Liturgia Diária – 1ª Semana do Advento, Segunda-feira (28/11/2022)

Reflexão do Evangelho de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária da 1ª Semana do Advento, Segunda-feira, 28 de novembro de 2022.

Confira todos os dias a Liturgia de Hoje dos Católicos em nosso site. Acompanhe as Leituras, o Salmo do dia e o Evangelho Hoje com reflexão. Leia aqui a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Isaías 4, 2-6

Leitura do Livro do Profeta Isaías:

2Naquele dia, o povo do Senhor terá esplendor e glória, e o fruto da terra será de grande alegria para os sobreviventes de Israel. 3Então, os que forem deixados em Sião, os sobreviventes de Jerusalém, serão chamados santos, a saber, todos os destinados à vida em Jerusalém. 4Quando o Senhor tiver lavado as imundícies das filhas de Sião, e limpado as manchas de sangue dentro de Jerusalém, com espírito de justiça e de purificação, 5ele criará em todo lugar do monte Sião e em suas assembleias uma nuvem durante o dia, e fumaça e clarão de chamas durante a noite: e será proteção para toda a sua glória, 6uma tenda para dar sombra contra o calor do dia, abrigo e refúgio contra a ventania e a chuva.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 121 (122)

Que alegria, quando me disseram: ‘Vamos à casa Senhor!

– Que alegria, quando ouvi que me disseram: ‘Vamos à casa do Senhor!’ E agora nossos pés já se detêm, Jerusalém, em tuas portas.

– Jerusalém, cidade bem edificada num conjunto harmonioso; para lá sobem as tribos de Israel, as tribos do Senhor.

– Para louvar, segundo a lei de Israel, o nome do Senhor. A sede da justiça lá está e o trono de Davi.

– Rogai que viva em paz Jerusalém, e em segurança os que te amam! Que a paz habite dentro de teus muros, tranquilidade em teus palácios!

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Sexta-feira (19/04/2024)

– Por amor a meus irmãos e meus amigos, peço: ‘A paz esteja em ti!’ Pelo amor que tenho à casa do Senhor, eu te desejo todo bem!

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 8, 5-11

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Ó vinde libertar-nos, Senhor e nosso Deus; mostrai a vossa face e nós seremos salvos ! (Sl 79, 4)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

Naquele tempo: 5Quando Jesus entrou em Cafarnaum, um oficial romano aproximou-se dele, suplicando: 6’Senhor, o meu empregado está de cama, lá em casa, sofrendo terrivelmente com uma paralisia.’ 7Jesus respondeu: ‘Vou curá-lo.’ 😯 oficial disse: ‘Senhor, eu não sou digno de que entres em minha casa. Dize uma só palavra e o meu empregado ficará curado. 9Pois eu também sou subordinado e tenho soldados debaixo de minhas ordens. E digo a um : ‘Vai!’, e ele vai;
e a outro: ‘Vem!’, e ele vem; e digo ao meu escravo: ‘Faze isto!’, e ele faz.’ 10Quando ouviu isso, Jesus ficou admirado, e disse aos que o seguiam: ‘Em verdade, vos digo: nunca encontrei em Israel alguém que tivesse tanta fé. 11Eu vos digo: muitos virão do Oriente e do Ocidente, e se sentarão à mesa no Reino dos Céus, junto com Abraão, Isaac e Jacó.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Estas são palavras ditas por um homem que está muito familiarizado com o exercício da autoridade. Ele é um centurião romano e afirma que ele mesmo é “um homem sujeito à autoridade” e que também tem soldados que estão sujeitos a ele. Assim, sua vida diária consiste em seguir ordens e dar ordens que devem ser obedecidas.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Sábado (20/04/2024)

A autoridade, quando bem exercida, é um dom que ajuda a ordenar a sociedade, a vida familiar, a vida da Igreja e também a nossa vida pessoal. É claro que quando a autoridade é exercida de forma imprópria, de forma opressiva e abusiva, ela causa muitos danos. Mas o exercício da autoridade é, por si só, um ato que tem o potencial de fazer muito bem.

O próprio Jesus fica bastante impressionado com o centurião romano na passagem do Evangelho citada acima. Sobre ele, Jesus declara: “Em verdade, em verdade vos digo, em ninguém em Israel encontrei tamanha fé”. Imagine ter o Filho de Deus dizendo isso sobre você! Jesus fica impressionado, em parte, porque o centurião reconhece que não é digno de receber Jesus em sua casa. Isso é humildade, pois o centurião percebe claramente sua indignidade. Mas Jesus também fica impressionado porque o homem manifesta uma fé clara e certa na autoridade de Jesus para curar seu servo à distância. Ele não hesita em professar sua crença nesta autoridade de nosso Senhor.

Em nossas próprias vidas, muitas vezes somos deficientes nessa área. Enfrentamos uma dificuldade (como a doença que o servo do centurião estava sofrendo) e, em vez de nos voltarmos para Deus com total e inabalável confiança, nos voltamos para nós mesmos. Ficamos ansiosos, com medo, duvidosos, confusos e às vezes até com raiva. Quando alguma dessas qualidades está presente, não é por causa da situação difícil que enfrentamos; ao contrário, é por causa de nossa falta de fé e nossa falta de confiança na autoridade todo-poderosa de nosso Senhor.

No caso do servo do centurião romano, era a vontade de Deus que Jesus curasse fisicamente, e assim Ele o fez. Mas nos incontáveis ​​desafios diários que enfrentamos na vida, as respostas de Deus podem ser variadas. Uma qualidade inabalável que sempre devemos ter é uma certa convicção de que Deus deseja exercer Sua autoridade amorosa em nossas vidas, da maneira que Ele escolher, se confiarmos Nele e O convidarmos a assumir o controle.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (18/04/2024)

Reflita, hoje, sobre a perfeição da autoridade de Cristo. Você acredita que Ele pode exercer Sua perfeição de poder em sua vida? Você acredita que Sua autoridade é necessária para ordenar sua vida, sua família, nossa Igreja e até mesmo nosso mundo? Em espírito de oração, submeta-se à autoridade de Cristo neste dia e deixe-se maravilhar ao testemunhar tudo o que Ele é capaz de fazer.

Oração do Dia

Pai Todo-Poderoso, confio a Ti minha vida e todas as situações em minha vida que precisam de Seu poder e controle. Por favor, traga ordem e harmonia à minha vida e à vida das pessoas ao meu redor. Que todos os seus filhos aprendam a confiar mais plenamente em você como seu Deus amoroso. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Até o século XVI não existia uma padronização para a liturgia diária, portanto, não tinha uma norma que caracterizava a sua obrigatoriedade. Porém, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E foi através do Concílio Vaticano II que a Liturgia teve a sua mais recente atualização.

A Liturgia Diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura. A liturgia é formada pela primeira e segunda leitura, salmo e o evangelho do dia, fazendo parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *