Liturgia Diária – Transfiguração do Senhor, Domingo (06/08/2023)

Liturgia do Dia

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Domingo, 6 de agosto de 2023.

Confira diariamente a Liturgia de Hoje dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Oração de hoje. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Daniel 7, 9-10.13-14

Leitura da Profecia de Daniel:

9Eu continuava olhando até que foram colocados uns tronos, e um Ancião de muitos dias aí tomou lugar. Sua veste era branca como neve e os cabelos da cabeça, como ló pura; seu trono eram chamas de fogo, e as rodas do trono, como fogo em brasa. 10Derramava-se aí um rio de fogo que nascia diante dele; serviam-no milhares de milhares, e milhões de milhões assistiam-no ao trono; foi instalado o tribunal e os livros foram abertos. 13Continuei insistindo na visão noturna, e eis que, entre as nuvens do céu, vinha um como filho de homem, aproximando-se do Ancião de muitos dias, e foi conduzido à sua presença. 14Foram-lhe dados poder, glória e realeza, e todos os povos, nações e línguas o serviam: seu poder é um poder eterno que não lhe será tirado, e seu reino, um reino que não se dissolverá.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 96 (97)

– Deus é Rei, é o Altíssimo, muito acima do universo.

– Deus é Rei! Exulte a terra de alegria, e as ilhas numerosas rejubilem! Treva e nuvem o rodeiam no seu trono, que se apóia na justiça e no direito.

– As montanhas se derretem como cera ante a face do Senhor de toda a terra; e assim proclama o céu sua justiça, todos os povos podem ver a sua glória.

– Porque vós sois o Altíssimo, Senhor, muito acima do universo que criastes, e de muito superais todos os deuses.

2ª Leitura

Segunda leitura: São Pedro 1, 16-19

Leitura da Segunda Carta de São Pedro:

Caríssimos: 16Não foi seguindo fábulas habilmente inventadas que vos demos a conhecer o poder e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, mas sim, por termos sido testemunhas oculares da sua majestade. 17Efetivamente, ele recebeu honra e glória da parte de Deus Pai, quando do seio da esplêndida glória se fez ouvir aquela voz que dizia: “Este é o meu Filho bem-amado, no qual ponho o meu bem-querer”. 18Esta voz, nós a ouvimos, vinda do céu, quando estávamos com ele no monte santo. 19E assim se nos tornou ainda mais firme a palavra da profecia, que fazeis bem em ter diante dos olhos, como lâmpada que brilha em lugar escuro, até clarear o dia e levantar-se a estrela da manhã em vossos corações.

Leia mais:  Liturgia Diária – São Boaventura, bispo e doutor da Igreja, Memória, Segunda-feira (15/07/2024)

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 17, 1-9

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Eis meu Filho muito amado, nele está meu benquerer, escutai-o, todos vós! (Mt 17,5);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

Naquele tempo: 1Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, seu irmão, e os levou a um lugar à parte, sobre uma alta montanha. 2E foi transfigurado diante deles; o seu rosto brilhou como o sol e as suas roupas ficaram brancas como a luz. 3Nisto apareceram-lhes Moisés e Elias, conversando com Jesus. 4Então Pedro tomou a palavra e disse: ‘Senhor, é bom ficarmos aqui. Se queres, vou fazer aqui três tendas: uma para ti, outra para Moisés, e outra para Elias.’ 5Pedro ainda estava falando, quando uma nuvem luminosa os cobriu com sua sombra. E da nuvem uma voz dizia: ‘Este é o meu Filho amado, no qual eu pus todo meu agrado. Escutai-o!’ 6Quando ouviram isto, os discípulos ficaram muito assustados e caíram com o rosto em terra. 7Jesus se aproximou, tocou neles e disse: ‘Levantai-vos, e não tenhais medo.’ 8Os discípulos ergueram os olhos e não viram mais ninguém, a não ser somente Jesus. 9Quando desciam da montanha, Jesus ordenou-lhes: ‘Não conteis a ninguém esta visão até que o Filho do Homem tenha ressuscitado dos mortos.’

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Pouco antes da Transfiguração, Jesus começou a revelar aos Seus discípulos que sofreria muito, seria rejeitado pelos anciãos, seria morto e ressuscitaria no terceiro dia. Isso causou muito medo nos discípulos enquanto eles lidavam com essa revelação inquietante de nosso Senhor. E embora Jesus permanecesse firme com eles e até repreendesse Pedro por seu medo, Jesus também deu a três de Seus discípulos um presente muito precioso.

Leia mais:  Liturgia Diária – Bem-aventurado Inácio de Azevedo, presbítero, e companheiros, mártires, Memória, Quarta-feira (17/07/2024)

Depois de muitas viagens, pregações, milagres e conversas particulares sobre Sua paixão com os Doze, Jesus convidou Pedro, Tiago e João para subirem com Ele a uma alta montanha para orar. Esses discípulos provavelmente não tinham ideia do que encontrariam em breve. Ao fazerem a difícil e árdua jornada, suas mentes devem ter ponderado não apenas os feitos poderosos realizados por Jesus nos meses anteriores, mas também Suas palavras sobre o sofrimento que viria. Enquanto eles lutavam com isso, para surpresa deles, Jesus “transfigurou-se diante deles, e suas vestes tornaram-se de um branco resplandecente”. De repente, Moisés e Elias apareceram diante deles, representando a Lei e os profetas. Essas duas figuras do Antigo Testamento apareceram como uma forma de dizer a esses discípulos que tudo o que Jesus estava dizendo a eles aconteceria para cumprir tudo o que havia sido predito sobre Ele desde os tempos antigos. Talvez Jesus tenha pensado que, se Seus discípulos não O ouvissem plenamente, ver Moisés e Elias ajudaria. Mas Jesus foi ainda mais longe. A Voz do próprio Pai trovejou e disse: “Este é meu Filho amado. Ouça-o”. Assim, se esses discípulos não ouvissem a Jesus sozinho, ou se até mesmo Moisés e Elias falhassem em convencê-los, então a última esperança era o próprio Pai. E Jesus entregou tal graça.

A Transfiguração foi uma verdadeira misericórdia. Esses discípulos nunca tinham visto nada parecido antes. Mas provavelmente foi esse ato de misericórdia que os ajudou a aceitar a dura verdade de que Jesus estava tentando ensiná-los sobre Seu sofrimento e morte vindouros. Se o Pai Celestial deu testemunho pessoalmente de Jesus, então tudo o que Jesus disse era digno de confiança.

Ao lermos os Evangelhos e os muitos ensinamentos que Deus nos deu por meio da Igreja, pense se existem alguns ensinamentos com os quais você luta? Ou em sua própria vida, em nível pessoal, existem algumas coisas que você sabe que Deus quer de você, mas você acha difícil aceitar? Quando a confusão se instala, isso significa que não estamos ouvindo, não estamos ouvindo plenamente o que Deus está nos dizendo ou não estamos entendendo. E embora não vejamos o Senhor Transfigurado com nossos olhos e não ouçamos a Voz do Pai com nossos ouvidos como fizeram esses três discípulos, devemos escolher acreditar em tudo o que Deus disse como se fosse o Senhor Transfigurado, com Moisés e Elias, e o próprio Pai falando clara e diretamente a nós. “Este é o meu Filho amado. Ouça-o”. Essas palavras não foram ditas apenas para o bem dos discípulos, mas também para nós.

Leia mais:  Liturgia Diária – Bem-aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo, Terça-feira (16/07/2024)

Reflita, hoje, sobre esta poderosa experiência dada a estes discípulos por nosso Senhor. Procure colocar-se em cena para testemunhar Jesus transfigurado da maneira mais gloriosa, com Moisés e Elias e com a voz trovejante do Pai. Permita que o Pai fale também com você, dizendo-lhe que tudo o que Ele falou por meio das Escrituras, da Igreja e dentro de sua própria consciência é verdade. Permita que esta revelação o convença no nível mais profundo a reconhecer não apenas a divindade de Jesus, mas também a “ouvi-lo” em todos os sentidos.

Oração do Dia

Meu Senhor transfigurado, Tu és glorioso além da imaginação e revelou um pequeno vislumbre dessa glória a seus discípulos para ajudá-los a confiar mais plenamente em Ti. Que eu também confie em Ti mais completamente, sabendo que tudo o que Tu me falaste é verdade. Por favor, remova qualquer dúvida e medo da minha vida para que nada me impeça de abraçar a Sua santa vontade. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, por volta de XVI.

A Liturgia Diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A Liturgia Diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.