Liturgia Diária – 6ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (13/02/2023)

Reflexão do Evangelho de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária da 6ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira, 13 de fevereiro de 2023.

Acompanhe diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Salmo do dia e as Liturgias Diárias com reflexão. Leia aqui a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Gênesis 4, 1-15.25

Leitura do livro do Gênesis:

1Adão conheceu Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz Caim, dizendo: “Gerei um homem com a ajuda do Senhor”. 2E deu também à luz Abel, irmão de Caim. Abel foi pastor de ovelhas e Caim, agricultor. 3Aconteceu, tempos depois, que Caim ofereceu frutos da terra como sacrifício ao Senhor 4e Abel ofereceu primogênitos do seu rebanho, com sua gordura. O Senhor olhou para Abel e sua oferenda, 5mas para Caim e sua oferenda não olhou. Caim encheu-se de cólera e seu rosto tornou-se abatido. 6Então o Senhor perguntou a Caim: “Por que estás cheio de cólera e andas com o rosto abatido? 7É verdade que, se fizeres o bem, andarás de cabeça erguida; mas se fizeres o mal, o pecado estará à porta, espreitando-te. Tu, porém, poderás dominá-lo”. 8Caim disse a seu irmão Abel: “Vamos ao campo”. Logo que chegaram ao campo, Caim atirou-se sobre o seu irmão Abel e matou-o. 9E o Senhor perguntou a Caim: “Onde está o teu irmão Abel?” Ele respondeu: “Não sei. Acaso sou o guarda do meu irmão?” 10O Senhor lhe disse: “Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão está clamando por mim da terra. 11Agora, pois, serás amaldiçoado pela terra que abriu a boca para receber das tuas mãos o sangue do teu irmão! 12Quando tu a cultivares, ela te negará seus frutos. E serás um fugitivo, vagando sobre a terra”. 13Caim disse ao Senhor: “Meu castigo é grande demais para que eu o possa suportar. 14Se, hoje, me expulsas desta terra, devo esconder-me de ti, tornando-me um fugitivo a vaguear sobre a terra; qualquer um que me encontrar me matará”. 15E o Senhor lhe disse: “Não! Mas aquele que matar Caim será punido sete vezes!” O Senhor pôs, então, um sinal em Caim, para que ninguém, ao encontrá-lo, o matasse. 25Adão conheceu de novo sua mulher. Ela deu à luz um filho, a quem chamou Set, dizendo: “O Senhor deu-me um outro descendente no lugar de Abel, que Caim matou”.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira (29/05/2024)

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 49 (50)

– Imola a Deus um sacrifício de louvor!

– Falou o Senhor Deus, chamou a terra, do sol nascente ao sol poente a convocou. Eu não venho censurar teus sacrifícios, pois sempre estão perante mim teus holocaustos.

– “Como ousas repetir os meus preceitos e trazer minha aliança em tua boca? Tu que odiaste minhas leis e meus conselhos e deste as costas às palavras dos meus lábios!

– Assentado, difamavas teu irmão e ao filho de tua mãe injuriavas. Diante disso que fizeste, eu calarei? Acaso pensas que eu sou igual a ti? É disso que te acuso e repreendo e manifesto essas coisas aos teus olhos.”

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 8, 11-13

– Aleluia, Aleluia, Aleluia.

– Sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai, senão por mim (Jo 14,6);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos:

Naquele tempo, 11os fariseus vieram e começaram a discutir com Jesus. E, para pô-lo à prova, pediam-lhe um sinal do céu. 12Mas Jesus deu um suspiro profundo e disse: “Por que esta gente pede um sinal? Em verdade vos digo, a esta gente não será dado nenhum sinal”. 13E, deixando-os, Jesus entrou de novo na barca e se dirigiu para a outra margem.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (27/05/2024)

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Jesus realizou muitos milagres. Ele curou os enfermos, restaurou a visão aos cegos, a audição aos surdos e alimentou milhares com apenas alguns peixes e pães. Mas mesmo depois de tudo isso, os fariseus vieram discutir com Jesus e exigiram um sinal do céu.

A resposta de Jesus é única. “Ele suspirou do fundo do seu espírito…” Este suspiro foi uma expressão de Sua santa tristeza pela dureza de coração dos fariseus. Se tivessem os olhos da fé, não precisariam de outro milagre. E se Jesus tivesse realizado um “sinal do céu” para eles, mesmo isso não os teria ajudado. E então Jesus faz a única coisa que pode – Ele suspirou.

Às vezes, esse tipo de reação é a única boa. Todos nós podemos enfrentar situações na vida em que os outros nos confrontam com dureza e teimosia. Quando isso acontecer, seremos tentados a discutir com eles, condená-los, tentar convencê-los de que estamos certos e assim por diante. Mas, às vezes, uma das reações mais sagradas que podemos ter diante da dureza do coração do outro é experimentar uma tristeza profunda e sagrada. Devemos também “suspirar” do fundo do nosso espírito.

Quando alguém é duro de coração, falar e argumentar racionalmente serão de pouca utilidade. Dureza de coração também é o que tradicionalmente chamamos de “pecado contra o Espírito Santo”. É um pecado de obstinação e teimosia. Nesse caso, há pouca ou nenhuma abertura para a verdade. Quando você experimenta isso na vida de outra pessoa, o silêncio e um coração triste costumam ser a melhor reação. Seus corações precisam ser abrandados e sua profunda tristeza, compartilhada com compaixão, pode ser uma das únicas respostas que podem ajudar a fazer a diferença.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Terça-feira (28/05/2024)

Reflita, hoje, sobre qualquer pessoa em sua vida com quem você discute regularmente, especialmente sobre questões de fé. Examine sua abordagem e considere mudar a forma como você se relaciona com eles. Ignore seus argumentos irracionais e deixe-os ver seu coração da mesma forma que Jesus permitiu que Seu coração divino brilhasse em um suspiro santo. Ore por eles, tenha esperança e permita que sua tristeza ajude a derreter o coração mais teimoso.

Oração do Dia

Meu compassivo Jesus, Vosso coração se encheu da mais profunda compaixão pelos fariseus. Essa compaixão levou-te a expressar uma santa tristeza pela teimosia deles. Dê-me o mesmo coração, querido Senhor, e ajude-me a sofrer não apenas pelos pecados dos outros, mas também pelos meus próprios pecados, especialmente quando sou teimoso de coração. Derreta meu coração, querido Senhor, e ajude-me a ser também um instrumento de Sua santa dor para aqueles que precisam desta graça. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A liturgia é composta pela primeira leitura, segunda leitura, além do salmo do dia e o evangelho, e faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A Liturgia Diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *