Mundo dos Católicos

Liturgia Diária – 11ª Semana do Tempo Comum, Sábado (18/06/2022)

Liturgia Diária da 11ª Semana do Tempo Comum, Sábado, 18 de junho de 2022.

Confira diariamente a Liturgia Diária Hoje dos Católicos em nosso site. Leia aqui a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos: Primeira Leitura, Evangelho e Salmo do Dia.

1ª Leitura

Leitura (2 Crônicas 24,17-25)

Leitura do segundo livro das Crônicas.

24 17 Depois da morte de Joiada, os chefes de Judá vieram e se prostraram diante do rei, e o rei os ouviu.

18 Abandonaram o templo do Senhor, Deus de seus pais, e se puseram a adorar as imagens de asserá e outros ídolos, e tamanhas faltas atraíram a ira divina contra Judá e Jerusalém.

19 Enviou-lhes o Senhor profetas para os converterem a ele; porém, pregaram em vão, e não foram escutados.

20 Então o espírito de Deus apossou-se de Zacarias, filho do sacerdote Joiada, o qual se apresentou diante do povo: “Eis, disse ele, o que diz o Senhor: Por que transgredis as ordens do Senhor? Nada conseguireis. Porque abandonastes o Senhor, o Senhor vos abandonará”.

21 Mas eles se revoltaram contra ele e o apedrejaram por ordem do rei no átrio do templo do Senhor.

22 Joás, esquecido dos benefícios que Joiada lhe dispensara, mandou matar o filho. Porém, ao expirar, disse Zacarias: “Que o Senhor o veja, e faça vingança!”

23 Ao fim de um ano, o exército dos sírios atacou Joás; invadiu Judá e Jerusalém, massacrou os chefes do povo e enviou todo o seu despojo ao rei de Damasco.

24 Embora os sírios tivessem vindo em pequeno número, o Senhor lhes entregou um enorme exército, porque Judá tinha abandonado o Senhor, Deus de seus pais. Assim os sírios fizeram justiça a Joás.

25 Apenas se afastaram, deixando-o como presa de grandes sofrimentos, seus homens, revoltados contra ele por causa do assassínio do filho do sacerdote Joiada, assassinaram-no em seu leito. Assim morreu e sepultaram-no na cidade de Davi, mas não nos sepulcros dos reis.

Leia mais:  Liturgia Diária - quarta-feira, 30/12/2020

Palavra do Senhor.

Salmo

Guardarei eternamente para ele a minha graça!

– “Eu firmei uma aliança com meu servo, meu eleito,

e eu fiz um juramento a Davi, meu servidor:

Para sempre, no teu trono, firmarei tua linhagem,

de geração em geração garantirei o teu reinado!”

– “Guardarei eternamente para ele a minha graça

e com ele firmarei minha aliança indissolúvel.

Pelos séculos sem fim conservarei sua descendência,

e o seu trono, tanto tempo quanto os céus, há de durar.

– Se seus filhos, porventura, abandonarem minha lei

e deixarem de andar pelos caminhos da aliança;

se, pecando, violarem minhas justas prescrições

e se não obedecerem aos meus santos mandamentos.

– Eu, então, castigarei os seus crimes com a vara,

com açoites e flagelos punirei as suas culpas.

Mas não hei de retirar-lhes minha graça e meu favor

e nem hei de renegar o juramento que lhes fiz.”

Evangelho do Dia

Evangelho (Mateus 6,24-34)

Aleluia, aleluia, aleluia.

Jesus Cristo, Senhor nosso, embora sendo rico, para nós se tornou pobre, a fim de enriquecer-nos mediante sua pobreza (2Cor 8,9).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.

6 24 Disse Jesus: “Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou odiará a um e amará o outro, ou dedicar-se-á a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e à riqueza.

25 Portanto, eis que vos digo: não vos preocupeis por vossa vida, pelo que comereis, nem por vosso corpo, pelo que vestireis. A vida não é mais do que o alimento e o corpo não é mais que as vestes?

26 Olhai as aves do céu: não semeiam nem ceifam, nem recolhem nos celeiros e vosso Pai celeste as alimenta. Não valeis vós muito mais que elas?

27 Qual de vós, por mais que se esforce, pode acrescentar um só côvado à duração de sua vida?

28 E por que vos inquietais com as vestes? Considerai como crescem os lírios do campo; não trabalham nem fiam.

Leia mais:  Liturgia Diária – Sábado Santo da Páscoa (16/04)

29 Entretanto, eu vos digo que o próprio Salomão no auge de sua glória não se vestiu como um deles.

30 Se Deus veste assim a erva dos campos, que hoje cresce e amanhã será lançada ao fogo, quanto mais a vós, homens de pouca fé?

31 Não vos aflijais, nem digais: Que comeremos? Que beberemos? Com que nos vestiremos?

32 São os pagãos que se preocupam com tudo isso. Ora, vosso Pai celeste sabe que necessitais de tudo isso.

33 Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo.

34 Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado”.

Palavra da Salvação.

Reflexão da Liturgia Diária

Este é um conselho que todos nós precisamos ouvir. Mas, como diz o ditado, “é mais fácil falar do que fazer”.

A preocupação pode se tornar para algumas pessoas apenas uma parte normal da vida. As coisas com as quais nos preocupamos todos os dias podem incluir uma infinidade de preocupações. Finanças, relacionamentos, trabalho, família, saúde e muitas outras coisas na vida podem ser a causa de muita preocupação, medo, ansiedade e até depressão. A preocupação excessiva pode realmente se tornar um fardo pesado se não for tratada adequadamente.

Então, qual é a maneira correta de lidar com as coisas com as quais você se preocupa? Confiar. Confie em Deus, em Sua fidelidade, em Seu amor que tudo consome por você e em Sua providência. Ele te ama e está preocupado com você mais do que você jamais saberá. E Ele está ciente de cada detalhe e problema que você pode enfrentar.

Se realmente entendêssemos o amor de Deus e Sua infinita sabedoria, não nos preocuparíamos com nada. Seríamos capazes de confiar e entregar tudo a Ele todos os dias e permitiríamos que Ele entrasse e nos dirigisse na esperança de acordo com Seu plano perfeito para nossas vidas. Mas, como mencionado acima, isso é mais fácil dizer do que fazer.

Leia mais:  Liturgia Diária - segunda-feira, 22/06/2020

Outro fator chave para superar as preocupações e ansiedades da vida é buscar a Verdade. Conhecer a verdade nos liberta e nos permite ver a mão de Deus em ação mesmo nas situações mais difíceis. Deus nunca nos abandona, mesmo que às vezes pareça assim. Se pudermos buscar Sua voz, Sua vontade, Sua sabedoria e Sua verdade, será muito mais fácil colocar nossa confiança Nele. E quando colocamos nossa confiança nEle, encontramos paz em nossa alma e sentimos o peso de nossa preocupação sendo removido.

Reflita, hoje, sobre o que você mais se preocupa. Pode ser um medo extremamente pesado, ou pode ser apenas esse pensamento constante no fundo de sua mente. Seja qual for a sua preocupação, tente identificar o que parece mais sobrecarregar você e é a maior fonte de preocupação. Em seguida, tente buscar a verdade de Deus conforme ela se aplica à sua situação, para que você possa se entregar com confiança ao Seu plano perfeito para sua vida.

Oração do Dia

Senhor da sabedoria perfeita, eu confio em Ti, mas também deixo de confiar o suficiente. Quando os fardos e preocupações da vida me sobrecarregarem, ajude-me a entregar essas preocupações a Ti. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária Hoje, é comum que nas missas o celebrante, faça uma reflexão do Evangelho do Dia logo após a sua leitura. Esta reflexão é feita geralmente por interpretação livre.

O principal ponto da Liturgia Diária, é o Mistério Pascal, que descreve a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao reino de Deus.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.