Liturgia Diária – Anunciação do Senhor – Solenidade – Segunda-feira (08/04/2024)

Evangelho do Dia de Hoje

Liturgia Diária de Segunda-feira, 7 de abril de 2024.

Receba diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Leitura da Liturgia Diária de Hoje em nosso site. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Is 7,10-14;8,10)

Leitura do Profeta Isaías.

Naqueles dias, 10 o Senhor falou com Acaz, dizendo: 11 “Pede ao Senhor teu Deus que te faça ver um sinal, quer provenha da profundeza da terra, quer venha das alturas do céu”. 12 Mas Acaz respondeu: “Não pedirei nem tentarei o Senhor”. 13 Disse o profeta: “Ouvi então, vós, casa de Davi; será que achais pouco incomodar os homens e passais a incomodar até o meu Deus? 14 Pois bem, o próprio Senhor vos dará um sinal. Eis que uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de Emanuel, 8,10 porque Deus está conosco.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 39 (40)

— Eis que venho fazer, com prazer, a vossa vontade, Senhor!

— Sacrifício e oblação não quisestes, mas abristes, Senhor, meus ouvidos; não pedistes ofertas nem vítimas, holocaustos por nossos pecados, e então eu vos disse: “Eis que venho!”

— Sobre mim está escrito no livro: “Com prazer faço a vossa vontade, guardo em meu coração vossa lei!”

— Boas-novas de vossa justiça anunciei numa grande assembleia; vós sabeis: não fechei os meus lábios!

— Proclamei toda a vossa justiça, sem retê-la no meu coração; vosso auxílio e lealdade narrei. Não calei vossa graça e verdade na presença da grande assembleia.

2ª Leitura

Segunda Leitura (Hb 10,4-10)

Leitura da Carta aos Hebreus.

Irmãos, 4 é impossível eliminar os pecados com o sangue de touros e bodes. 5 Por isso, ao entrar no mundo, Cristo afirma: “Tu não quiseste vítima nem oferenda, mas formaste-me um corpo. 6 Não foram do teu agrado holocaustos nem sacrifícios pelo pecado. 7 Por isso eu disse: Eis que eu venho. No livro está escrito a meu respeito: Eu vim, ó Deus, para fazer a tua vontade”. 8 Depois de dizer: “Tu não quiseste nem te agradaram vítimas, oferendas, holocaustos, sacrifícios pelo pecado” — coisas oferecidas segundo a Lei — 9 ele acrescenta: “Eu vim para fazer a tua vontade”. Com isso, suprime o primeiro sacrifício, para estabelecer o segundo. 10 É graças a esta vontade que somos santificados pela oferenda do corpo de Jesus Cristo, realizada uma vez por todas.

Leia mais:  Liturgia Diária – Bem-aventurada Virgem Maria, Mãe da Igreja - Memória, Segunda-feira (20/05/2024)

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Evangelho do Dia

Evangelho (Lc 1,26-38)

— Aleluia, aleluia, aleluia!

— A Palavra se fez carne e habitou entre nós. E nós vimos sua glória que recebe de Deus Pai. (Jo 1,14ab)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 26 o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27 a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria. 28 O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!”

29 Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. 30 O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31 Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32 Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33 Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”.

34 Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?” 35 O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. 36 Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37 porque para Deus nada é impossível”. 38 Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Leia mais:  Liturgia Diária – 7ª Semana do Tempo Comum, Terça-feira (21/05/2024)

Reflexão da Liturgia Diária

Imagine se o Anjo Gabriel, o glorioso Arcanjo que está diante da Santíssima Trindade, viesse até você e lhe anunciasse que você é “cheio de graça” e que “O Senhor está com você”. Que experiência indescritível e inspiradora seria! E, no entanto, foi exatamente isso que aconteceu com esta jovem adolescente, a Bem-Aventurada Virgem Maria.

Celebramos hoje este evento incrível que aconteceu, marcando o momento em que Deus assumiu carne humana dentro de seu ventre abençoado. Observe que hoje faltam nove meses para o Natal. A Igreja concede-nos hoje esta solenidade para nos convidar a caminhar com Maria durante estes próximos nove meses, para nos unirmos a ela na alegria pelo nascimento do seu divino Filho.

Muito se poderia dizer desta solenidade gloriosa. Poderíamos refletir sobre Mãe Maria e sua Imaculada Conceição. Poderíamos ponderar as próprias palavras ditas pelo Arcanjo. Poderíamos refletir sobre o mistério que rodeia a sua gravidez e a forma como Deus escolheu pôr em ação este dom. E poderíamos refletir muito mais. Embora valha a pena ponderar e orar plenamente sobre todos esses aspectos, vamos nos concentrar na reação dessa jovem ao anúncio angélico.

Primeiro, lemos que Maria estava “muito perturbada” e “meditou” estas palavras ditas pelo Arcanjo. Estar perturbada revela que Maria não tinha pleno conhecimento do que o Arcanjo estava revelando. Mas o facto de ela ter ponderado as palavras também revela a sua abertura a uma compreensão mais plena. Ela então busca um dom mais profundo de conhecimento, perguntando: “Como pode ser isso, já que não tenho relações com nenhum homem?” Esta resposta é primeiro um assentimento de crença na fé, seguido de um pedido de uma compreensão mais profunda desta revelação. A fé é a capacidade de concordar com aquilo que não compreendemos plenamente, mas a verdadeira fé procura sempre uma compreensão mais profunda – e foi isso que Maria fez.

Depois de receber mais alguma revelação do Arcanjo, Maria aceita plenamente o que foi revelado e confia que o que lhe foi dito era tudo o que ela precisava saber naquele momento. E então ela oferece o que veio a ser conhecido como seu “decreto”. Ela diz: “Eis que sou a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra.” Este Fiat de Maria é a sua oração perfeita de entrega à vontade de Deus, e é também o modelo perfeito de como todos devemos responder à vontade de Deus. Devemos nos ver como verdadeiros servos de Sua vontade e devemos abraçar plenamente tudo o que Deus nos pede, unindo completamente a nossa vontade à Dele.

Leia mais:  Liturgia Diária – 7ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira (22/05/2024)

Reflita hoje sobre estas palavras de nossa Mãe Santíssima: “Eis que sou a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra.” Como Deus está pedindo que você faça desta sua oração também? Como Deus está chamando você para servir à Sua santíssima vontade? Você está disposto a concordar totalmente com tudo e qualquer coisa que Deus lhe pedir? Ao refletir em oração sobre este decreto de nossa Mãe Santíssima, procure unir a resposta dela à sua, para que você também seja um servo do Deus Altíssimo.

Oração do Dia

Pai Celestial, enviaste o Teu Filho para encarnar no ventre da Bem-Aventurada Virgem Maria. Seu glorioso Arcanjo Gabriel trouxe esta Boa Nova. Que eu esteja sempre atento às mensagens que Você me envia ao me convidar para participar de Sua missão divina de trazer Seu Filho ao mundo. Eu digo “Sim” neste dia, querido Senhor, para servir a Sua santíssima vontade. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A liturgia é composta pela primeira leitura, segunda leitura, além do salmo do dia e o evangelho, e faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A Liturgia Diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *