Liturgia Diária – 2ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira (18/01/2023)

Evangelho do Dia

Liturgia Diária

Liturgia Diária da 2ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira, 18 de janeiro de 2023.

Confira diariamente a Liturgia Diária Hoje dos Católicos em nosso site. Leia aqui a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos: Primeira Leitura, Evangelho e Salmo do Dia.

1ª Leitura

Primeira leitura: Hebreus 7, 1-3.15-17

Leitura da carta aos Hebreus:

Irmãos, 1Melquisedeque, rei de Salém, sacerdote de Deus altíssimo, saiu ao encontro de Abraão, quando este regressava do combate contra os reis, e o abençoou. 2Foi a ele que Abraão entregou o dízimo de tudo. E o seu nome significa, em primeiro lugar, “rei de justiça”; e depois “rei de Salém”, o que quer dizer “rei da paz”. 3Sem pai, sem mãe, sem genealogia, sem início de dias nem fim de vida! É assim que ele se assemelha ao Filho de Deus e permanece sacerdote para sempre. 15Isto se torna ainda mais evidente quando surge um outro sacerdote, semelhante a Melquisedeque 16não em virtude de uma prescrição de ordem carnal, mas segundo a força de uma vida imperecível. 17Pois diz o testemunho: “Tu és sacerdote para sempre na ordem de Melquisedeque”.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 109 (110)

– Tu és sacerdote eternamente segundo a ordem do rei Melquisedeque!

– Palavra do Senhor ao meu Senhor: “Assenta-te ao lado meu direito até que eu ponha os inimigos teus como escabelo por debaixo de teus pés!”

– O Senhor estenderá desde Sião vosso cetro de poder, pois ele diz: “Domina com vigor teus inimigos.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quarta-feira (17/04/2024)

– Tu és príncipe desde o dia em que nasceste; na glória e esplendor da santidade, como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!”

– Jurou o Senhor e manterá sua palavra: “Tu és sacerdote eternamente segundo a ordem do rei Melquisedeque!”

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 3, 1-6

– Aleluia, Aleluia, Aleluia.

– Jesus pregava a boa-nova, o reino anunciando, e curava toda espécie de doenças entre o povo (Mt 4,23);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos:

Naquele tempo, 1Jesus entrou de novo na sinagoga. Havia ali um homem com a mão seca. 2Alguns o observavam para ver se haveria de curar em dia de sábado, para poderem acusá-lo. 3Jesus disse ao homem da mão seca: “Levanta-te e fica aqui no meio!” 4E perguntou-lhes: “É permitido no sábado fazer o bem ou fazer o mal? Salvar uma vida ou deixá-la morrer?” Mas eles nada disseram. 5Jesus, então, olhou ao seu redor cheio de ira e tristeza, porque eram duros de coração, e disse ao homem: “Estende a mão”. Ele a estendeu e a mão ficou curada. 6Ao saírem, os fariseus com os partidários de Herodes imediatamente tramaram, contra Jesus, a maneira como haveriam de matá-lo.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

O pecado prejudica nosso relacionamento com Deus. Mas a dureza de coração é ainda mais prejudicial porque perpetua o dano causado pelo pecado. E quanto mais duro for o coração, mais permanente será o dano.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Terça-feira (16/04/2024)

Na passagem acima, Jesus estava zangado com os fariseus. Muitas vezes a paixão da cólera é pecaminosa, fruto da impaciência e da falta de caridade. Mas, em outras ocasiões, a paixão da raiva pode ser boa quando é motivada pelo amor aos outros e pelo ódio por seus pecados. Nesse caso, Jesus ficou triste com a dureza de coração dos fariseus, e essa dor motivou Sua santa ira. Sua raiva “santa” não causou críticas irracionais; ao contrário, levou Jesus a curar esse homem na presença dos fariseus para que eles abrandassem seus corações e cressem em Jesus. Infelizmente, não funcionou. A próxima linha do Evangelho diz: “Ao saírem, os fariseus com os partidários de Herodes imediatamente tramaram, contra Jesus, a maneira como haveriam de matá-lo” (Marcos 3:6).

A dureza de coração deve ser muito evitada. O problema é que aqueles que são duros de coração geralmente não estão abertos ao fato de que são duros de coração. Eles são obstinados e teimosos, e muitas vezes hipócritas. Portanto, quando as pessoas sofrem dessa doença espiritual, é difícil para elas mudarem, especialmente quando confrontadas.

Esta passagem do evangelho oferece-te uma importante oportunidade para olhar honestamente para dentro do teu próprio coração. Somente você e Deus precisam fazer parte dessa introspecção e conversa interior. Comece refletindo sobre os fariseus e o mau exemplo que deram. A partir daí, tente olhar para si mesmo com muita honestidade. Você é obstinado? Você está endurecido em suas convicções a ponto de não querer nem mesmo considerar que às vezes pode estar errado? Existem pessoas em sua vida com quem você entrou em um conflito que ainda permanece? Se alguma dessas coisas soa verdadeira, então você pode realmente sofrer do mal espiritual de um coração endurecido.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (18/04/2024)

Reflita, hoje, sobre sua própria alma e seus relacionamentos com os outros com o máximo de honestidade possível. Não hesite em baixar a guarda e estar aberto ao que Deus pode querer dizer a você. E se você detectar a menor tendência a um coração endurecido e teimoso, implore a nosso Senhor que entre para amolecê-lo. Mudanças como essa são difíceis, mas as recompensas de tal mudança são incalculáveis. Não hesite e não espere. A mudança vale a pena no final.

Oração do Dia

Meu amado Senhor, neste dia eu me abro para um exame do meu próprio coração e oro para que o Senhor me ajude a estar sempre aberto a mudanças quando necessário. Ajude-me, especialmente, a ver qualquer dureza que eu possa ter dentro do meu coração. Ajude-me a superar qualquer obstinação, teimosia e presunção. Dê-me o dom da humildade, querido Senhor, para que meu coração possa se tornar mais parecido com o Seu. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária Hoje, é comum que nas missas o celebrante, faça uma reflexão do Evangelho do Dia logo após a sua leitura. Esta reflexão é feita geralmente por interpretação livre.

O principal ponto da Liturgia Diária, é o Mistério Pascal, que descreve a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao reino de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *