinham comido o pão depois de o Senhor ter dado graças. 24 Quando a multidão viu que Jesus não estava ali, nem os seus discípulos, subiram às barcas e foram à procura de Jesus, em Cafarnaum.

25 Quando o encontraram no outro lado do mar, perguntaram-lhe: “Rabi, quando chegaste aqui?” 26 Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade, eu vos digo: estais me procurando não porque vistes sinais, mas porque comestes pão e ficastes satisfeitos. 27 Esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna, e que o Filho do homem vos dará. Pois este é quem o Pai marcou com seu selo”.

28 Então perguntaram: “Que devemos fazer para realizar as obras de Deus?” 29 Jesus respondeu: “A obra de Deus é que acrediteis naquele que ele enviou”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Para que você trabalha na vida? Aquilo que finalmente perece? Ou aquilo que é eterno? Esta é uma pergunta importante para responder sinceramente. Muitas vezes passamos a maior parte de nossas vidas dedicando a maior parte de nosso tempo e energia a coisas que têm pouco valor para a eternidade.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira (29/05/2024)

No dia anterior à conversa acima citada, Jesus multiplicou os pães e os peixes e alimentou cinco mil famílias. As pessoas ficaram tão impressionadas que no dia seguinte, quando voltaram a ter fome, foram procurar Jesus e O encontraram do outro lado do lago. Jesus, é claro, compreende imediatamente a situação. Ele percebe que a multidão de pessoas que O encontrou estava mais interessada em outra refeição do que no alimento espiritual que é eterno. Então Jesus gentilmente aproveita a oportunidade para lhes dar esta breve lição sobre o que é mais importante. O “alimento que dura para a vida eterna” é, em última análise, a fé em Jesus.

Imagine se você fosse uma daquelas pessoas que presenciou, em primeira mão, o milagre da multiplicação dos pães e dos peixes. Que tipo de impacto isso teria sobre você? Teria isso levado você a uma fé profunda em Jesus, o Filho de Deus? Ou você teria ficado mais impressionado com a comida gratuita e milagrosa? O interessante é que Jesus alimenta os cinco mil quando eles não esperam e nem desejam. Mas quando eles esperam e desejam isso no dia seguinte, Ele se recusa. Jesus recusa outro milagre porque deseja que as pessoas olhem mais profundamente para a realidade eterna.

Em nossas próprias vidas, muitas vezes é difícil viver principalmente para a realidade mais profunda e eterna. É fácil manter os olhos nos aspectos superficiais e menos importantes da vida. Como faço para ganhar mais dinheiro? Ou comprar um carro novo? Ou fazer uma refeição mais sofisticada? Como posso me divertir melhor? Que nova peça de roupa devo comprar? E a lista continua. É claro que nenhuma dessas coisas é má, mas todas são passageiras e não terão efeito sobre a nossa alma eterna. E, de fato, se dermos demasiada atenção aos aspectos superficiais e menos importantes da vida, eles terão o efeito de nos distrair daquilo que é mais importante.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (27/05/2024)

Reflita hoje sobre este desafio de Jesus. Não trabalhe por aquilo que perece; trabalhe por aquilo que é eterno. Observe suas prioridades na vida. Onde está seu foco? O que mais te preocupa todos os dias? Esperemos que a sua maior preocupação seja aprofundar-se na fé no Filho de Deus. Oxalá seja para viver a caridade que é eterna. Se você olhar honestamente para sua vida e para os objetivos que você tem e se perceber excessivamente preocupado com as coisas deste mundo, então permita que estas palavras de nosso Senhor falem diretamente com você para que você acumule riquezas para a vida eterna.

Oração do Dia

Meu glorioso Senhor, Tu és o Alimento eterno. Tu és o alimento para a vida eterna. Dê-me a sabedoria que preciso, querido Senhor, para desviar meus olhos das coisas passageiras e menos importantes deste mundo e voltar-me, em vez disso, para aquilo que é eterno. Que eu possa manter meus olhos em Ti e ser nutrido pela minha fé em Ti. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Utilizada nas missas, a Liturgia Diária também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a Liturgia Diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a Liturgia Diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *