Liturgia Diária – Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo – Solenidade, Domingo (26/11/2023)

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Domingo, 26 de novembro de 2023.

Receba a Liturgia do Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Homilia Diária Hoje do evangelho e Oração do dia. Leia aqui a Liturgia de hoje no site Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Ezequiel 34, 11-12.15-17

Leitura da Profecia de Ezequiel:

11Assim diz o Senhor Deus: Vede! Eu mesmo vou procurar minhas ovelhas e tomar conta deles. 12Como o pastor toma conta do rebanho, de dia, quando se encontra no meio das ovelhas dispersas, assim vou cuidar de minhas ovelhas e vou resgatá-las de todos os lugares em que foram dispersadas num dia de nuvens e escuridão. 15Eu mesmo vou apascentar as minhas ovelhas e fazê-las repousar – oráculo do Senhor Deus – . 16Vou procurar a ovelha perdida, reconduzir a extraviada, enfaixar a da perna quebrada, fortalecer a doente, e vigiar a ovelha gorda e forte. Vou apascentá-las conforme o direito. 17Quanto a vós, minhas ovelhas – assim diz o Senhor Deus – eu farei justiça entre uma ovelha e outra, entre carneiros e bodes.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 22 (23)

– O Senhor é o pastor que me conduz; não me falta coisa alguma.

– Pelos prados e campinas verdejantes ele me leva a descansar. Para as águas repousantes me encaminha, e restaura as minhas forças.

– Preparais à minha frente uma mesa, bem à vista do inimigo, e com óleo vós ungis minha cabeça; o meu cálice transborda.

– Felicidade e todo bem hão de seguir-me por toda a minha vida; e, na casa do Senhor, habitarei pelos tempos infinitos.

2ª Leitura

Segunda leitura: Coríntios 15, 20-26.28

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:

Irmãos: 20Na realidade, Cristo ressuscitou dos mortos como primícias dos que morreram. 21Com efeito, por um homem veio a morte e é também por um homem que vem a ressurreição dos mortos. 22Como em Adão todos morrem, assim também em Cristo todos reviverão. 23Porém, cada qual segundo uma ordem determinada: Em primeiro lugar, Cristo, como primícias; depois, os que pertencem a Cristo, por ocasião da sua vinda. 24A seguir, será o fim, quando ele entregar a realeza a Deus-Pai, depois de destruir todo principado e todo poder e força. 25Pois é preciso que ele reine até que todos os seus inimigos estejam debaixo de seus pés. 26O último inimigo a ser destruído é a morte. 28E, quando todas as coisas estiverem submetidas a ele, então o próprio Filho se submeterá àquele que lhe submeteu todas as coisas, para que Deus seja tudo em todos.

Leia mais:  Liturgia Diária – 1ª Semana da Quaresma, Terça-feira (20/02/2024)

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 25, 31-46

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– É bendito aquele que vem vindo, que vem vindo em nome do Senhor; e o reino que vem seja bendito; ao que vem e a seu reino, o louvor! (Mc 11,10);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 31Quando o Filho do Homem vier em sua glória, acompanhado de todos os anjos, então se assentará em seu trono glorioso. 32Todos os povos da terra serão reunidos diante dele, e ele separará uns dos outros, assim como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. 33E colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda. 34Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: `Vinde benditos de meu Pai! Recebei como herança o Reino que meu Pai vos preparou desde a criação do mundo! 35Pois eu estava com fome e me destes de comer; eu estava com sede e me destes de beber; eu era estrangeiro e me recebestes em casa; 36eu estava nu e me vestistes; eu estava doente e cuidastes de mim; eu estava na prisão e fostes me visitar’. 37Então os justos lhe perguntarão: `Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? com sede e te demos de beber? 38Quando foi que te vimos como estrangeiro e te recebemos em casa, e sem roupa e te vestimos? 39Quando foi que te vimos doente ou preso, e fomos te visitar?’ 40Então o Rei lhes responderá: `Em verdade eu vos digo, que todas as vezes que fizestes isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizestes!’ 41Depois o Rei dirá aos que estiverem à sua esquerda: `Afastai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno, preparado para o diabo e para os seus anjos. 42Pois eu estava com fome e não me destes de comer; eu estava com sede e não me destes de beber; 43eu era estrangeiro e não me recebestes em casa; eu estava nu e não me vestistes; eu estava doente e na prisão e não fostes me visitar’. 44E responderão também eles: `Senhor, quando foi que te vimos com fome, ou com sede, como estrangeiro, ou nu, doente ou preso, e não te servimos?’ 45Então o Rei lhes responderá: `Em verdade eu vos digo, todas as vezes que não fizestes isso a um desses pequeninos, foi a mim que não o fizestes!’ 46Portanto, estes irão para o castigo eterno, enquanto os justos irão para a vida eterna’.

Leia mais:  Liturgia Diária – 1ª Semana da Quaresma, Quarta-feira (21/02/2024)

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Feliz Solenidade de Jesus Cristo, Rei do Universo! O ano litúrgico da Igreja está organizado de tal forma que ponderamos toda a vida de Cristo em diferentes épocas e em diferentes momentos. O Advento é uma preparação para a celebração da primeira vinda de Cristo que também se concentra na vinda final. O Natal é um momento para celebrar a Encarnação, quando o Filho de Deus se manifestou ao mundo através do Seu nascimento. A Quaresma e a Páscoa centram-se na paixão, morte e ressurreição de Jesus, e o Tempo Comum apresenta-nos as muitas lições e milagres do ministério público de Jesus. Além disso, há muitos memoriais, festas e solenidades especiais pelas quais nos concentramos intensamente em alguma pessoa ou aspecto específico da nossa fé. Cada festa e época pretende ajudar-nos a aprofundar o mistério da fé que celebramos.

Este é o último domingo do nosso ano eclesial. Nosso foco hoje é o fim dos tempos, quando Jesus retornará novamente para julgar os vivos e os mortos e estabelecer Seu Reino permanente e glorioso, visível a todos. O Catecismo da Igreja Católica descreve este momento da seguinte forma:

“O Juízo Final virá quando Cristo retornar em glória. Só o Pai sabe o dia e a hora; só ele determina o momento de sua chegada. Então, por meio de seu Filho Jesus Cristo, ele pronunciará a palavra final sobre toda a história. Conheceremos o sentido último de toda a obra da criação e de toda a economia da salvação e compreenderemos os caminhos maravilhosos pelos quais a sua Providência conduziu tudo para o seu fim último. O Juízo Final revelará que a justiça de Deus triunfa sobre todas as injustiças cometidas pelas suas criaturas e que o amor de Deus é mais forte que a morte (#1040).”

Deus é verdadeiramente um mistério. Ele é o maior dos mistérios. Como mistério, Deus é para sempre o desconhecido no sentido de que Ele é infinito e eterno. Ele se revelou a nós, mas iremos para sempre aprofundar nosso conhecimento sobre Ele por causa de Sua natureza infinita e infinita. É importante compreender isto porque quando contemplamos os muitos mistérios que Deus revelou, devemos abordá-los como conhecidos e desconhecidos. A nossa solenidade de hoje é um desses mistérios.

Neste grande momento, sabemos que o Filho de Deus retornará à Terra para emitir Seu julgamento final sobre todos os vivos e mortos. Será o momento final como o conhecemos agora. Os mortos ressuscitarão e nossos corpos e almas serão reunidos. Os justos entrarão nos gloriosos Novos Céus e Terra. Aqueles que estiverem em pecado mortal serão condenados por toda a eternidade. O mundo não será mais um mundo caído. Todas as doenças e distúrbios da natureza serão eliminados. A paz seguir-se-á e a ordem perfeita será estabelecida. Deus será o Rei universal e governará este novo mundo para sempre.

Leia mais:  Liturgia Diária – 1ª Semana da Quaresma, Segunda-feira (19/02/2024)

Ao celebrarmos este glorioso mistério da nossa fé, devemos aceitar e acreditar em tudo o que sabemos sobre ele. Mas ao fazê-lo, devemos também abordá-lo com profunda humildade, admitindo para nós mesmos que nunca compreenderemos totalmente a grandiosidade daquele dia até que ele chegue. Nenhum conceito terreno chegará perto de descrever completamente aquele momento, mas devemos aderir à nossa crença nele com uma fé profunda e inabalável.

Reflita hoje, com profunda fé, sobre este momento glorioso e definitivo que ainda está por vir. Naquele dia, tudo o que importará é o quão fiel você foi à vontade de Deus. Sua instituição de caridade se tornará um livro aberto para todos verem, e as recompensas por sua caridade permanecerão com você para sempre. Ao pensar naquele dia com fé, permita que isso o encoraje a fazer tudo o que puder hoje para se preparar para o Juízo Final. Quando esse dia chegar, será tarde demais para mudar. Prepare-se hoje, amanhã e todos os dias da sua vida para que, quando Jesus retornar em toda a Sua glória, seja o dia mais glorioso da sua vida.

Oração do Dia

Glorioso e universal Rei do Universo, acredito e professo com firme fé que Tu retornarás novamente para julgar os vivos e os mortos e estabelecerás Teu glorioso Reino que nunca terá fim. Por favor, ajude-me a compreender a grandeza daquele momento e a fazer tudo o que puder, todos os dias da minha vida, para me preparar para que seja, de fato, o início do melhor dia da minha vida. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia Diária é vista por muitos como o momento formal da missa católica. Mas seu verdadeiro significado é fazer com que os cristãos reflitam as palavras e praticar seus ensinamentos no dia a dia.

A liturgia nos mostra o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, trazendo orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.