Liturgia Diária – Santa Mônica, Sábado (27/08/2022)

Homilia do Evangelho de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária da 21ª Semana do Tempo Comum, Sábado, 27 de agosto de 2022.

Acompanhe diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Leia e acompanhe aqui as Leituras e a Liturgia Comentada do dia de hoje.

1ª Leitura

Primeira Leitura (1Cor 1,26-31)

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.

26Irmãos, considerai vós mesmos como fostes chamados por Deus. Pois entre vós não há muitos sábios de sabedoria humana nem muitos poderosos nem muitos nobres. 27Na verdade, Deus escolheu o que o mundo considera como estúpido, para assim confundir os sábios; Deus escolheu o que o mundo considera como fraco, para assim confundir o que é forte.

28Deus escolheu o que para o mundo é sem importância e desprezado, o que não tem nenhuma serventia, para assim mostrar a inutilidade do que é considerado importante, 29para que ninguém possa gloriar-se diante dele. 30É graças a ele que vós estais em Cristo Jesus, o qual se tornou para nós, da parte de Deus: sabedoria, justiça, santificação e libertação, 31para que, como está escrito, “quem se gloria, glorie-se no Senhor”.

– Palavra do Senhor.

Salmo

Salmo Responsorial (Sl 32)

Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!

— Feliz o povo cujo Deus é o Senhor,/ e a nação que escolheu por sua herança!/ Dos altos céus o Senhor olha e observa;/ ele se inclina para olhar todos os homens.

— Mas o Senhor pousa o olhar sobre os que o temem,/ e que confiam esperando em seu amor,/ para da morte libertar as suas vidas/ e alimentá-los quando é tempo de penúria.

— No Senhor nós esperamos confiantes,/ porque ele é nosso auxílio e proteção!/ Por isso o nosso coração se alegra nele,/ seu santo nome é nossa única esperança.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mt 25,14-30)

— O Senhor esteja convosco.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sábado (13/04/2024)

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos esta parábola: 14“Um homem ia viajar para o estrangeiro. Chamou seus empregados e lhes entregou seus bens. 15A um deu cinco talentos, a outro deu dois e ao terceiro, um; a cada qual de acordo com a sua capacidade. Em seguida viajou. 16O empregado que havia recebido cinco talentos saiu logo, trabalhou com eles, e lucrou outros cinco.

17Do mesmo modo, o que havia recebido dois lucrou outros dois. 18Mas aquele que havia recebido um só, saiu, cavou um buraco na terra, e escondeu o dinheiro do seu patrão. 19Depois de muito tempo, o patrão voltou e foi acertar contas com os empregados. 20O empregado que havia recebido cinco talentos entregou-lhe mais cinco, dizendo: ‘Senhor, tu me entregaste cinco talentos. Aqui estão mais cinco que lucrei’.

21O patrão lhe disse: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!’ 22Chegou também o que havia recebido dois talentos, e disse: ‘Senhor, tu me entregaste dois talentos. Aqui estão mais dois que lucrei’. 23O patrão lhe disse: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!’

24Por fim, chegou aquele que havia recebido um talento, e disse: ‘Senhor, sei que és um homem severo, pois colhes onde não plantaste e ceifas onde não semeaste. 25Por isso fiquei com medo e escondi o teu talento no chão. Aqui tens o que te pertence’. 26O patrão lhe respondeu: ‘Servo mau e preguiçoso! Tu sabias que eu colho onde não plantei e que ceifo onde não semeei? 27Então devias ter depositado meu dinheiro no banco, para que, ao voltar, eu recebesse com juros o que me pertence’.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3º Domingo da Páscoa (14/04/2024)

28Em seguida, o patrão ordenou: ‘Tirai dele o talento e dai-o àquele que tem dez! 29Porque a todo aquele que tem será dado mais, e terá em abundância, mas daquele que não tem, até o que tem lhe será tirado. 30Quanto a este servo inútil, jogai-o lá fora, na escuridão. Ali haverá choro e ranger de dentes!’”

— Palavra da Salvação.

Reflexão da Liturgia Diária

Esta é uma história sobre duas coisas. Em primeiro lugar, é uma história sobre a fidelidade que somos chamados a ter nesta vida ao serviço da vontade de Deus. Em segundo lugar, é uma promessa da fidelidade de Jesus de volta para nós, tanto aqui na Terra quanto, finalmente, quando O encontrarmos no momento de nossa morte.

Que bênção seria ouvir Jesus dizer essas palavras para nós após a conclusão de nossas vidas aqui na Terra. “Muito bem, servo bom e fiel… Venha, compartilhe a alegria de seu mestre.” Isso levanta a questão, se você morresse hoje, o que nosso Senhor diria a você? Se você não está imediatamente confiante de que em Sua misericórdia Ele diria essas palavras acima, então hoje é um bom dia para fazer algumas mudanças em sua vida.

Uma boa prática espiritual é viver hoje de tal forma que estejamos nos preparando conscientemente para aquele glorioso encontro com Jesus. Que “responsabilidades” Ele confiou a você nesta vida e o que você está fazendo com elas? Procurais colocar todos os vossos dons ao serviço do Evangelho e da difusão da caridade? Você é diligente em se entregar a Deus e Sua santa vontade? Espero que não haja hesitação em sua resposta. Se houver, este é um sinal de que Deus pode querer mais de você aqui e agora.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Segunda-feira (15/04/2024)

Um dos maiores problemas com os quais podemos lutar neste mundo é a tentação de buscar satisfação mundana aqui e agora, às custas de construir tesouros celestiais. Mas por que? Por que buscar satisfação momentânea e superficial aqui e agora e arriscar perder a alegria eterna?

Reflita, hoje, sobre o objetivo final que você deve ter na vida. Este é o objetivo de estar totalmente preparado para esse glorioso encontro com nosso Senhor ao passar desta vida para a próxima. O céu pode parecer um pouco intangível agora, mas quando chegar a hora de encontrar Jesus face a face, não será nem um pouco intangível. Em vez disso, você ficará imediatamente ciente de todos os detalhes de sua vida aqui na Terra. Sua fidelidade, dia após dia, ou a falta de fidelidade, dia após dia, se tornará a fonte de sua alegria eterna ou a fonte de arrependimento eterno.

Oração do Dia

Senhor, ajuda-me a manter meus olhos em Ti e em Tua santa vontade. Liberte-me de objetivos egoístas e momentâneos na vida, para que eu possa buscar servir a você apenas da maneira que produz alegria ao seu coração. Ajude-me a manter meus olhos no céu e a me preparar diariamente para esse encontro eterno com você. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia teve a sua atualização mais recente, através do Concílio Vaticano II, que trouxe mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A Liturgia do Dia é única para cada dia do ano, desse modo, naquele determinado dia, todas as igrejas católicas do mundo fazem a mesma leitura. A liturgia diária é dividida pela primeira leitura (segunda leitura em algumas ocasiões), além do evangelho do dia e salmo.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *