Liturgia Diária – São José de Anchieta, presbítero – Memória, Sexta-feira (09/06/2023)

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Sexta-feira, 9 de junho de 2023.

Receba diariamente a Liturgia do Dia em nosso site. Confira as Leituras das Homilias de Hoje e Evangelho do dia. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Tb 11,5-17)

Leitura do Livro de Tobias.

Naqueles dias, 5Ana estava sentada, observando atentamente o caminho por onde devia chegar seu filho. 6Percebeu que ele se aproximava e disse ao pai: “Teu filho está chegando, e com ele o homem que o acompanhou”. 7Antes que Tobias se aproximasse do pai, Rafael lhe disse: “Estou certo de que seus olhos se abrirão. 8Aplica-lhe nos olhos o fel do peixe. O remédio fará com que as manchas brancas se contraiam e se desprendam de seus olhos. Teu pai vai recuperar a vista e enxergará a luz”. 9Ana correu, atirou-se ao pescoço do filho e disse: “Voltei à ver-te, meu filho, agora posso morrer!” E chorou.

10Tobit levantou-se e, tropeçando, atravessou a porta do pátio. 11Tobias foi ao seu encontro, tendo na mão o fel do peixe. Soprou-lhe nos olhos e, segurando-o, disse: “Confiança, pai!” Derramou o remédio e esfregou-o. 12Depois, com ambas as mãos, tirou-lhe as películas dos cantos dos olhos. 13Então Tobit caiu-lhe ao pescoço, chorando e dizendo: “Eu te vejo, meu filho, luz de meus olhos!” 14E acrescentou: “Bendito seja Deus! Bendito seja o seu grande nome! Benditos sejam todos os seus santos anjos por todos os séculos! 15Porque, se ele me castigou, agora vejo o meu filho Tobias!” A seguir, Tobit entrou com Ana em sua casa, louvando e bendizendo a Deus em alta voz, por tudo o que lhes tinha acontecido. E Tobias contou ao pai como tinha sido boa a viagem deles, por obra do Senhor Deus, como haviam trazido dinheiro e como se tinha casado com Sara, filha de Ragüel. Aliás, ela já se aproximava das portas de Nínive. 16Tobit e Ana alegraram-se muito e saíram ao encontro da nora, às portas da cidade. Vendo-o andar a passos largos e com toda a firmeza, sem que ninguém o conduzisse pela mão, os ninivitas se admiraram. 17E diante deles Tobit louvava e bendizia a Deus em alta voz, por ter sido misericordioso para com ele e por lhe ter aberto os olhos. E, aproximando-se de Sara, mulher de seu filho Tobias, abençoou-a e disse: “Bem-vinda sejas, minha filha. E bendito seja o teu Deus, filha, que te trouxe para junto de nós! Abençoado seja o teu pai, abençoado o meu filho Tobias e abençoada sejas tu, minha filha! Entra em tua casa com saúde, a ti bênção e alegria! Entra, minha filha!” E naquele dia foi grande o contentamento entre todos os judeus que se encontravam em Nínive.

Leia mais:  Liturgia Diária – 1ª Semana da Quaresma, Sexta-feira (23/02/2024)

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 145 (146)

— Bendize, ó minha alma, ao Senhor!

— Bendirei ao Senhor toda a vida, cantarei ao meu Deus sem cessar!

— O Senhor é fiel para sempre, faz justiça aos que são oprimidos; ele dá alimento aos famintos, é o Senhor quem liberta os cativos.

— O Senhor abre os olhos aos cegos, o Senhor faz erguer-se o caído; o Senhor ama aquele que é justo. É o Senhor quem protege o estrangeiro.

— Ele ampara a viúva e o órfão, mas confunde os caminhos dos maus. O Senhor reinará para sempre! Ó Sião, o teu Deus reinará para sempre e por todos os séculos.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mc 12,35-37)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Quem me ama, realmente, guardará minha palavra e meu Pai o amará, e a ele nós viremos. (Jo 14,23)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 35Jesus ensinava no Templo, dizendo: “Como é que os mestres da Lei dizem que o Messias é Filho de Davi? 36O próprio Davi, movido pelo Espírito Santo, falou: ‘Disse o Senhor ao meu Senhor: senta-te à minha direita, até que eu ponha teus inimigos debaixo dos teus pés’. 37Portanto, o próprio Davi chama o Messias de Senhor. Como é que ele pode então ser seu filho?” E uma grande multidão o escutava com prazer.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Na época do ministério de Jesus, os judeus entenderam que o Messias viria da linhagem de Davi. Além disso, muitos pensavam que o Messias seria simplesmente um líder nacionalista que lideraria a nação judaica para fora da opressão dos romanos. Assim, reduziram o Messias a um descendente de Davi que os libertaria de forma mais política.

Leia mais:  Liturgia Diária – Cátedra de São Pedro, Apóstolo - Festa, Quinta-feira (22/02/2024)

Na passagem acima, Jesus dá clareza a esse entendimento comum do Messias como o “filho de Davi”. O Messias não apenas descenderia em forma humana da linhagem ancestral de Davi, mas também era o “Senhor” de Davi. Jesus mostra isso apontando para o Salmo 110, no qual Davi se refere ao Messias como seu Senhor. E embora essa distinção sutil possa não parecer tão importante para nós hoje, Jesus claramente faz um esforço intencional para ensinar isso.

Uma lição importante que devemos tirar dessa passagem é que devemos trabalhar diligentemente para ter uma imagem correta de Jesus. Embora hoje possamos não ver nosso Senhor como um líder nacionalista que veio para nos libertar da opressão política, muitas vezes podemos formar outras imagens errôneas Dele. Para os judeus daquela época, a ideia de que o Messias era também o “Senhor” do rei Davi era nova. Isso aponta para a divindade do Messias e Sua natureza eterna. Jesus dá esse esclarecimento sutil e “a grande multidão ouvia isso com alegria”. Também devemos trabalhar para ter prazer em uma compreensão clara e correta de quem Jesus, o Messias, o Filho de Deus e o Filho do Homem realmente é. Então, quem é ele?

Para responder a essa pergunta, primeiro considere como você vê Jesus em sua vida. Jesus é seu amigo, um professor sábio, uma personalidade inspiradora, uma alma bondosa, um líder misericordioso e um modelo para todos nós. Mas Ele também é muito mais. Escolher apenas uma imagem de quem é Jesus e depois dar a essa imagem um foco excessivo em nossas vidas é um erro semelhante ao erro que muitos dos judeus cometeram na época em que Jesus os ensinou.

O “muito mais” é a parte em que devemos nos concentrar ao considerarmos a identidade de nosso Senhor. Devemos vê-Lo como Deus, a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade. Como Deus, Ele deve ser adorado. E embora Ele fosse Deus desde toda a eternidade, Ele também assumiu a carne humana, unindo a humanidade com a divindade. E como humano, Ele Se permitiu morrer para que pudesse ressuscitar em Sua natureza humana. Desta forma, se nos unirmos a Ele por meio de uma entrega total de nossas vidas, também morreremos em nosso pecado, mas depois ressuscitaremos com Ele para uma nova vida. Ao fazê-lo, recebemos o dom da salvação eterna e somos capazes de participar da vida eterna da Santíssima Trindade. Embora muito mais possa e deva ser dito sobre a identidade de nosso Senhor, esse leve vislumbre de Sua vida deve nos ajudar a evitar a armadilha de limitar Quem Ele é em nossas mentes e corações.

Leia mais:  Liturgia Diária – 1ª Semana da Quaresma, Quarta-feira (21/02/2024)

Reflita, hoje, sobre a imagem que você tem de Jesus. Procure maneiras de limitar involuntariamente a grandeza e a glória Dele em sua mente e coração. Tente expandir essa imagem de nosso Senhor que você tem e esteja aberto a tudo o que Ele deseja revelar a Você sobre Si mesmo. Quanto mais você fizer isso, mais você também ficará cheio de “deleite”, pois a Pessoa de nosso Senhor é mais claramente revelada a você.

Oração do Dia

Meu infinito e glorioso Senhor, Tu estás muito além de nossa compreensão e entendimento, mas nos convida a ir a Ti para que possamos conhecê-lo mais plenamente. Dá-me a graça de que preciso, querido Senhor, para me livrar das imagens errôneas e limitadas que tenho de Ti, para que eu possa conhecê-lo como és. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Utilizada nas missas, a Liturgia Diária também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a Liturgia Diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a Liturgia Diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.