Liturgia Diária – Santa Escolástica, virgem – Memória, Sábado (10/02/2024)

Homilia

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Sábado, 10 de fevereiro de 2024.

Confira diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Veja a Leitura e Homilia de Hoje do evangelho do dia e Oração do dia. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (1Rs 12,26-32;13,33-34)

Leitura do Primeiro Livro dos Reis.

Naqueles dias, 12,26 Jeroboão refletiu consigo mesmo: ‘Como estão as coisas, o reino vai voltar à casa de Davi. 27 Se este povo continuar a subir ao templo do Senhor em Jerusalém, para oferecer sacrifícios, seu coração se voltará para o seu soberano Roboão, rei de Judá; eles me matarão e se voltarão para Roboão, rei de Judá”.

28 Depois de ter refletido bem, o rei fez dois bezerros de ouro e disse ao povo: “Não subais mais a Jerusalém! Eis aqui, Israel, os deuses que te tiraram da terra do Egito”. 29 Colocou um bezerro em Betel e outro em Dã. 30 Isto foi ocasião de pecado, pois o povo ia em procissão até Dã para adorar um dos bezerros.

31 Jeroboão construiu também templos sobre lugares altos, e designou como sacerdotes homens tirados do povo, que não eram filhos de Levi. 32 E instituiu uma festa no dia quinze do oitavo mês, à semelhança da que era celebrada em Judá. E subiu ao altar. Fez a mesma coisa em Betel, para sacrificar aos bezerros que havia feito. E estabeleceu em Betel sacerdotes nos santuários que tinha construído nos lugares altos.

13,33 Depois disso, Jeroboão não abandonou o seu mau caminho, mas continuou a tomar homens do meio do povo e a constituí-los sacerdotes dos santuários dos lugares altos. Todo aquele que queria era consagrado e se tornava sacerdote dos lugares altos. 34 Esse modo de proceder fez cair em pecado a casa de Jeroboão e provocou a sua ruína e o seu extermínio da face da terra.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 105 (106)

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quarta-feira (17/04/2024)

Lembrai-vos, ó Senhor, de mim lembrai-vos; segundo o amor que demonstrais ao vosso povo.

— Pecamos como outrora nossos pais, praticamos a maldade e fomos ímpios; no Egito nossos pais não se importaram com os vossos admiráveis grandes feitos.

— Construíram um bezerro no Horeb e adoraram uma estátua de metal; eles trocaram o seu Deus, que é sua glória, pela imagem de um boi que come feno.

— Esqueceram-se do Deus que os salvara, que fizera maravilhas no Egito; no país de Cam fez tantas obras admiráveis, no Mar Vermelho, tantas coisas assombrosas.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mc 8,1-10)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— O homem não vive somente de pão, mas de toda palavra da boca de Deus. (Mt 4,4b)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

1 Naqueles dias, havia de novo uma grande multidão e não tinha o que comer. Jesus chamou os discípulos e disse: 2 “Tenho compaixão dessa multidão, porque já faz três dias que está comigo e não têm nada para comer. 3 Se eu os mandar para casa sem comer, vão desmaiar pelo caminho, porque muitos deles vieram de longe”.

4 Os discípulos disseram: “Como poderia alguém saciá-los de pão aqui no deserto?” 5 Jesus perguntou-lhes: “Quantos pães tendes?” Eles responderam: “Sete”.

6 Jesus mandou que a multidão se sentasse no chão. Depois, pegou os sete pães, e deu graças, partiu-os e ia dando aos seus discípulos, para que o distribuíssem. E eles os distribuíram ao povo.

7 Tinham também alguns peixinhos. Depois de pronunciar a bênção sobre eles, mandou que os distribuíssem também. 8 Comeram e ficaram satisfeitos, e recolheram sete cestos com os pedaços que sobraram.

9 Eram quatro mil, mais ou menos. E Jesus os despediu. 10 Subindo logo na barca com seus discípulos, Jesus foi para a região de Dalmanuta.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

A missão principal de Jesus era espiritual. Ele veio para nos libertar dos efeitos do pecado para que pudéssemos entrar nas glórias do Céu por toda a eternidade. Sua vida, morte e ressurreição destruíram a própria morte e abriram o caminho para que todos os que se voltassem para Ele fossem salvos. Mas o amor de Jesus pelas pessoas era tão completo que Ele também estava atento às suas necessidades físicas.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Terça-feira (16/04/2024)

Em primeiro lugar, pondere a primeira linha desta declaração de nosso Senhor acima: “Meu coração está cheio de pena da multidão…” O amor divino de Jesus estava entrelaçado com Sua humanidade. Ele amava a pessoa inteira, corpo e alma. Nesta história do Evangelho, as pessoas estiveram com Ele durante três dias e estavam com fome, mas não davam sinais de ir embora. Eles ficaram tão maravilhados com nosso Senhor que não queriam ir embora. Jesus salientou que a fome deles era grave. Se Ele os mandasse embora, Ele temia que eles “desmoronassem no caminho”. Assim, estes fatos são a base para o Seu milagre.

Uma lição que podemos aprender com esta história é a das nossas prioridades na vida. Muitas vezes, podemos tender a ter nossas prioridades invertidas. Claro, cuidar das necessidades da vida é importante. Precisamos de comida, abrigo, roupas e assim por diante. Precisamos cuidar de nossas famílias e suprir suas necessidades básicas. Mas muitas vezes elevamos estas necessidades básicas da vida acima da nossa necessidade espiritual de amar e servir a Cristo, como se as duas fossem opostas uma à outra. Mas esse não é o caso.

Neste Evangelho, as pessoas que estavam com Jesus escolheram colocar a fé em primeiro lugar. Eles escolheram permanecer com Jesus apesar de não terem o que comer. Talvez algumas pessoas tivessem partido um ou dois dias antes, decidindo que a necessidade de alimentação tinha precedência. Mas aqueles que fizeram isso perderam a incrível dádiva deste milagre em que toda a multidão foi alimentada a ponto de ficar completamente satisfeita. É claro que nosso Senhor não quer que sejamos irresponsáveis, especialmente se temos o dever de cuidar dos outros. Mas esta história nos diz que a nossa necessidade espiritual de sermos alimentados pela Palavra de Deus deve ser sempre a nossa maior preocupação. Quando colocamos Cristo em primeiro lugar, todas as outras necessidades são satisfeitas de acordo com a Sua providência.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (18/04/2024)

Reflita hoje sobre suas próprias prioridades na vida. O que é mais importante para você? Sua próxima boa refeição? Ou sua vida de fé? Embora estes não precisem ser opostos um ao outro, é importante sempre colocar o amor a Deus em primeiro lugar na vida. Pense nessa vasta multidão de pessoas que passaram três dias com Jesus no deserto sem comida e tente se ver com eles. Faça da escolha deles permanecer com Jesus a sua escolha também, para que o seu amor a Deus se torne o foco principal da sua vida.

Oração do Dia

Meu providencial Senhor, Você conhece todas as minhas necessidades e se preocupa com todos os aspectos da minha vida. Ajude-me a confiar em Ti tão completamente que sempre coloquei meu amor por Ti como minha primeira prioridade na vida. Eu acredito que se eu puder manter Você e a Sua vontade como a parte mais importante da minha vida, todas as outras necessidades da vida se encaixarão. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia Diária é vista por muitos como sendo um rito que traz uma certa formalização da missa, mas o verdadeiro significado é exatamente o contrário. A liturgia vem para fazer com que os cristãos reflitam as palavras e busquem trazê-las para a sua vida e para os seu dia a dia como forma de viver a Palavra de Deus não apenas na missa mas também na vida cotidiana.

A liturgia vem mostrar o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A liturgia vem nos trazer orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *