Liturgia Diária – 7° Dia na Oitava de Natal, Sábado (31/12/2022)

Homilia

Liturgia Diária

Liturgia Diária do 7° Dia na Oitava de Natal, Sábado, 31 de dezembro de 2022.

Confira diariamente o Evangelho de Hoje dos Católicos em nosso site. Acompanhe as Leituras do evangelho do dia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: São João 2, 18-21

Leitura da Primeira Carta de São João:

18Filhinhos, esta é a última hora. Ouvistes dizer que o Anticristo virá. Com efeito, muitos anticristos já apareceram. Por isso, sabemos que chegou a última hora. 19Eles saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos, pois se fossem realmente dos nossos, teriam permanecido conosco. Mas era necessário ficar claro que nem todos são dos nossos. 20Vós já recebestes a unção do Santo, e todos tendes conhecimento. 21Se eu vos escrevi, não é porque ignorais a verdade, mas porque a conheceis, e porque nenhuma mentira provém da verdade.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 95 (96)

– O céu se rejubile e exulte a terra!

– Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! Cantai e bendizei seu santo nome! Dia após dia anunciai sua salvação.

– O céu se rejubile e exulte a terra, aplauda o mar com o que vive em suas águas; os campos com seus frutos rejubilem e exultem as florestas e as matas

– Na presença do Senhor, pois ele vem, porque vem para julgar a terra inteira. Governará o mundo todo com justiça, e os povos julgará com lealdade.

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 1, 1-18

– Aleluia, Aleluia, Aleluia.

– A Palavra se fez carne, entre nós ela habitou; e todos os que a acolheram, de Deus filhos se tornaram (Jo 1,14.12);

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (27/05/2024)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João:

1No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus; e a Palavra era Deus. 2No princípio estava ela com Deus. 3Tudo foi feito por ela e sem ela nada se fez de tudo que foi feito. 4Nela estava a vida, e a vida era a luz dos homens. 5E a luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram dominá-la. 6Surgiu um homem enviado por Deus; Seu nome era João. 7Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. 8Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz: 9daquele que era a luz de verdade, que, vindo ao mundo, ilumina todo ser humano. 10A Palavra estava no mundo – e o mundo foi feito por meio dela – mas o mundo não quis conhecê-la. 11Veio para o que era seu, e os seus não a acolheram. 12Mas, a todos que a receberam, deu-lhes capacidade de se tornarem filhos de Deus isto é, aos que acreditam em seu nome, 13pois estes não nasceram do sangue nem da vontade da carne nem da vontade do varão, mas de Deus mesmo. 14E a Palavra se fez carne e habitou entre nós. E nós contemplamos a sua glória, glória que recebe do Pai como filho unigênito, cheio de graça e de verdade. 15Dele, João dá testemunho, clamando: ‘Este é aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim passou à minha frente, porque ele existia antes de mim’. 16De sua plenitude todos nós recebemos graça por graça. 17Pois por meio de Moisés foi dada a Lei, mas a graça e a verdade nos chegaram através de Jesus Cristo. 18A Deus, ninguém jamais viu. Mas o Unigênito de Deus, que está na intimidade do Pai, ele no-lo deu a conhecer.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Terça-feira (28/05/2024)

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Que ótima imagem para meditação: “… a luz brilha nas trevas, e as trevas não a venceram.” Esta linha completa a abordagem única adotada pelo Evangelho de João para apresentar Jesus, a “Palavra” Eterna que existiu desde o princípio e por meio de quem todas as coisas vieram a ser.

Embora haja muito o que meditar nas primeiras cinco linhas do Evangelho de João, vamos considerar aquela linha final sobre a luz e as trevas. Dentro do mundo material, podemos aprender muito sobre nosso Senhor Divino a partir do fenômeno físico de luz e escuridão. Se considerarmos brevemente a luz e a escuridão do ponto de vista da física, saberemos que as duas não são duas forças opostas lutando uma contra a outra. Em vez disso, a escuridão é simplesmente a ausência de luz. Onde não há luz, há escuridão. Da mesma forma, calor e frio são da mesma maneira. O frio nada mais é do que a ausência de calor. Introduza o calor e o frio desaparece.

Essas leis básicas do mundo físico também nos ensinam sobre o mundo espiritual. A escuridão, ou o mal, não é uma força poderosa lutando contra Deus; ao contrário, é a ausência de Deus. Satanás e seus demônios não tentam impor um poder sombrio do mal sobre nós; ao contrário, eles procuram extinguir a presença de Deus em nossas vidas fazendo com que rejeitemos Deus por meio de nossas escolhas, deixando-nos assim na escuridão espiritual.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira (29/05/2024)

Esta é uma verdade espiritual muito significativa para entender, porque onde há Luz espiritual, a Luz da graça de Deus, a escuridão do mal é dissipada. Isso é claramente visto na linha “e as trevas não a venceram”. Vencer o maligno é tão fácil quanto convidar a Luz de Cristo para nossas vidas e não permitir que o medo ou o pecado nos afastem da Luz.

Reflita, hoje, sobre a batalha espiritual muito real que ocorre todos os dias dentro de sua alma. Mas reflita sobre isso na verdade desta passagem do Evangelho. A batalha é vencida facilmente. Convide Cristo, a Luz, e Sua Presença Divina substituirá rápida e facilmente qualquer escuridão interna.

Oração do Dia

Senhor, Jesus, Tu és a Luz que dissipa todas as trevas. Você é a Palavra Eterna que responde a todas as perguntas da vida. Convido-te a entrar na minha vida neste dia para que a tua presença divina me encha, me consuma e me conduza pelo caminho das alegrias eternas. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia Diária é vista por muitos como sendo um rito que traz uma certa formalização da missa, mas o verdadeiro significado é exatamente o contrário. A liturgia vem para fazer com que os cristãos reflitam as palavras e busquem trazê-las para a sua vida e para os seu dia a dia como forma de viver a Palavra de Deus não apenas na missa mas também na vida cotidiana.

A liturgia vem mostrar o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A liturgia vem nos trazer orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *