Liturgia Diária – Oitava da Páscoa – Terça-feira (02/04/2024)

Liturgia Diária de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Terça-feira, 2 de abril de 2024.

Confira diariamente a Liturgia Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Oração do Dia. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (At 2,36-41)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

No dia de Pentecostes, Pedro disse aos judeus: 36 “Que todo o povo de Israel reconheça com plena certeza: Deus constituiu Senhor e Cristo a este Jesus que vós crucificastes”.

37 Quando ouviram isso, eles ficaram com o coração aflito, e perguntaram a Pedro e aos outros apóstolos: “Irmãos, que devemos fazer?” 38 Pedro respondeu: “Convertei-vos e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para o perdão dos vossos pecados. E vós recebereis o dom do Espírito Santo. 39 Pois a promessa é para vós e vossos filhos, e para todos aqueles que estão longe, todos aqueles que o Senhor nosso Deus chamar para si”.

40 Com muitas outras palavras, Pedro lhes dava testemunho, e os exortava, dizendo: “Salvai-vos dessa gente corrompida!” 41 Os que aceitaram as palavras de Pedro receberam o batismo. Naquele dia, mais ou menos três mil pessoas se uniram a eles.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 32 (33)

— Transborda em toda a terra a bondade do Senhor.

— Reta é a palavra do Senhor, e tudo o que ele faz merece fé. Deus ama o direito e a justiça, transborda em toda a terra a sua graça.

— Mas o Senhor pousa o olhar sobre os que o temem, e que confiam esperando em seu amor, para da morte libertar as suas vidas e alimentá-los quando é tempo de penúria.

— No Senhor nós esperamos confiantes, porque ele é nosso auxílio e proteção! Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça, da mesma forma que em vós nós esperamos!

Leia mais:  Liturgia Diária – 11º Domingo do Tempo Comum (16/06/2024)

Evangelho do Dia

Evangelho (Jo 20,11-18)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Este é o dia que o Senhor fez para nós, alegremo-nos e nele exultemos! (Sl 117)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 11 Maria estava do lado de fora do túmulo, chorando. Enquanto chorava, inclinou-se e olhou para dentro do túmulo. 12 Viu, então, dois anjos vestidos de branco, sentados onde tinha sido posto o corpo de Jesus, um à cabeceira e outro aos pés.

13 Os anjos perguntaram: “Mulher, por que choras?” Ela respondeu: “Levaram o meu Senhor e não sei onde o colocaram”. 14 Tendo dito isto, Maria voltou-se para trás e viu Jesus, de pé. Mas não sabia que era Jesus. 15 Jesus perguntou-lhe: “Mulher, por que choras? A quem procuras?” Pensando que era o jardineiro, Maria disse: “Senhor, se foste tu que o levaste dize-me onde o colocaste, e eu o irei buscar”.

16 Então Jesus disse: “Maria!” Ela voltou-se e exclamou, em hebraico: “Rabuni” (que quer dizer: Mestre). 17 Jesus disse: “Não me segures. Ainda não subi para junto do Pai. Mas vai dizer aos meus irmãos: subo para junto do meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus”. 18 Então Maria Madalena foi anunciar aos discípulos: “Eu vi o Senhor!”, e contou o que Jesus lhe tinha dito.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Maria Madalena foi uma das primeiras pessoas a quem Jesus apareceu. Ela era profundamente devotada a Ele, especialmente por causa da grande misericórdia que Ele lhe ofereceu quando perdoou seus pecados manifestos e expulsou dela sete demônios. Depois que Ele fez isso, Maria tornou-se uma seguidora devota e foi uma das poucas que permaneceu fiel a Ele, mesmo quando Ele estava pendurado na cruz.

Leia mais:  Liturgia Diária – 11ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (17/06/2024)

No primeiro dia da semana, o domingo após a crucificação, Maria foi ao túmulo para ungir o corpo de Jesus de acordo com o costume judaico. Mas quando ela chegou, o corpo de Jesus havia desaparecido. E quando Jesus apareceu para ela enquanto ela chorava, ela não O reconheceu imediatamente, pois Ele tinha Seu novo corpo glorificado. Mas quando Jesus pronunciou o nome dela, Maria, ela O reconheceu. Mas em vez de abraçá-la, Jesus disse: “Não me segures…” Por que Jesus diria isso?

Embora o apego e a devoção de Maria a Jesus fossem belos e santos, ainda não estavam aperfeiçoados. Ela queria seu Senhor, a quem ela conheceu e seguiu. Ela queria que seu antigo relacionamento com Jesus fosse devolvido a ela. Mas por esta razão, Jesus disse: “Não me segures…” Jesus queria muito mais. Ele estava dizendo a ela que seu relacionamento com Ele logo mudaria para melhor. Ele não seria mais simplesmente seu companheiro terreno; em vez disso, Ele logo viveria dentro dela, habitaria dentro de seu coração, tornar-se-ia um com ela e seria seu Noivo por toda a eternidade. Mas isso só poderia acontecer quando Jesus ascendesse ao Pai Celestial para completar Sua missão divina de salvação.

Às vezes, também buscamos favores de nosso Senhor que são puramente temporais. Embora precisemos confiar Nele para o “pão nosso de cada dia”, ou seja, para todas as necessidades básicas da vida, devemos perceber que os dons que Deus quer nos dar superam em muito qualquer coisa neste mundo. O dom sobrenatural da graça, o dom da habitação da Santíssima Trindade, o dom da unidade com nosso Senhor é para o que fomos criados e é o objetivo final e o desejo de nosso Senhor.

Leia mais:  Liturgia Diária – 11ª Semana do Tempo Comum, Terça-feira (18/06/2024)

Reflita hoje sobre estas palavras que Jesus disse a Maria: “Não me segures. Ainda não subi para junto do Pai”. Mas faça isso com o conhecimento de que, agora, Jesus realmente ascendeu ao Pai. Portanto, Ele agora convida todos nós a nos apegarmos a Ele enquanto Ele reina no Céu. Reflita sobre o desejo profundo do coração de nosso Senhor de que você se apegue a Ele com cada fibra do seu ser. Ele quer habitar dentro de você, tornar-se um com você e transformá-lo em todos os sentidos. Esta santa união é agora desfrutada por toda a eternidade por Santa Maria Madalena, e este mesmo presente está sendo oferecido a você. Apegue-se a Ele e nunca desista, pois esta será sua alegria eterna.

Oração do Dia

Meu Senhor ressuscitado e ascendido, Tu agora reina no Céu em perfeita glória e esplendor. Atraia-me para a Sua vida gloriosa e convide-me a me apegar a Ti de todo o coração. Eu Te convido, querido Senhor, a vir e fazer sua morada dentro de mim para que eu possa me apegar a Ti para sempre. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, por volta de XVI.

A Liturgia Diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A Liturgia Diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *