Mundo dos Católicos

Liturgia Diária (16 de abril de 2020)

Liturgia diária de quinta-feira, 16 de abril de 2020.

Confira diariamente a Liturgia Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Salmo. Você também pode acompanhar diariamente o Salmo do Dia aqui no Mundo dos Católicos.

A liturgia diária

Para os católicos, a liturgia é uma forma de renovação do sacrifício de Jesus Cristo para a salvação da humanidade. A liturgia diária são as lembranças de Jesus e da salvação trazendo para os cristãos uma reflexão que pode ser inserida em suas vidas.

A liturgia diária vem do grego derivado de duas palavras. A primeira “Leito” que significa: público. E a segunda palavra “Ergos” que magnifica: aquele que faz um trabalho público para o povo. A Liturgia é entendida como uma cerimônia estabelecida previamente segundo a tradição da igreja católica.

A Liturgia Diária na Igreja Católica

Liturgia Diária

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, or volta de XVI.

A liturgia diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A liturgia diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Reflexão

“Incrédulo de alegria!” Que grande descrição da reação dos discípulos a Jesus! Ser “incrédulo” significa que os discípulos não tinham certeza do que acreditar. Eles hesitavam em acreditar no que estavam vendo. Havia Jesus, a quem viram crucificado, diante deles com as feridas nas mãos e nos pés. Ele estava conversando com eles e pediu algo para comer. Eles ficaram em choque, descrença e incerteza.

Leia mais:  Liturgia Diária – 1ª Semana da Quaresma, Terça-feira (08/03)

Mas a descrição diz que eles estavam incrédulos “de alegria!” É como se eles estivessem esperando explodir de alegria, queriam experimentar alegria no que estavam vendo, mas algo os estava impedindo. Tudo parecia bom demais. Isso era verdade? Será que Jesus realmente venceu a morte e voltou mais uma vez com eles?

Essa reação dos discípulos revela uma experiência que todos temos às vezes quando convidados por Deus a entrar em Sua glória e graça. Muitas vezes, quando Deus nos convida para mais perto de Si mesmo, quando Ele nos convida a experimentar a alegria de Sua Ressurreição, reagimos com hesitação. Podemos achar difícil realmente experimentar a realidade da ressurreição em nossas vidas.

Isso pode acontecer por vários motivos. O desânimo é uma das causas de nossa hesitação em abraçar completamente a ressurreição. Os discípulos ficaram profundamente desencorajados com a morte de Jesus. E agora que Ele havia ressuscitado e estava parado diante deles, eles hesitavam em abandonar o desânimo que deixavam tomar conta.

Assim também, podemos facilmente deixar o peso do mundo, nosso pecado ou os pecados dos outros chegarem até nós. Podemos ficar bravos ou chateados e nos encontrarmos diante dos aparentes problemas que enfrentamos. Ter alegria na Ressurreição significa desviar os olhos dessas coisas e olhar atentamente para as realidades em que Deus deseja que focalizemos. Não adianta desanimar com os muitos problemas que surgem em nosso caminho. Em vez disso, nosso Senhor está regularmente nos chamando a olhar além deles para algo maior. Ele está nos chamando a olhar para Sua vitória! Olhar para Sua vitória é libertador e produz uma fé incrível em nossas vidas. E essa fé no Senhor ressuscitado terá o efeito de uma alegria maravilhosa que Deus quer que tenhamos.

Leia mais:  Liturgia Diária - quarta-feira, 11/11/2020

Reflita hoje sobre sua própria reação à realidade da ressurreição de nosso Senhor. Passe algum tempo hoje contemplando o Senhor Ressuscitado. Veja a vitória dele. Olhe para a glória dele. Olhe para quem te chama para uma fé profunda. Com os olhos fixos nele, tudo o mais que o tenta a desanimar simplesmente desaparece.

Senhor, eu quero olhar para você. Eu quero ver o seu esplendor e glória. Quero ver você ressuscitar dentre os mortos e ter grande alegria e prazer nesta realidade. Ajuda-me, querido Senhor, a experimentar a incrível alegria que advém de conhecê-lo, nosso Senhor ressuscitado. Jesus eu confio em vós.

Liturgia Diária com Reflexão

Além da liturgia diária, é comum que nas missas o padre ou celebrante na ocasião, faça uma reflexão das palavras do evangelho do dia. Esta reflexão é feita em geral por livre interpretação, não seguindo um texto pré-definido.

A História da Liturgia Diária

O ponto principal da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

Leia mais:  Evangelho do Dia - Sábado, 7ª Semana da Páscoa, 22/05/2021

A Liturgia Diária na Missa

A liturgia faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A liturgia diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Utilizada nas missas, a liturgia também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a liturgia diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a liturgia diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

A Liturgia nos dias de hoje

A Liturgia diária é vista por muitos como sendo um rito que trás uma certa formalização da missa, mas o verdadeiro significado é exatamente o contrário. A liturgia vem para fazer com que os cristãos reflitam as palavras e busquem trazê-las para a sua vida e para os seu dia a dia como forma de viver a Palavra de Deus não apenas na missa mas também na vida cotidiana.

A liturgia vem mostrar o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A liturgia vem nos trazer orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.