Liturgia Diária – São João Maria Vianney – Memória, Sexta-feira (04/08/2023)

Evangelho de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Sexta-feira, 4 de agosto de 2023.

Confira diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho de Hoje e Oração do Dia. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Lv 23,1.4-11.15-16.27.34b-37)

Leitura do Livro do Levítico.

1O Senhor falou a Moisés, dizendo: 4“São estas as solenidades do Senhor em que convocareis santas assembleias no devido tempo: 5No dia catorze do primeiro mês, ao entardecer, é a Páscoa do Senhor. 6No dia quinze do mesmo mês é a festa dos Ázimos, em honra do Senhor. Durante sete dias comereis pães ázimos. 7No primeiro dia tereis uma santa assembleia, não fareis nenhum trabalho servil; 8oferecereis ao Senhor sacrifícios pelo fogo durante sete dias. No sétimo dia haverá uma santa assembleia e não fareis também nenhum trabalho servil”.

9O Senhor falou a Moisés, dizendo: 10“Fala aos filhos de Israel e dize-lhes: Quando tiverdes entrado na terra que vos darei, e tiverdes feito a colheita, levareis ao sacerdote um feixe de espigas como primeiros frutos da vossa colheita. 11O sacerdote elevará este feixe de espigas diante do Senhor, para que ele vos seja favorável: e fará isto no dia seguinte ao sábado.

15A partir do dia seguinte ao sábado, desde o dia em que tiverdes trazido o feixe de espigas para ser apresentado, contareis sete semanas completas. 16Contareis cinquenta dias até ao dia seguinte ao sétimo sábado, e apresentareis ao Senhor uma nova oferta.

27O décimo dia do sétimo mês é o dia da Expiação. Nele tereis uma santa assembleia, jejuareis e oferecereis ao Senhor um sacrifício pelo fogo.

34bNo dia quinze deste sétimo mês, começa a festa das Tendas, que dura sete dias, em honra do Senhor. 35No primeiro dia haverá uma santa assembleia e não fareis nenhum trabalho servil. 36Durante sete dias oferecereis ao Senhor sacrifícios pelo fogo. No oitavo dia tereis uma santa assembleia, e oferecereis ao Senhor um sacrifício pelo fogo. É dia de reunião festiva: não fareis nenhum trabalho servil.

37Estas são as solenidades do Senhor, nas quais convocareis santas assembleias para oferecer ao Senhor sacrifícios pelo fogo, holocaustos e oblações, vítimas e libações, cada qual no dia prescrito.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sexta-feira (12/04/2024)

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 80 (81)

— Exultai no Senhor, nossa força.

— Cantai salmos, tocai tamborim, harpa e lira suaves tocai! Na lua nova tocai a trombeta, na lua cheia, na festa solene!

— Porque isto é costume em Jacó, um preceito do Deus de Israel; uma lei que foi dada a José, quando o povo saiu do Egito.

— Em teu meio não exista um deus estranho nem adores a um deus desconhecido! Porque eu sou o teu Deus e teu Senhor, que da terra do Egito te arranquei.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mt 13,54-58)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— A palavra do Senhor permanece eternamente, e esta é a palavra que vos foi anunciada. (1Pd 1,25)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 54dirigindo-se para a sua terra, Jesus ensinava na sinagoga, de modo que ficavam admirados. E diziam: “De onde lhe vem essa sabedoria e esses milagres? 55Não é ele o filho do carpinteiro? Sua mãe não se chama Maria, e seus irmãos não são Tiago, José, Simão e Judas? 56E suas irmãs não moram conosco? Então de onde lhe vem tudo isso?” 57E ficaram escandalizados por causa dele. Jesus, porém, disse: “Um profeta só não é estimado em sua própria pátria e em sua família!” 58E Jesus não fez ali muitos milagres, porque eles não tinham fé.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

O Evangelho de hoje continua dizendo que as pessoas na cidade natal de Jesus, Nazaré, se ofenderam com Ele, o que levou Jesus a dizer: “Um profeta só não é estimado em sua própria pátria e em sua família”. É um tanto surpreendente que eles tenham se ofendido com Jesus depois de testemunhar Sua sabedoria e feitos poderosos. Jesus era muito familiar para os habitantes da cidade, e parece que essa familiaridade os levou a duvidar de que Jesus fosse alguém especial.

Leia mais:  Liturgia Diária – Santo Estanislau, bispo e mártir - Memória – Quinta-feira (11/04/2024)

Deve-se notar que, de muitas maneiras, as pessoas que conheceram Jesus por muitos anos devem ter sido as primeiras a ver Sua grandeza. E provavelmente houve alguns de Sua cidade natal que o fizeram. Eles teriam conhecido a mãe de Jesus, a bem-aventurada Virgem Maria, e ela teria dado testemunho diário de virtudes incríveis. Eles teriam conhecido José como um homem verdadeiramente justo. E Jesus teria exalado todas as virtudes humanas à perfeição à medida que crescia. E, novamente, isso deveria ter sido facilmente perceptível. Mas muitos falharam em ver a santidade de Jesus e da Sagrada Família.

Essa experiência de nosso Senhor deve nos lembrar que é fácil perder a presença de Deus ao nosso redor. Se aqueles que estavam mais próximos de Jesus não O reconheceram como um homem de excepcional virtude e santidade, quanto mais poderíamos deixar de ver a presença de Deus na vida daqueles que encontramos todos os dias? Por alguma razão, talvez por causa de nossas lutas contra o orgulho e a raiva, é mais fácil olhar para os defeitos dos outros do que para suas virtudes. É fácil criticá-los e insistir em suas fraquezas e pecados percebidos. Mas esta história do Evangelho deve nos encorajar a fazer tudo o que pudermos para olhar além da superfície e ver Deus presente em cada vida que encontramos.

No nível mais fundamental, Deus habita dentro de cada pessoa que Ele criou. Mesmo aqueles que permanecem em um estado de pecado mortal persistente ainda são feitos à imagem de Deus e refletem Deus por sua própria natureza. E nós devemos ver isso. E aqueles que estão em estado de graça carregam a presença de Deus, não apenas dentro de si por natureza, mas também pela ação de Deus em suas vidas. Todas as virtudes que cada pessoa possui estão lá porque Deus está trabalhando nelas. E devemos trabalhar para ver essa atividade divina em suas vidas.

Comece pensando nas pessoas de quem você é mais próximo. Quando você pensa sobre eles, o que vem à sua mente? Com o passar dos anos, podemos desenvolver o hábito de insistir nas falhas dos outros. E esses hábitos são difíceis de quebrar. Mas eles só podem ser quebrados buscando intencionalmente a presença de Deus em suas vidas. Conforme observado, se os habitantes da cidade de Jesus tiveram dificuldade em fazer isso com Aquele que era perfeito, então isso deve nos dizer que será ainda mais difícil para nós fazer isso com aqueles que carecem de perfeição. Mas isso deve ser feito e é um esforço muito sagrado.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sábado (13/04/2024)

Reflita, hoje, sobre a importante missão que você recebeu de ver a presença de Deus na vida das pessoas ao seu redor. E se Jesus tivesse crescido na sua cidade? Como seu vizinho? E embora o Filho de Deus Encarnado não more na casa ao lado como viveu em Nazaré, Ele vive em cada pessoa que você encontra todos os dias. Reflita honestamente sobre o quão bem você O vê e comprometa-se com a santa missão de vê-Lo mais claramente para que você possa se alegrar em Sua grandeza que é verdadeiramente manifesta ao seu redor.

Oração do Dia

Meu Senhor de verdadeira grandeza, Tu estás verdadeiramente presente ao meu redor. Você está vivo e vivendo na vida daqueles que encontro todos os dias. Por favor, dê-me os olhos da fé para vê-lo e um coração que o ama. Ajude-me a ignorar as falhas e fraquezas dos outros. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A liturgia é composta pela primeira leitura, segunda leitura, além do salmo do dia e o evangelho, e faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A Liturgia Diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *