Liturgia Diária – 6ª Semana da Páscoa, Sábado (20/05/2023)

Salmo do Dia

Liturgia Diária

Liturgia Diária da 6ª Semana da Páscoa, Sábado, 20 de maio de 2023.

Leia diariamente a Liturgia do Dia aqui no Mundo dos Católicos. Reflita a Homilia do Dia do Evangelho e acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (At 18,23-28)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

23Paulo permaneceu algum tempo em Antioquia. Em seguida, partiu de novo, percorrendo sucessivamente as regiões da Galácia e da Frígia, fortalecendo todos os discípulos. 24Chegou a Éfeso um judeu chamado Apolo, natural de Alexandria. Era um homem eloquente, versado nas Escrituras.

25Fora instruído no caminho do Senhor e, com muito entusiasmo, falava e ensinava com exatidão a respeito de Jesus, embora só conhecesse o batismo de João. 26Então, ele começou a falar com muita convicção na sinagoga. Ao escutá-lo, Priscila e Áquila tomaram-no consigo e, com mais exatidão, expuseram-lhe o caminho de Deus.

27Como ele estava querendo passar para a Acaia, os irmãos apoiaram-no e escreveram aos discípulos para que o acolhessem bem. Pela graça de Deus, a presença de Apolo aí foi muito útil aos fiéis. 28Com efeito, ele refutava vigorosamente os judeus em público, demonstrando pelas Escrituras que Jesus é o Messias.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 46 (47)

— O Senhor é o grande Rei de toda a terra.

— Povos todos do universo, batei palmas, gritai a Deus aclamações de alegria! Porque sublime é o Senhor, o Deus Altíssimo, o soberano que domina toda a terra.

— Porque Deus é o grande Rei de toda a terra, ao som da harpa acompanhai os seus louvores! Deus reina sobre todas as nações, está sentado no seu trono glorioso.

— Os chefes das nações se reuniram com o povo do Deus santo de Abraão, pois só Deus é realmente o Altíssimo, e os poderosos desta terra lhe pertencem!

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (18/04/2024)

Evangelho do Dia

Evangelho (Jo 16,23b-28)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Saí do Pai e vim ao mundo, eu deixo o mundo e vou ao Pai. (Jo 16,28)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 23b“Em verdade, em verdade vos digo: se pedirdes ao Pai alguma coisa em meu nome, ele vo-la dará. 24Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis; para que a vossa alegria seja completa.

25Disse-vos estas coisas em linguagem figurativa. Vem a hora em que não vos falarei mais em figuras, mas claramente vos falarei do Pai. 26Naquele dia pedireis em meu nome, e não vos digo que vou pedir ao Pai por vós, 27pois o próprio Pai vos ama, porque vós me amastes e acreditastes que eu vim da parte de Deus. 28Eu saí do Pai e vim ao mundo; e novamente parto do mundo e vou para o Pai”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Quando é que Jesus falará claramente sobre o Pai? Quando é essa “hora” da qual Ele fala? Primeiro, esta “hora” pode ser entendida como o tempo após Sua morte, Ressurreição e Ascensão ao Céu. É então quando o Espírito Santo virá sobre eles no Pentecostes para abrir suas mentes para entender tudo o que Ele ensinou com muito mais discernimento e clareza. Mas no Evangelho de João, a “hora” também é uma referência à Sua morte na Cruz. É a sua hora de glória, a hora em que o Filho do Homem nos salva pela sua santa paixão. Portanto, esta declaração de Jesus deve ser lida dentro do contexto dEle aludindo à Sua próxima paixão. Lembre-se de que este sermão que Jesus dá é parte de Seu “Discurso da Última Ceia”. É dado imediatamente antes de Jesus sair para o Jardim do Getsêmani para ser preso.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quarta-feira (17/04/2024)

Quando consideramos esta “hora” como a paixão e morte de Jesus na Cruz, devemos estar cientes de que o Seu ato de morrer não é apenas um ato salvífico de redenção, mas também uma das formas mais claras que Ele fala sobre Seu Pai Celestial. O sofrimento e a morte de Jesus, de fato, revelam o Pai aos discípulos de maneiras que Suas “figuras de linguagem” não poderiam revelar. A linguagem velada de Jesus foi falada como verdade, mas como verdade que não podia ser totalmente comunicada. No entanto, o sofrimento e a morte livremente abraçados por Jesus comunicam claramente o Pai da maneira mais profunda possível. A Cruz é puro amor, e o Pai é puro amor. A morte de Jesus na Cruz em obediência à vontade do Pai revela a todos que o Pai nos ama tanto que Ele estava disposto a sacrificar Seu Filho unigênito para que, se apenas acreditarmos Nele, herdaremos a vida eterna.

A mensagem da Cruz é um verdadeiro ensinamento sobre o amor do Pai. É um ensinamento que aconteceu por meio de um ato de amor mais puro e sacrificial que se possa imaginar. A Cruz era Jesus falando “claramente sobre o Pai” na medida em que revela a profundidade do amor do Pai por toda a humanidade. Se você acha isso difícil de entender, então você não está sozinho. Os próprios discípulos lutaram com isso. É por isso que eles precisavam que o Espírito Santo viesse sobre eles para abrir suas mentes. Nós também precisamos do Espírito Santo para que o véu seja levantado e compreendamos esta poderosa mensagem do infinito amor de Deus.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Terça-feira (16/04/2024)

Reflita, hoje, sobre o desejo ardente de Jesus de levantar o véu de Seus ensinamentos e revelar a você, claramente, a profundidade do amor do Pai por você. Permita que o Espírito Santo abra sua mente para esta revelação conforme ela é dada por meio da Crucificação. Ore por esse presente. Ouça Jesus dizer que Ele deseja lhe dar esse entendimento e então espere a graça que você precisa para ver e entender o próprio coração do Pai e Seu amor divino por você.

Oração do Dia

Meu precioso Jesus, a Vossa hora de glória na Cruz é a mais clara e plena revelação do amor do Pai. Na cruz, você nos mostra o quão profundamente somos amados por Ti e seu Pai Celestial. Por favor, abra minha mente, querido Senhor, para tudo o que deseja me revelar, para que, ao conhecê-lo, também conheça seu Pai Celestial. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Usada nas missas, a Liturgia Diária também pode ser usada em outras celebrações. E também pode ser utilizada em outros momentos como em Grupos de Meditação e Orações.

Apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo todos os dias, o ponto central é a missa dominical. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de fé.

Deste modo, a Liturgia Diária é a ação do povo de Deus em unidade. Durante a celebração da missa católica, a Liturgia do Dia pode ser praticada por gestos, palavras ou sinais .

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *