Liturgia Diária – São Pio de Pietrelcina, Sexta-feira (23/09/2022)

Evangelho do Dia de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária da 25ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira, 23 de setembro de 2022.

Receba diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso portal. Saiba aqui qual o Evangelho de Hoje e leia a reflexão da Liturgia aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Eclesiastes, 3, 1-11

Leitura do Livro do Eclesiastes:

1Tudo tem seu tempo. Há um momento oportuno para tudo que acontece debaixo do céu. 2Tempo de nascer e tempo de morrer; Tempo de plantar e tempo de colher a planta. 3Tempo de matar e tempo de salvar; tempo de destruir e tempo de construir. 4Tempo de chorar e tempo de rir; tempo de lamentar e tempo de dançar. 5Tempo de atirar pedras e tempo de as amontoar; tempo de abraçar e tempo de se separar. 6Tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de esbanjar. 7Tempo de rasgar e tempo de costurar; tempo de calar e tempo de falar. 8Tempo de amar e tempo de odiar; tempo de guerra e tempo de paz. 9Que proveito tira o trabalhador de seu esforço? 10Observei a tarefa que Deus impôs aos homens, para que nela se ocupassem. 11As coisas que ele fez são todas boas no tempo oportuno. Além disso, ele dispôs que fossem permanentes; no entanto o homem jamais chega a conhecer o princípio e o fim da ação que Deus realiza.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sábado (13/04/2024)

Salmo

Salmo 143 (144)

Bendito seja o Senhor, meu rochedo!

– Bendito seja o Senhor, meu rochedo. Ele é meu amor, meu refúgio, libertador, fortaleza e abrigo; É meu escudo: é nele que espero.

– Que é o homem, Senhor, para vós? Por que dele cuidais tanto assim, e no filho do homem pensais? Como o sopro de vento é o homem, os seus dias são sombra que passa.

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 9, 18-22

– Aleluia, Aleluia, Aleluia.

– Veio o Filho do homem, a fim de servir e dar sua vida em resgate por muitos (Mc 10,45);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:

Aconteceu que, 18Jesus estava rezando num lugar retirado, e os discípulos estavam com ele. Então Jesus perguntou-lhes: ‘Quem diz o povo que eu sou?’ 19Eles responderam: ‘Uns dizem que és João Batista; outros, que és Elias; mas outros acham que és algum dos antigos profetas que ressuscitou.’ 20Mas Jesus perguntou: ‘E vós, quem dizeis que eu sou?’ Pedro respondeu: ‘O Cristo de Deus.’ 21Mas Jesus proibiu-lhes severamente que contassem isso a alguém. 22E acrescentou: ‘O Filho do Homem deve sofrer muito, ser rejeitado pelos anciãos, pelos sumos sacerdotes e doutores da Lei, deve ser morto e ressuscitar no terceiro dia.’

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Pedro acertou. Jesus era “o Cristo de Deus”. Muitos outros falaram dele como alguém que era apenas um grande profeta, mas Pedro viu mais profundamente. Ele viu que Jesus era unicamente o Ungido que é de Deus. Em outras palavras, Jesus era Deus.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sexta-feira (12/04/2024)

Embora saibamos que isso é verdade, às vezes podemos deixar de compreender completamente a profundidade desse “Mistério da Fé”. Jesus é humano, e Ele é Deus. Isso é difícil de compreender. Teria sido difícil para os do tempo de Jesus compreender esse grande mistério também. Imagine sentar-se diante de Jesus ouvindo-O falar. Se você estivesse lá antes Dele, você teria concluído que Ele também é a segunda Pessoa da Santíssima Trindade? Você teria concluído que Ele existe desde toda a eternidade e que era o grande EU SOU O QUE SOU? Você teria concluído que Ele era perfeito em todos os sentidos e que Ele também era o Criador de todas as coisas e aquele que mantém todas as coisas em existência?

Muito provavelmente nenhum de nós teria compreendido plenamente a verdadeira profundidade do significado de que Jesus era “o Cristo de Deus”. Muito provavelmente teríamos reconhecido algo especial sobre Ele, mas falharíamos em vê-Lo por quem Ele é em toda a Sua essência.

O mesmo é verdade hoje. Quando olhamos para a Santíssima Eucaristia, vemos Deus? Vemos que o Deus Todo-Poderoso, Onipotente e Todo-amoroso que existiu por toda a eternidade é a fonte de todo o bem e é o Criador de todas as coisas? Talvez a resposta seja “sim” e “não”. “Sim” no que acreditamos e “não” no que não entendemos completamente.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3º Domingo da Páscoa (14/04/2024)

Reflita, hoje, sobre a divindade de Cristo. Reflita sobre Ele presente na Santíssima Eucaristia, bem como Sua presença ao nosso redor. Você o vê? Você acredita? Quão profunda e completa é a sua fé Nele? Comprometa-se novamente a uma compreensão mais profunda de quem Jesus é em Sua Divindade. Tente dar um passo mais profundo em sua fé.

Oração do Dia

Senhor, eu creio. Eu creio que você é o Cristo de Deus. Ajude-me a compreender ainda mais o que isso significa. Ajude-me a ver sua divindade mais claramente e a acreditar em você mais plenamente. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Por volta do século XVI, a liturgia diária não tinha uma padronização ou norma, mas, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo toda a sua importância à Sagrada Escritura.

A liturgia é definida pela primeira leitura, segunda leitura, além do evangelho e salmo do dia. A Liturgia do Dia faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica e é única para cada dia do ano. Sendo assim, todas as igrejas católicas realizam a mesma leitura naquele dia determinado.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *