Liturgia Diária – Quarta-feira de Cinzas (22/02/2023)

Homilia Diária

Liturgia Diária

Liturgia Diária da Quarta-feira de Cinzas, 22 de fevereiro de 2023.

Confira diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Aqui você fica sabendo qual o Evangelho do Dia de Hoje e acompanha a Liturgia aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Jl 2,12-18)

Leitura da Profecia de Joel:

12“Agora, diz o Senhor, voltai para mim com todo o vosso coração, com jejuns, lágrimas e gemidos; 13rasgai o coração, e não as vestes; e voltai para o Senhor, vosso Deus; ele é benigno e compassivo, paciente e cheio de misericórdia, inclinado a perdoar o castigo”. 14Quem sabe, se ele se volta para vós e vos perdoa, e deixa atrás de si a bênção, oblação e libação para o Senhor, vosso Deus?

15Tocai trombeta em Sião, prescrevei o jejum sagrado, convocai a assembleia; 16congregai o povo, realizai cerimônias de culto, reuni anciãos, ajuntai crianças e lactentes; deixe o esposo seu aposento, e a esposa, seu leito. 17Chorem, postos entre o vestíbulo e o altar, os ministros sagrados do Senhor, e digam: “Perdoa, Senhor, a teu povo, e não deixes que esta tua herança sofra infâmia e que as nações a dominem”. Por que se haveria de dizer entre os povos: “Onde está o Deus deles?”

18Então o Senhor encheu-se de zelo por sua terra e perdoou ao seu povo.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 50(51)

— Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos.

— Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! Na imensidão do vosso amor, purificai-me! Lavai-me todo inteiro do pecado e apagai completamente a minha culpa!

— Eu reconheço toda a minha iniquidade, o meu pecado está sempre à minha frente. Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei, pratiquei o que é mau aos vossos olhos!

— Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido. Ó Senhor, não me afasteis de vossa face, nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!

— Dai-me de novo a alegria de ser salvo e confirmai-me com espírito generoso! Abri meus lábios, ó Senhor, para cantar, e minha boca anunciará vosso louvor!

2ª Leitura

Segunda Leitura (2Cor 5,20-6,2)

Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios:

Irmãos: 20Somos embaixadores de Cristo, e é Deus mesmo que exorta através de nós. Em nome de Cristo, nós vos suplicamos: deixai-vos reconciliar com Deus.

Leia mais:  Liturgia Diária – 15º Domingo do Tempo Comum (14/07/2024)

21Aquele que não cometeu nenhum pecado, Deus o fez pecado por nós, para que nele nós nos tornemos justiça de Deus.

6,1Como colaboradores de Cristo, nós vos exortamos a não receberdes em vão a graça de Deus, 2pois ele diz: “No momento favorável, eu te ouvi e, no dia da salvação, eu te socorri”. É agora o momento favorável, é agora o dia da salvação.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mt 6,1-6.16-18)

— Jesus Cristo, sois bendito, sois o ungido de Deus Pai!

— Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: não fecheis os corações como em Meriba! Cf. Sl 94(95),8ab

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 1“Ficai atentos para não praticar a vossa justiça na frente dos homens, só para serdes vistos por eles. Caso contrário, não recebereis a recompensa do vosso Pai que está nos céus.

2Por isso, quando deres esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem elogiados pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. 3Ao contrário, quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o que faz a tua mão direita, 4de modo que a tua esmola fique oculta. E o teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa.

5Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de rezar em pé, nas sinagogas e nas esquinas das praças, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. 6Ao contrário, quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta, e reza ao teu Pai que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa.

16Quando jejuardes, não fiqueis com o rosto triste como os hipócritas. Eles desfiguram o rosto, para que os homens vejam que estão jejuando. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. 17Tu, porém, quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto, 18para que os homens não vejam que estás jejuando, mas somente teu Pai, que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa”.

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sábado (13/07/2024)

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Uma coisa que nos oferece satisfação mundana é o elogio público. Muitas vezes queremos que os outros nos notem pelo que realizamos. Queremos ser admirados e muitas vezes podemos sair do nosso caminho para que os outros saibam o quanto estamos fazendo bem. E você? Você procura regularmente se elevar aos olhos dos outros?

No Antigo Testamento, a busca de honras mundanas era comum. Na verdade, a Lei de Moisés até falava disso como “bênçãos” que seriam concedidas como resultado da obediência a Deus (veja Deuteronômio 28). Mas um princípio central da Nova Lei da graça de Jesus era que as honras terrenas não deveriam mais ser um objetivo na vida. Em vez disso, os tesouros interiores da santidade e as riquezas armazenadas no Céu deveriam ser o foco. O Evangelho de hoje nos adverte que buscar o louvor humano resultará na perda da recompensa do Pai Celestial. Dar esmolas, jejuar e orar é melhor feito em segredo, para que “teu Pai, que vê em segredo, te recompense”.

Ao iniciar nossa jornada quaresmal, é um bom momento para examinar honestamente as intenções e os objetivos de sua vida de fé e caridade. Um objetivo que devemos ter é praticar nossa vida de fé e caridade de forma oculta. Deve haver um certo segredo em nossa vida de fé. Isso não significa que agimos como se não fôssemos cristãos ou como se tivéssemos vergonha de nossa fé. Em vez disso, a prática “oculta” e “secreta” de nossa fé significa que oramos, servimos, jejuamos e crescemos em nosso relacionamento com Deus porque amamos a Deus e queremos servir à Sua vontade. Significa que nossa maior recompensa são as bênçãos interiores que receberemos de um relacionamento com Deus. Devemos olhar para dentro e descobrir Deus morando lá. Deve haver uma intimidade interior com Deus que só nós vemos. E este amor secreto, interior e íntimo de Deus deve tornar-se transformador e avassalador. Quão viva é esta relação interior com Deus em sua vida?

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (12/07/2024)

A boa notícia é que, quando entramos intimamente em um relacionamento com nosso amoroso Deus nas profundezas secretas de nossas almas, Deus nos usa para tocar a vida de outras pessoas. Não nos tornaremos a inveja dos outros nem teremos como objetivo a admiração deles. Não vamos nos tornar o centro das atenções. Em vez disso, Deus nos usará para ajudar os outros a examinar suas próprias almas para descobrir o amor que Deus tem por eles. De certo modo, nós desaparecemos neste esconderijo, e é Deus quem faz a diferença na vida dos outros através de nós. Esta é a fé autêntica. Esta é a santidade autêntica. Esta é a caridade autêntica. Esta é a razão pela qual oramos, jejuamos e nos entregamos aos outros. Não para o nosso louvor, mas para o amor de Deus, a santidade de nossas almas e a salvação dos outros.

Reflita, hoje, sobre o simples fato de que Deus quer vir até você de forma muito oculta e secreta nesta Quaresma. Ele quer revelar Seu amor a você, pessoalmente. Não para que você possa dizer a todos o quão santo você é. Mas para que você conheça o amor de Deus dentro de você. Reflita sobre esse relacionamento oculto e santo que Deus quer ter com você e saiba que, se você permitir que ele cresça, Deus também poderá tocar os outros através de você de maneiras que estão além da sua compreensão.

Oração do Dia

Meu Senhor oculto, Tu desejas vir a mim nas profundezas secretas da minha alma e revelar-me o seu amor. Que eu possa encontrá-lo lá todos os dias e crescer mais plenamente em um relacionamento íntimo contigo. Ao vir a mim nesta Quaresma, por favor, também me use de muitas maneiras ocultas para ser um instrumento de Seu amor pelos outros. Todo louvor e glória a Ti, ó Senhor. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária, é comum que nas missas o padre faça a Reflexão Diária das palavras do Evangelho depois dessa leitura. Esta reflexão é feita em geral por interpretação própria do celebrante.

O ponto mais alto da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.