Liturgia Diária – 12ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (26/06/2023)

Homilia de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Segunda-feira, 26 de junho de 2023.

Receba a Liturgia do Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Homilia Diária Hoje do evangelho e Oração do dia. Leia aqui a Liturgia de hoje no site Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Gênesis 12, 1-9

Leitura do Livro do Gênesis:

Naqueles dias: 1O Senhor disse a Abrão: ‘Sai da tua terra, da tua família e da casa do teu pai, e vai para a terra que eu te vou mostrar. 2Farei de ti um grande povo e te abençoarei: engrandecerei o teu nome, de modo que ele se torne uma bênção. 3Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão abençoadas todas as famílias da terra!’. 4E Abrão partiu, como o Senhor lhe havia dito, e Ló foi com ele. Tinha Abrão setenta e cinco anos, quando partiu de Harã. 5Ele levou consigo sua mulher Sarai, seu sobrinho Ló e todos os bens que possuíam, bem como todos os escravos que haviam adquirido em Harã. Partiram rumo à terra de Canaã e ali chegaram. 6Abrão atravessou o país até o santuário de Siquém, até o carvalho de Moré. Os cananeus estavam então naquela terra. 7O Senhor apareceu a Abrão e lhe disse: ‘Darei esta terra à tua descendência’. Abrão ergueu ali um altar ao Senhor, que lhe tinha aparecido. 8De lá, deslocou-se em direção ao monte que estava a oriente de Betel, onde armou sua tenda, com Betel a ocidente e Hai a oriente. Ali construiu também um altar ao Senhor, e invocou o seu nome. 9Depois, de acampamento em acampamento, Abrão foi até o Negueb.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 32 (33)

– Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!

Leia mais:  Liturgia Diária – 7ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (16/05/2024)

– Feliz o povo cujo Deus é o Senhor, e a nação que escolheu por sua herança! Dos altos céus o Senhor olha e observa; ele se inclina para olhar todos os homens.

– Mas o Senhor pousa o olhar sobre os que o temem, e que confiam esperando em seu amor, para da morte libertar as suas vidas e alimentá-los quando é tempo de penúria.

– No Senhor nós esperamos confiantes, porque ele é nosso auxílio e proteção! Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça, da mesma forma que em vós nós esperamos!

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 7, 1-5

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– A palavra do Senhor é viva e eficaz: ela julga os pensamentos e as intenções do coração (Hb 4,12);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 1’Não julgueis, e não sereis julgados. 2Pois, vós sereis julgados com o mesmo julgamento com que julgardes; e sereis medidos, co a mesma medida com que medirdes. 3Por que observas o cisco no olho do teu irmão, e não prestas atenção à trave que está no teu próprio olho? 4Ou, como podes dizer ao teu irmão: ‘deixa-me tirar o cisco do teu olho’, quando tu mesmo tens uma trave no teu? 5Hipócrita, tira primeiro a trave do teu próprio olho, e então enxergarás bem para tirar o cisco do olho do teu irmão.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Infelizmente, essa tendência é muito mais comum do que a maioria de nós gostaria de admitir. Vivemos em um mundo em que é muito comum condenar, criticar e julgar. Essa crescente tendência secular, por sua vez, influencia poderosamente nosso pensamento e nossas ações.

Leia mais:  Liturgia Diária – 7ª Semana da Páscoa – Quarta-feira (15/05/2024)

Por que é tão fácil julgar os outros? Por que é tão fácil ver as falhas dos outros, insistir em seus pecados, apontar suas fraquezas e falar de suas falhas aos outros? Talvez parte do motivo seja que muitas pessoas não estão em paz com suas próprias almas. De forma infeliz, condenar o outro traz consigo uma certa satisfação distorcida. Mas é uma “satisfação” que nunca vai satisfazer. O desejo de condenar, criticar e julgar só crescerá tanto mais forte quanto mais essas ações forem cometidas. Se você luta contra esses pecados, então ouça as palavras de Jesus. “Pare de julgar…”

Muitas vezes a pessoa que julga os outros nem percebe que está julgando. É por isso que nosso Senhor faz a pergunta: “Por que você percebe o cisco no olho do seu irmão, mas não percebe a trave que está no seu próprio olho?” Se isso doer um pouco, saiba que nosso Senhor faz essa pergunta a você. E Ele pede isso com profundo amor por você, desejando que você O ouça, entenda e responda.

A verdade é que julgar os outros causa muito mais danos a quem julga do que a quem é julgado. Certamente ser julgado não é agradável. Mas o ato de ser julgado pelos outros não é pecado. No entanto, o ato de julgar os outros é pecado. E pode ser um pecado grave. Este pecado deixa aquele que julga com o coração vazio e irado. O amor se perde na alma que julga.

Se essas palavras parecem desagradáveis, é porque são. Mas às vezes precisamos enfrentar a verdade desagradável para mudar. A Cruz foi desagradável, mas também foi o maior ato de amor já conhecido. Enfrentar nosso pecado de julgamento é desagradável, mas fazer isso é a única maneira de sermos livres. A honestidade consigo mesmo é um ato de amor dado a Deus, a nós mesmos e àqueles que precisamos parar de julgar.

Leia mais:  Liturgia Diária – 7ª Semana da Páscoa – Sexta-feira (17/05/2024)

Reflita, hoje, sobre essas palavras desafiadoras de Jesus. Leia a passagem bíblica acima algumas vezes e, em seguida, pondere sobre ela em espírito de oração. Use-o como um exame de sua própria consciência. Tente ser honesto, humilde e atento a todas as maneiras pelas quais Jesus fala isso com você. Alguns descobrirão que têm graves tendências ao julgamento. Outros verão maneiras menos sérias. Mas todos que carecem de perfeição completa encontrarão algumas maneiras pelas quais precisam ser mais compassivos, misericordiosos, perdoadores e compreensivos com os outros. Esteja aberto a essas verdades e permita que nosso Senhor tire o fardo pesado desse pecado de sua própria vida.

Oração do Dia

Meu misericordioso Senhor, Você e somente Você é o verdadeiro Juiz. Só Tu julgas com misericórdia e justiça. Dá-me a graça de que preciso para abandonar meu próprio julgamento hipócrita para que eu seja livre para amar a Ti e amar os outros com todo o meu coração. Liberte-me do fardo desses pecados, querido Senhor, para que eu possa mais facilmente ver Sua bondade nos outros e me alegrar em Sua presença em suas vidas. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia Diária é vista por muitos como o momento formal da missa católica. Mas seu verdadeiro significado é fazer com que os cristãos reflitam as palavras e praticar seus ensinamentos no dia a dia.

A liturgia nos mostra o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, trazendo orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *