Liturgia Diária – 5ª Semana da Páscoa, Sexta-feira (12/05/2023)

Homilia do Evangelho de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária da 5ª Semana da Páscoa, Sexta-feira, 12 de maio de 2023.

Acompanhe diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Confira as Leituras com a Reflexão do Evangelho de Hoje e Oração do dia. Acompanhe a Liturgia do dia no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Atos dos Apóstolos 15, 22-31

Leitura dos Atos dos Apóstolos:

Naqueles dias, 22pareceu bem aos apóstolos e aos anciãos, de acordo com toda a comunidade de Jerusalém, escolher alguns da comunidade para mandá-los a Antioquia com Paulo e Barnabé. Escolheram Judas, chamado Bársabas, e Silas, que eram muito respeitados pelos irmãos. 23Através deles enviaram a seguinte carta: “Nós, os apóstolos e os anciãos, vossos irmãos, saudamos os irmãos vindos do paganismo e que estão em Antioquia e nas regiões da Síria e da Cilícia. 24Ficamos sabendo que alguns dos nossos causaram perturbações com palavras que transtornaram vosso espírito. Eles não foram enviados por nós. 25Então decidimos, de comum acordo, escolher alguns representantes e mandá-los até vós, junto com nossos queridos irmãos Barnabé e Paulo, 26homens que arriscaram suas vidas pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo. 27Por isso, estamos enviando Judas e Silas, que pessoalmente vos transmitirão a mesma mensagem. 28Porque decidimos, o Espírito Santo e nós, não vos impor nenhum fardo, além destas coisas indispensáveis: 29abster-se de carnes sacrificadas aos ídolos, do sangue, das carnes de animais sufocados e das uniões ilegítimas. Vós fareis bem se evitardes essas coisas. Saudações!” 30Depois da despedida, Judas e Silas foram para Antioquia, reuniram a assembleia e entregaram a carta. 31A sua leitura causou alegria, por causa do estímulo que trazia.

– Palavra do Senhor

Leia mais:  Liturgia Diária – 11ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (17/06/2024)

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 56 (57)

– Vou louvar-vos, Senhor, entre os povos.

– Meu coração está pronto, meu Deus, está pronto o meu coração! Vou cantar e tocar para vós: desperta, minha alma, desperta! Despertem a harpa e a lira, eu irei acordar a aurora!

– Vou louvar-vos, Senhor, entre os povos, dar-vos graças por entre as nações! Vosso amor é mais alto que os céus, mais que as nuvens a vossa verdade! Elevai-vos, ó Deus, sobre os céus, vossa glória refulja na terra!

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 15, 12-17

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Eu vos chamo meus amigos, pois vos dei a conhecer o que o Pai me revelou (Jo 15,15);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João:

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 12″Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. 13Ninguém tem amor maior do que aquele que dá sua vida pelos amigos. 14Vós sois meus amigos se fizerdes o que eu vos mando. 15Já não vos chamo servos, pois o servo não sabe o que faz o seu senhor. Eu chamo-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai. 16Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que produzais fruto, e o vosso fruto permaneça. O que, então, pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo concederá. 17Isto é o que vos ordeno: amai-vos uns aos outros”.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Leia mais:  Liturgia Diária – 11º Domingo do Tempo Comum (16/06/2024)

Reflexão da Liturgia Diária

Para alguns, a definição de amizade de Jesus pode, à primeira vista, parecer estranha. Ele diz que somos Seus amigos somente quando fazemos o que Ele nos manda fazer. Imagine dizer isso para um de seus melhores amigos. Tal declaração provavelmente seria recebida com uma risada e descartada como tolice. Então a verdadeira amizade é sempre baseada na obediência?

Obviamente, a expectativa de que seus amigos o obedeçam para conquistar sua amizade não é a base de qualquer amizade autêntica. Jesus é o único que pode basear sua amizade na obediência à Sua santa vontade. Por que? Por causa da natureza do que Ele ordena que você faça.

Jesus é a Verdade pura. O que Ele quer é a perfeição do amor. Portanto, Sua declaração de que você só é Seu amigo se fizer o que Ele ordena que faça ensina que a amizade é baseada na verdade. É baseado no amor, na bondade, na gentileza, no sacrifício altruísta e na doação de si mesmo. E são todas essas verdades que Jesus nos manda fazer. Portanto, Jesus está essencialmente nos dizendo que somente Sua vontade fornece o caminho para a amizade que desejamos ter com Ele.

Em relação à sua amizade com os outros, cada amizade verdadeira só pode ser baseada naquilo que Deus deseja para os amigos. E, nesse sentido, você pode “comandar” a vontade de Deus para suas amizades. Isso significa que você só está disposto a estabelecer uma amizade baseada na verdade. Significa que você só está disposto a compartilhar um relacionamento baseado em misericórdia, compaixão, honestidade e amor altruístas, sacrificiais e altruístas.

Leia mais:  Liturgia Diária – 11ª Semana do Tempo Comum, Terça-feira (18/06/2024)

Reflita, hoje, sobre sua compreensão da amizade. Comece com sua amizade com Deus, mas depois pondere também sobre sua amizade com os outros. Você ama nosso Senhor da maneira que Ele ordena? E ao ponderar sobre sua amizade com os outros, examine se cada amizade também está de acordo com a obediência à vontade de Deus. Se você puder amar a Deus e aos outros de acordo com os ditames do amor verdadeiro, então suas amizades produzirão uma eternidade de profunda realização.

Oração do Dia

Meu divino Senhor, Tu me chamas para uma amizade Contigo baseada apenas nos ditames do amor puro e santo. Agradeço-Te por este mandamento de amor e aceito este convite. Ajuda-me, Senhor, a aprofundar continuamente a minha amizade contigo de acordo com as verdades do amor e ajuda-me a basear todas as minhas amizades apenas nos mandamentos deste santo amor. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A liturgia é composta pela primeira leitura, segunda leitura, além do salmo do dia e o evangelho, e faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A Liturgia Diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *