Liturgia Diária – 1ª Semana da Quaresma, Sexta-feira (23/02/2024)

Evangelho do Dia de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024.

Receba diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso portal. Saiba aqui qual o Evangelho de Hoje e leia a reflexão da Liturgia aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Ezequiel 18, 21-28

Leitura da profecia de Ezequiel:

Assim fala o Senhor: 21Se o ímpio se arrepender de todos os pecados cometidos, e guardar todas as minhas leis, e praticar o direito e a justiça, viverá com certeza e não morrerá. 22Nenhum dos pecados que cometeu será lembrado contra ele. Viverá por causa da justiça que praticou. 23Será que eu tenho prazer na morte do ímpio? – oráculo do Senhor Deus. Não desejo, antes, que mude de conduta e viva? 24Mas, se o justo se desviar de sua justiça e praticar o mal, imitando todas as práticas detestáveis feitas pelo ímpio, poderá fazer isso e viver? Da justiça que ele praticou, nada mais será lembrado. Por causa da infidelidade e do pecado que cometeu, por causa disso morrerá. 25Mas vós andais dizendo: ‘A conduta do Senhor não é correta’. Ouvi, vós da casa de Israel: É a minha conduta que não é correta, ou antes é a vossa conduta que não é correta? 26Quando um justo se desvia da justiça, pratica o mal e morre, é por causa do mal praticado que ele morre. 27Quando um ímpio se arrepende da maldade que praticou e observa o direito e a justiça, conserva a própria vida. 28Arrependendo-se de todos os seus pecados, com certeza viverá; não morrerá.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 129 (130)

– Se levardes em conta nossas faltas, quem haverá de subsistir?

– Das profundezas eu clamo a vós, Senhor, escutai a minha voz! Vossos ouvidos estejam bem atentos ao clamor da minha prece!

– Se levardes em conta nossas faltas, quem haverá de subsistir? Mas em vós se encontra o perdão, eu vos temo e em vós espero.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Sexta-feira (19/04/2024)

– No Senhor ponho a minha esperança, espero em sua palavra. A minh’alma espera no Senhor mais que o vigia pela aurora.

– Espere Israel pelo Senhor, pois no Senhor se encontra toda graça e copiosa redenção. Ele vem libertar a Israel de toda a sua culpa.

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 5, 20-26

– Salve, ó Cristo, imagem do Pai, a plena verdade nos comunicai!

– Lançai para bem longe toda a vossa iniquidade! Criai em vós um novo espírito e um novo coração! (Ez 18, 31)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 20Se a vossa justiça não for maior que a justiça dos mestres da Lei e dos fariseus, vós não entrareis no Reino dos Céus. 21Vósouvistes o que foi dito aos antigos: ‘Não matarás! Quem matar será condenado pelo tribunal’. 22Eu, porém, vos digo: todo aquele que se encoleriza com seu irmão será réu em juízo; quem disser ao seu irmão: ‘patife!’ será condenado pelo tribunal; quem chamar o irmão de ‘tolo’ será condenado ao fogo do inferno. 23Portanto, quando tu estiveres levando a tua oferta para o altar, e ali te lembrares que teu irmão tem alguma coisa contra ti, 24deixa a tua oferta ali diante do altar, e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão. Só então vai apresentar a tua oferta. 25Procura reconciliar-te com teu adversário, enquanto caminha contigo para o tribunal. Senão o adversário te entregará ao juiz, o juiz te entregará ao oficial de justiça, e tu serás jogado na prisão. 26Em verdade eu te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Nosso Senhor estava aqui dando aconselhamento jurídico sobre um caso criminal ou civil e como evitar processo? Certamente não. Ele estava nos apresentando uma imagem de Si mesmo como o Juiz justo. E Ele estava nos exortando a mostrar misericórdia para com qualquer pessoa que pudesse ser vista como nosso “oponente”.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Sábado (20/04/2024)

O perdão do outro é essencial. Nunca pode ser retido. Mas o perdão na verdade nem é suficiente. O objetivo final deve ser a reconciliação, que vai muito mais longe. Neste Evangelho acima, Jesus exorta-nos a “fazer um acordo” com os nossos adversários, implicando nisso a reconciliação. A versão da Bíblia diz desta forma: “Faça amizade rapidamente com o seu acusador…” Trabalhar para promover uma “amizade” com alguém que o acusou, especialmente se for uma acusação falsa, vai muito além de simplesmente perdoá-lo.

Reconciliar-se com outra pessoa e restabelecer uma amizade verdadeira significa que você não apenas perdoa, mas também faz tudo o que pode para garantir o restabelecimento de um relacionamento de amor com essa pessoa. Isso significa que vocês dois deixam suas queixas para trás e começam de novo. É claro que isso exige que ambas as pessoas cooperem no amor; mas, da sua parte, significa que você trabalha duro para estabelecer essa reconciliação.

Pense em alguém que o magoou e, como resultado, seu relacionamento com essa pessoa foi prejudicado. Você perdoou essa pessoa em espírito de oração diante de Deus? Você já orou por essa pessoa e pediu a Deus que a perdoasse? Se sim, então agora você está pronto para a próxima etapa de alcançá-los com amor para consertar seu relacionamento. Isso exige muita humildade, principalmente se a outra pessoa foi a causa da mágoa e principalmente se ela não lhe dirigiu palavras de tristeza, pedindo seu perdão. Não espere que eles façam isso. Procure maneiras de mostrar a essa pessoa que você a ama e deseja curar a dor. Não exiba seus pecados diante deles nem guarde rancor. Busque apenas amor e misericórdia.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (18/04/2024)

Jesus conclui esta exortação com palavras fortes. Essencialmente, se você não fizer tudo o que puder para reconciliar e restabelecer seu relacionamento, será responsabilizado por isso. Embora isto possa parecer injusto à primeira vista, claramente não é, porque esta é a profundidade da misericórdia que o nosso Senhor nos oferece todos os dias. Nunca nos arrependeremos adequadamente dos nossos pecados, mas Deus nos perdoa e nos reconcilia de qualquer maneira. Que graça! Mas se não conseguirmos oferecer esta mesma misericórdia aos outros, limitamos essencialmente a capacidade de Deus nos oferecer esta misericórdia, e seremos obrigados a pagar “o último centavo” da nossa dívida para com Deus.

Reflita hoje sobre a pessoa que lhe vem à mente com quem você precisa se reconciliar plenamente e reacender uma relação de amor. Reze por esta graça, comprometa-se com ela e procure oportunidades para o fazer. Faça isso sem reservas e você nunca se arrependerá de sua decisão.

Oração do Dia

Meu misericordioso Senhor, agradeço-te por me perdoares e por me amares com tanta perfeição e totalidade. Obrigado por se reconciliar comigo, apesar da minha contrição imperfeita. Dá-me um coração, querido Senhor, que sempre procure amar o pecador em minha vida. Ajude-me a oferecer misericórdia em toda a extensão, imitando a Tua misericórdia divina. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Por volta do século XVI, a liturgia diária não tinha uma padronização ou norma, mas, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo toda a sua importância à Sagrada Escritura.

A liturgia é definida pela primeira leitura, segunda leitura, além do evangelho e salmo do dia. A Liturgia do Dia faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica e é única para cada dia do ano. Sendo assim, todas as igrejas católicas realizam a mesma leitura naquele dia determinado.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *