Liturgia Diária – 21ª Semana do Tempo Comum, Quinta-feira (31/08/2023)

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Quinta-feira, 31 de agosto de 2023.

Confira diariamente o Evangelho de Hoje dos Católicos em nosso site. Acompanhe as Leituras do evangelho do dia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Tessalonicenses 3, 7-13

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses:

Irmãos, 7ficamos confortados, em meio a toda angústia e tribulação, pela notícia acerca de vossa fé. 8Agora sentimo-nos reviver, porque vós estais firmes no Senhor. 9Como podemos agradecer a Deus por toda a alegria que nos invade diante do nosso Deus, por causa de vós? 10Noite e dia rezamos efusivamente para vos rever e completar o que ainda falta na vossa fé. 11Que o próprio Deus e nosso Pai, e nosso Senhor Jesus dirijam os nossos passos até a vós. 12O Senhor vos conceda que o amor entre vós e para com todos aumente e transborde sempre mais, a exemplo do amor que temos por vós. 13Que assim ele confirme os vossos corações numa santidade sem defeito aos olhos de Deus, nosso Pai, no dia da vinda de nosso Senhor Jesus, com todos os seus santos.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 89 (90)

– Saciai-nos de manhã com vosso amor!

– Vós fazeis voltar ao pó todo mortal, quando dizeis: ‘Voltai ao pó, filhos de Adão!’ Pois mil anos para vós são como ontem, qual vigília de uma noite que passou.

– Ensinai-nos a contar os nossos dias, e dai ao nosso coração sabedoria! Senhor, voltai-vos! Até quando tardareis? Tende piedade e compaixão de vossos servos!

– Saciai-nos de manhã com vosso amor, e exultaremos de alegria todo o dia! Que a bondade do Senhor e nosso Deus repouse sobre nós e nos conduza! Tornai fecundo, ó Senhor, nosso trabalho, fazei dar frutos o labor de nossas mãos!

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 24, 42-51

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

Leia mais:  Liturgia Diária – 2º Domingo da Quaresma (25/02/2024)

– Vigiai, diz Jesus, vigiai, pois, no dia em que não esperais, o vosso Senhor há de vir (Mt 24,42.44);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

Naquele tempo disse Jesus aos seus discípulos: 42Ficai atentos! porque não sabeis em que dia virá o Senhor. 43Compreendei bem isso: se o dono da casa soubesse a que horas viria o ladrão, certamente vigiaria e não deixaria que a sua casa fosse arrombada. 44Por isso, também vós ficai preparados! Porque na hora em que menos pensais, o Filho do Homem virá. 45Qual é o empregado fiel e prudente, que o senhor colocou como responsável pelos demais empregados, para lhes dar alimento na hora certa? 46Feliz o empregado, cujo senhor o encontrar agindo assim, quando voltar. 47Em verdade vos digo, ele lhe confiará a administração de todos os seus bens. 48Mas, se o empregado mau pensar: ‘Meu senhor está demorando’, 49e começar a bater nos companheiros, a comer e a beber com os bêbados; 50então o senhor desse empregado virá no dia em que ele não espera, e na hora que ele não sabe. 51Ele o partirá ao meio e lhe imporá a sorte dos hipócritas. Ali haverá choro e ranger de dentes.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Nosso Senhor contrasta o chamado para ficar acordado com aqueles que estão dormindo. Claramente, ao afirmar “Fique acordado!” tão enfaticamente, Jesus também está nos dizendo que é fácil adormecer, espiritualmente falando. Então você está mais acordado e atento à Sua presença? Ou você está dormindo com mais frequência e, portanto, inconsciente de Sua presença?

Em primeiro lugar, esta exortação deve ser entendida como uma referência à nossa passagem desta vida. E embora a maioria dos jovens não espere uma morte repentina e despreparada, sabemos que isso acontece. Isso pode acontecer com qualquer um de nós a qualquer momento, de forma inesperada e sem aviso prévio. Portanto, devemos ver esta exortação apaixonada de Jesus como uma advertência clara para estarmos sempre prontos para encontrá-Lo em nosso julgamento particular após nossa passagem desta vida.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Quaresma, Terça-feira (27/02/2024)

Dito isto, esta passagem é também um convite para nos tornarmos cada vez mais conscientes das inúmeras maneiras pelas quais Jesus fala conosco todos os dias. O objetivo da vida cristã deve ser estar continuamente em oração. Isso não significa que estamos necessariamente “fazendo” orações o dia todo, todos os dias. Pelo contrário, significa que criamos o hábito espiritual de nos tornarmos continuamente atentos aos sussurros da graça que nos foram dados ao longo da vida. Deus quer nos guiar sempre. Ele quer nos inspirar com Sua graça todos os dias, o dia todo. Ele quer que tenhamos um olho nas coisas que ocupam o nosso dia e o outro olho Nele, permitindo que Ele nos conduza gentilmente em tudo.

Às vezes podemos cair na armadilha de pensar que Deus só se preocupa com as grandes decisões da vida. Mas a verdade é que Deus se encontra mais claramente nos detalhes da vida, mesmo nos mais pequenos: uma breve troca de palavras com um familiar, um sorriso para um colega de trabalho, um gesto gentil para um estranho e uma oração aleatória oferecido a uma pessoa anônima necessitada dessa oração. Todos estes são apenas alguns exemplos das muitas maneiras pelas quais Deus deseja comungar conosco todos os dias. E isso só pode acontecer se estivermos continuamente despertos e atentos aos Seus gentis sussurros de graça.

Como isso é feito? Como podemos ficar atentos a Deus enquanto Ele fala conosco e nos guia a cada momento de cada dia? Isso é feito formando um hábito espiritual de oração contínua. Começamos reservando um tempo para oração todos os dias, tempo em que tudo o que fazemos é orar. Deixamos de lado todas as distrações e começamos por fazer orações, meditar nas Escrituras, assistir à missa, falar com o coração, etc. Mas a partir daí, este tempo especial de oração, reservado exclusivamente para Deus, deve começar a ter um efeito sobre nós ao longo do dia. E quando nos distraímos com as coisas do mundo, paramos novamente, focamos exclusivamente em Deus e O convidamos para estar conosco mais uma vez. E então isso é feito de novo, e de novo, e de novo. A oração deve tornar-se um hábito constante pelo qual Deus se torna presente em tudo o que fazemos. Quando isso acontece, ficamos sempre espiritualmente “despertos” para Ele.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Quaresma, Segunda-feira (26/02/2024)

Reflita hoje sobre esta exortação clara e concisa de nosso Senhor. “Fique acordado!” Deixe essas palavras ressoarem dentro de você. Ouça-os como um chamado para formar este santo hábito de oração ao longo do dia. Se você fizer isso, Deus lentamente assumirá o controle de sua vida e o conduzirá todos os dias à Sua santa vontade. E através de você, Deus será capaz de estender Seu amor e misericórdia a muitos que estão em sua vida e além dela.

Oração do Dia

Meu exigente Senhor, desejas que eu viva o meu dia, todos os dias, de tal forma que esteja continuamente atento a Ti. Por favor, ajude-me a formar o hábito sagrado de ouvi-lo e responder sempre a tudo o que você me diz. Minha vida é sua, querido Senhor. Guia-me continuamente pela tua gentil mão de graça. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia Diária é vista por muitos como sendo um rito que traz uma certa formalização da missa, mas o verdadeiro significado é exatamente o contrário. A liturgia vem para fazer com que os cristãos reflitam as palavras e busquem trazê-las para a sua vida e para os seu dia a dia como forma de viver a Palavra de Deus não apenas na missa mas também na vida cotidiana.

A liturgia vem mostrar o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A liturgia vem nos trazer orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.