Liturgia Diária – 3º Domingo do Tempo Comum (22/01/2023)

Homilia Diária

Liturgia Diária

Liturgia Diária do 3º Domingo do Tempo Comum, 22 de janeiro de 2023.

Confira diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Aqui você fica sabendo qual o Evangelho do Dia de Hoje e acompanha a Liturgia aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Isaías 8,23-9, 3

Leitura do Livro do Profeta Isaías:

23No tempo passado o Senhor humilhou a terra de Zabulon e a terra de Neftali; mas recentemente cobriu de glória o caminho do mar, do além-Jordão e da Galiléia das nações. 9,1O povo, que andava na escuridão, viu uma grande luz; para os que habitavam nas sombras da morte, uma luz resplandeceu. 2Fizeste crescer a alegria, e aumentaste a felicidade; todos se regozijam em tua presença como alegres ceifeiros na colheita, ou como exaltados guerreiros ao dividirem os despojos. 3Pois o jugo que oprimia o povo, – a carga sobre os ombros, o orgulho dos fiscais – tu os abateste como na jornada de Madiã.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 26 (27)

– O Senhor é minha luz e salvação. O Senhor é a proteção da minha vida.

– O Senhor é minha luz e salvação; de quem eu terei medo? Senhor é a proteção da minha vida; perante quem eu tremerei?

– Ao Senhor eu peço apenas uma coisa, e é só isto que eu desejo: habitar no santuário do Senhor por toda a minha vida; saborear a suavidade do Senhor e contemplá-lo no seu templo.

– Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver na terra dos viventes. Espera no Senhor e tem coragem, espera no Senhor!

2ª Leitura

Segunda leitura: Coríntios 1,10-13.17

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:

10Irmãos, eu vos exorto, pelo nome do Senhor nosso, Jesus Cristo, a que sejais todos concordes uns com os outros e não admitais divisões entre vós. Pelo contrário, sede bem unidos e concordes no pensar e no falar. 11Com efeito, pessoas da família de Cloé informaram-me a vosso respeito, meus irmãos, que está havendo contendas entre vós. 12Digo isto, porque cada um de vós afirma: ‘Eu sou de Paulo’; ou: ‘Eu sou de Apolo’; ou: ‘Eu sou de Cefas’; ou: ‘Eu sou de Cristo’! 13Será que Cristo está dividido? Acaso Paulo é que foi crucificado por amor de vós? Ou é no nome de Paulo que fostes batizados? 17De fato, Cristo não me enviou para batizar, mas para pregar a boa nova da salvação, sem me valer dos recursos da oratória, para não privar a cruz de Cristo da sua força própria.

Leia mais:  Liturgia Diária – 10ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira (12/06/2024)

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 4,12-23

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Pois do reino a boa-nova Jesus Cristo anunciava, e as dores do seu povo, com poder, Jesus curava (Mt 4,23).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

12Ao saber que João tinha sido preso, Jesus voltou para a Galiléia. 13Deixou Nazaré e foi morar em Cafarnaum, que fica às margens do mar da Galiléia, 14no território de Zabulon e Neftali, para se cumprir o que foi dito pelo profeta Isaías: 15’Terra de Zabulon, terra de Neftali, caminho do mar, região do outro lado do rio Jordão, Galiléia dos pagãos! 16O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz e para os que viviam na região escura da morte brilhou uma luz. 17Daí em diante Jesus começou a pregar dizendo: ‘Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo. 18Quando Jesus andava à beira do mar da Galiléia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Estavam lançando a rede ao mar, pois eram pescadores. 19Jesus disse a eles: ‘Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens.’ 20Eles, imediatamente deixaram as redes e o seguiram. 21Caminhando um pouco mais, Jesus viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João. Estavam na barca com seu pai Zebedeu consertando as redes. Jesus os chamou. 22Eles, imediatamente deixaram a barca e o pai, e o seguiram. 23Jesus andava por toda a Galiléia, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino e curando todo tipo de doença e enfermidade do povo.

Leia mais:  Liturgia Diária – 10ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (10/06/2024)

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

No Evangelho de Mateus, do qual lemos hoje, ouvimos as primeiras palavras ditas por nosso Senhor ao iniciar Seu ministério público: “Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo”.

Até aqui, o Evangelho de Mateus nos apresentava a genealogia de Jesus, Seu nascimento, a história dos Reis Magos, a fuga da Sagrada Família para o Egito, a matança dos Santos Inocentes, o batismo de Jesus, a pregação de São João Batista e Jesus ‘ quarenta dias no deserto. Agora, depois dessas histórias introdutórias da vida de Jesus, entramos em Seu ministério público.

Lembre-se de que João acabara de ser preso, concluindo assim seu ministério público. Portanto, chegou o tempo da pregação e ministério do Filho de Deus. E embora Jesus continue o tema do arrependimento iniciado por João, Jesus leva as palavras de João adiante. Jesus acrescenta algo que João não conseguiu: “O reino dos Céus está próximo”.

Como ainda estamos no início do Tempo Comum, é importante entender essa transição dos profetas do Antigo Testamento, dos quais João foi o último, para a pregação do Novo Testamento de nosso Senhor. A diferença é que tudo o que havia sido profetizado e apontado no Antigo Testamento agora havia chegado. São Jerônimo, ao comentar esta passagem, diz que quando a Lei do Antigo Testamento cessou, o Evangelho começou. E, claro, o cumprimento desta nova era do Evangelho estava a apenas alguns anos de distância, quando nosso Senhor ofereceria Sua vida pela salvação de muitos.

Quando Jesus começa Sua pregação, Suas palavras são desafiadoras, mas também muito esperançosas. Ao dizer que “está próximo o reino dos céus”, Jesus desperta interesse e santa curiosidade entre Seus primeiros ouvintes. Seu chamado ao arrependimento foi suavizado por Sua nova proclamação sobre o Reino.

Leia mais:  Liturgia Diária – Memória de São Barnabé Apóstolo, Terça-feira (11/06/2024)

Uma percepção útil que podemos tirar dessas primeiras palavras do ministério público de Jesus é que essa é a melhor maneira de compartilhar o Evangelho com aqueles que ainda não seguem a Cristo. Muitas vezes, quando vemos alguém vivendo em pecado grave, queremos julgar e condenar. Mas geralmente o que eles mais precisam é de esperança – esperança de que haja algo muito maior que vem do arrependimento. Certamente precisamos falar contra o pecado. Mas uma das maneiras mais eficazes de fazer isso é oferecer inicialmente ao ouvinte a esperança de algo muito melhor do que o pecado contra o qual ele luta — especificamente, a esperança do Reino de Deus.

Reflita, hoje, sobre a novidade do ministério de Jesus, a novidade do primeiro anúncio do Evangelho. Ao fazer isso, tente imaginar a santa curiosidade que muitos teriam tido quando ouviram Jesus pregar pela primeira vez. Logo Ele seguiria Sua pregação com muitos sinais e maravilhas que confirmariam Sua mensagem. Mas, a princípio, Jesus simplesmente incutiu uma esperança em Seus ouvintes. Enquanto você pondera sobre isso, pense sobre aqueles em sua vida que também precisam desse senso inicial de esperança e santa curiosidade sobre o Evangelho e ore para que Deus o inspire e o use para ser um instrumento dessa mensagem misericordiosa.

Oração do Dia

Senhor, ao iniciar Seu ministério público de proclamação do Reino dos Céus, Você instilou esperança e uma santa curiosidade nas mentes e corações de Seus primeiros ouvintes. Por favor, continue este bom trabalho e use-me como quiser para ser um instrumento desta esperança naqueles que encontro todos os dias. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária, é comum que nas missas o padre faça a Reflexão Diária das palavras do Evangelho depois dessa leitura. Esta reflexão é feita em geral por interpretação própria do celebrante.

O ponto mais alto da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *