Liturgia Diária – 30ª Semana do Tempo Comum, Terça-feira (31/10/2023)

Homilia

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Terça-feira, 31 de outubro de 2023.

Confira diariamente o Evangelho de Hoje dos Católicos em nosso site. Acompanhe as Leituras do evangelho do dia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Romanos 8, 18-25

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos:

Irmãos: 18Eu entendo que os sofrimentos do tempo presente nem merecem ser comparados com a glória que deve ser revelada em nós. 19De fato, toda a criaçóo está esperando ansiosamente o momento de se revelarem os filhos de Deus. 20Pois a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua livre vontade, mas por sua dependência daquele que a sujeitou; 21também ela espera ser libertada da escravidão da corrupção e, assim, participar da liberdade e da glória dos filhos de Deus. 22Com efeito, sabemos que toda a criação, até ao tempo presente, está gemendo como que em dores de parto. 23E não somente ela, mas nós também, que temos os primeiros frutos do Espírito, estamos interiormente gemendo, aguardando a adoção filial e a libertação para o nosso corpo. 24Pois já fomos salvos, mas na esperança. Ora, o objeto da esperança não é aquilo que a gente está vendo; como pode alguém esperar o que já vê? 25Mas se esperamos o que não vemos, é porque o estamos aguardando mediante a perseverança.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 125 (126)

– Maravilhas fez conosco o Senhor!

– Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, parecíamos sonhar; encheu-se de sorriso nossa boca, nossos lábios, de canções.

– Entre os gentios se dizia: ‘Maravilhas fez com eles o Senhor!’ Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria!

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Sábado (20/04/2024)

– Mudai a nossa sorte, ó Senhor, como torrentes no deserto. Os que lançam as sementes entre lágrimas, ceifarão com alegria.

– Chorando de tristeza sairão, espalhando suas sementes; cantando de alegria voltarão, carregando os seus feixes!

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 13, 18-21

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, pois revelaste os mistérios do teu reino aos pequeninos, escondendo-os aos doutores! (Mt 11,25);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:

Naquele tempo: 18Jesus dizia: ‘A que é semelhante o Reino de Deus, e com que poderei compará-lo? 19Ele é como a semente de mostarda, que um homem pega e atira no seu jardim. A semente cresce, torna-se uma grande árvore, e as aves do céu fazem ninhos nos seus ramos.’ 20Jesus disse ainda: ‘Com que poderei ainda comparar o Reino de Deus? 21Ele é como o fermento que uma mulher pega e mistura com três porções de farinha, até que tudo fique fermentado.’

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Esta breve parábola deveria falar a muitas pessoas muito mais do que elas imaginam. Deveria ser uma fonte de grande encorajamento para todos nós, à medida que procuramos construir o Reino de Deus através de obras apostólicas.

A semente de mostarda é muito pequena. No início, quando alguém o segura na mão, pode não pensar muito nisso. Mas se a plantassem em condições ideais, essa semente poderia crescer e se tornar uma árvore com mais de 6 metros de altura.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Sexta-feira (19/04/2024)

Jesus usa esta parábola para nos ensinar muitas lições. Uma dessas lições é a das nossas obras apostólicas de caridade. Quando você pensa no chamado de ser apóstolo do Senhor, espalhando o Evangelho até os confins da terra, o que vem à mente? Talvez o primeiro pensamento seja daqueles a quem foi confiado um ministério muito grande, público e vibrante. Neste caso, é mais fácil ver os bons frutos nascidos das obras apostólicas. Mas e você? Para a maioria das pessoas, elas podem se esforçar para amar e servir aos outros de todas as maneiras possíveis e não conseguem ver a abundância de bons frutos que nascem de seus esforços. Quando isso acontece, alguns podem ficar desanimados e perder o zelo pela difusão do Evangelho.

Se este for você, considere a semente de mostarda. Plantar esta pequena semente é representativo de muitos dos nossos esforços apostólicos. Deus nos chama a praticar pequenos atos de bondade, a compartilhar nossa fé de maneiras sutis e até mesmo ocultas, a servir por amor mesmo quando isso passa despercebido, e a fazê-lo sem cessar. Esses pequenos atos dão frutos para o Reino de Deus? Se você acredita nesta parábola do grão de mostarda, então a resposta deve ser um sonoro “Sim”.

Muitas vezes na vida, nunca veremos todos os efeitos que nossas ações têm sobre os outros. Nossa influência negativa irá afetá-los muito mais do que imaginamos. E os nossos atos amorosos de caridade, através dos quais partilhamos a nossa fé, também afetarão as pessoas muito mais do que imaginamos. Acreditar na mensagem desta parábola do grão de mostarda deve nos levar a acreditar que plantar essas pequenas sementes de fé, por meio de nossa caridade, virtudes e palavras, realmente produzirá uma abundância de bons frutos, muito mais do que podemos imaginar, até entrarmos nas glórias do Céu.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (18/04/2024)

Reflita hoje sobre o seu dever de plantar diariamente as menores sementes de fé e amor. Não desanime se seus esforços não derem frutos abundantemente óbvios. Simplesmente comprometa-se com o plantio, repetidamente. Deleite-se em semear a semente da fé e veja isso como sua missão. Se você fizer isso durante toda a sua vida, do Céu você olhará para trás e ficará surpreso ao ver como Deus produziu poderosamente o Seu Reino através daqueles atos aparentemente insignificantes de fé e amor.

Oração do Dia

Meu glorioso Rei, Você deseja que o Seu Reino cresça amplamente através de nossos esforços de amor. Por favor, use-me, querido Senhor, para plantar Suas sementes de fé e caridade todos os dias. Que eu nunca me canse desses esforços apostólicos e que sempre tenha grande prazer em servir-Te e construir o Teu Reino de todas as maneiras que puder. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia Diária é vista por muitos como sendo um rito que traz uma certa formalização da missa, mas o verdadeiro significado é exatamente o contrário. A liturgia vem para fazer com que os cristãos reflitam as palavras e busquem trazê-las para a sua vida e para os seu dia a dia como forma de viver a Palavra de Deus não apenas na missa mas também na vida cotidiana.

A liturgia vem mostrar o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A liturgia vem nos trazer orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *