Liturgia Diária – 5ª Semana da Quaresma, Terça-feira (28/03/2023)

Reflexão do Evangelho de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária da 5ª Semana da Quaresma, Terça-feira, 28 de março de 2023.

Confira todos os dias a Liturgia de Hoje dos Católicos em nosso site. Acompanhe as Leituras, a Oração do dia e o Evangelho Hoje com reflexão. Leia aqui a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Números 21,4-9

Leitura do livro dos Números:

Naqueles dias, 4os filhos de Israel partiram do monte Hor, pelo caminho que leva ao mar Vermelho, para contornarem o país de Edom. Durante a viagem, o povo começou a impacientar-se 5e se pôs a falar contra Deus e contra Moisés, dizendo: “Por que nos fizestes sair do Egito para morrermos no deserto? Não há pão, falta água e já estamos com nojo desse alimento miserável”. 6Então o Senhor mandou contra o povo serpentes venenosas, que os mordiam; e morreu muita gente em Israel. 7O povo foi ter com Moisés e disse: “Pecamos, falando contra o Senhor e contra ti. Roga ao Senhor que afaste de nós as serpentes”. Moisés intercedeu pelo povo, 8e o Senhor respondeu: “Faze uma serpente abrasadora e coloca-a como sinal sobre uma haste; aquele que for mordido e olhar para ela viverá”. 9Moisés fez, pois, uma serpente de bronze e colocou-a como sinal sobre uma haste. Quando alguém era mordido por uma serpente e olhava para a serpente de bronze, ficava curado.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 101 (102)

– Ouvi, Senhor, e escutai minha oração, e chegue até vós o meu clamor.

– Ouvi, Senhor, e escutai minha oração, e chegue até vós o meu clamor! De mim não oculteis a vossa face no dia em que estou angustiado! Inclinai o vosso ouvido para mim; ao invocar-vos, atendei-me sem demora!

– As nações respeitarão o vosso nome, e os reis de toda a terra, a vossa glória; quando o Senhor reconstruir Jerusalém e aparecer com gloriosa majestade, ele ouvirá a oração dos oprimidos e não desprezará a sua prece.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira (29/05/2024)

– Para as futuras gerações se escreva isto, e um povo novo a ser criado louve a Deus. Ele inclinou-se de seu templo nas alturas, e o Senhor olhou a terra do alto céu, para os gemidos dos cativos escutar e da morte libertar os condenados.

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 8, 21-30

– Glória a Cristo, Palavra eterna do Pai, que é amor!

– Semente é de Deus a Palavra, o Cristo é o semeador; todo aquele que o encontra vida eterna encontrou.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João:

Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus: 21″Eu parto e vós me procurareis, mas morrereis no vosso pecado. Para onde eu vou, vós não podeis ir”. 22Os judeus comentavam: “Por acaso, vai-se matar? Pois ele diz: ‘Para onde eu vou, vós não podeis ir’?” 23Jesus continuou: “Vós sois daqui de baixo, eu sou do alto. Vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo. 24Disse-vos que morrereis nos vossos pecados, porque, se não acreditais que eu sou, morrereis nos vossos pecados”. 25Perguntaram-lhe, pois: “Quem és tu então?” Jesus respondeu: “O que vos digo desde o começo. 26Tenho muitas coisas a dizer a vosso respeito e a julgar também. Mas aquele que me enviou é fidedigno, e o que ouvi da parte dele é o que falo para o mundo”. 27Eles não compreenderam que lhes estava falando do Pai. 28Por isso, Jesus continuou: “Quando tiverdes elevado o Filho do homem, então sabereis que eu sou e que nada faço por mim mesmo, mas apenas falo aquilo que o Pai me ensinou. 29Aquele que me enviou está comigo. Ele não me deixou sozinho, porque sempre faço o que é de seu agrado”. 30Enquanto Jesus assim falava, muitos acreditaram nele.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Jesus estava ensinando de maneira velada, mas profunda, sobre quem ele era. Em passagens anteriores, Ele se referiu a Si mesmo como o “pão da vida”, a “água viva”, a “luz do mundo” e até mesmo assumiu o antigo título de Deus “EU SOU”. Além disso, Ele continuamente Se identificou com o Pai Celestial como Seu Pai com quem Ele estava perfeitamente unido e por Quem Ele foi enviado ao mundo para fazer Sua vontade. Por exemplo, pouco antes da linha acima, Jesus afirma claramente: “Quando tiverdes elevado o Filho do homem, então sabereis que eu sou e que nada faço por mim mesmo, mas apenas falo aquilo que o Pai me ensinou. ” (João 8:28). E foi por isso que muitos passaram a acreditar nEle. Mas por que?

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Terça-feira (28/05/2024)

À medida que o Evangelho de João continua, o ensinamento de Jesus permanece misterioso, profundo e velado. Depois que Jesus fala verdades profundas sobre quem Ele é, alguns ouvintes passam a acreditar Nele, enquanto outros se tornam hostis a Ele. Qual é a diferença entre aqueles que passam a acreditar e aqueles que finalmente matam Jesus? A resposta simples é a fé. Tanto aqueles que passaram a acreditar em Jesus quanto aqueles que orquestraram e apoiaram Seu assassinato ouviram o mesmo ensinamento de Jesus. No entanto, suas reações foram muito diferentes.

O mesmo é verdade para nós hoje. Assim como aqueles que ouviram esses ensinamentos pela primeira vez dos lábios do próprio Jesus, também recebemos o mesmo ensinamento. Temos a mesma oportunidade de ouvir Suas palavras e recebê-las com fé ou rejeitá-las ou ser indiferentes. Você é um dos muitos que passaram a acreditar em Jesus por causa dessas palavras?

Ler esses ensinamentos velados, misteriosos e profundos de Jesus, conforme apresentados no Evangelho de João, requer um dom especial de Deus se essas palavras tiverem algum impacto em nossas vidas. A fé é um dom. Não é apenas uma escolha cega de acreditar. É uma escolha baseada na visão. Mas é um ver que só é possível por uma revelação interior de Deus à qual damos o nosso assentimento. Assim, Jesus como a Água Viva, o Pão da Vida, o grande EU SOU, a Luz do Mundo e o Filho do Pai só fará sentido para nós e só terá efeito sobre nós quando estivermos abertos e receber a luz interior do dom da fé. Sem essa abertura e recepção, permaneceremos hostis ou indiferentes.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (27/05/2024)

Reflita, hoje, sobre a linguagem profunda, velada e misteriosa de Deus. Quando você lê esta linguagem, especialmente no Evangelho de João, qual é a sua reação? Pondere cuidadosamente sua reação; e, se você achar que é menos do que alguém que passou a entender e acreditar, então busque a graça da fé neste dia para que as palavras de nosso Senhor transformem poderosamente sua vida.

Oração do Dia

Meu misterioso Senhor, Seu ensinamento sobre Quem Você é está além da razão humana. É profundo, misterioso e glorioso além de todo entendimento. Por favor, dê-me o dom da fé para que eu possa conhecer quem você é enquanto pondero sobre a riqueza de sua santa palavra. Eu creio em Ti, querido Senhor. Ajude minha incredulidade. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Até o século XVI não existia uma padronização para a liturgia diária, portanto, não tinha uma norma que caracterizava a sua obrigatoriedade. Porém, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E foi através do Concílio Vaticano II que a Liturgia teve a sua mais recente atualização.

A Liturgia Diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura. A liturgia é formada pela primeira e segunda leitura, salmo e o evangelho do dia, fazendo parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *