Liturgia Diária – Nossa Senhora das Dores, Sexta-feira (15/09/2023)

Salmo do Dia de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Sexta-feira, 15 de setembro de 2023.

Leia diariamente a Liturgia do Dia em nosso site. Receba a reflexão do Evangelho do Dia em nosso site e acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Hb 5,7-9)

Leitura da Carta aos Hebreus.

7Cristo, nos dias de sua vida terrestre, dirigiu preces e súplicas, com forte clamor e lágrimas, àquele que era capaz de salvá-lo da morte. E foi atendido por causa de sua entrega a Deus. 8Mesmo sendo Filho, aprendeu o que significa a obediência a Deus por aquilo que sofreu. 9Mas, na consumação de sua vida, tornou-se a causa de salvação eterna para todos os que lhe obedecem.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 30 (31)

— Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus!

— Senhor, eu ponho em vós minha esperança; que eu não fique envergonhado eternamente. Porque sois justo, defendei-me e libertai-me; apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me!

— Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve! Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza; por vossa honra orientai-me e conduzi-me!

— Retirai-me desta rede traiçoeira, porque sois o meu refúgio protetor! Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, porque vós me salvareis, ó Deus fiel!

— A vós, porém, ó meu Senhor, eu me confio, e afirmo que só vós sois o meu Deus! Eu entrego em vossas mãos o meu destino; libertai-me do inimigo e do opressor!

— Como é grande, ó Senhor, vossa bondade, que reservastes para aqueles que vos temem! Para aqueles que em vós se refugiam, mostrando, assim, o vosso amor perante os homens.

Evangelho do Dia

Evangelho (Jo 19,25-27)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Feliz a Virgem Maria, que sem passar pela morte, do martírio ganha a palma, ao pé da cruz do Senhor!

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quarta-feira (17/04/2024)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 25perto da cruz de Jesus, estavam de pé a sua mãe, a irmã da sua mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena. 26Jesus, ao ver sua mãe e, ao lado dela, o discípulo que ele amava, disse à mãe: “Mulher, este é o teu filho”. 27Depois disse ao discípulo: “Esta é a tua mãe”. Daquela hora em diante, o discípulo a acolheu consigo.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

2ª Opção:

Evangelho (Lc 2,33-35)

Naquele tempo, 33o pai e a mãe de Jesus estavam admirados com o que diziam a respeito dele. 34Simeão os abençoou e disse a Maria, a mãe de Jesus: “Este menino vai ser causa tanto de queda quanto de reerguimento para muitos em Israel. Ele será um sinal de contradição. 35Assim serão revelados os pensamentos de muitos corações. Quanto a ti, uma espada te transpassará a alma”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Nossa Mãe Santíssima, a Mãe do Filho de Deus, amou seu Filho com um amor perfeito. Ela incorporou todas as virtudes com perfeição. O amor dela por seu Filho era um amor que estava além do que poderíamos imaginar. Ela o concebeu milagrosamente, deu-lhe à luz em seu ventre, deu-lhe à luz, amamentou-o, criou-o e amou-o durante toda a sua vida. É difícil imaginar a profundidade e a beleza do amor que ela tinha por Jesus. De modo geral, o amor de mãe é poderoso, inabalável, profundo e cheio de ternura. Tente imaginar o Coração Imaculado de Mãe Maria e a incrível profundidade do amor vivo em seu coração.

Imagine também a cena retratada na passagem do Evangelho citada acima. Esta mãe amorosa permaneceu aos pés da Cruz, olhando para o seu Filho crucificado, continuando a exalar todas as virtudes maternais. E porque é difícil compreender a profundidade do seu amor pelo Filho, também é muito difícil imaginar a profundidade da tristeza e do sofrimento interior que ela suportou enquanto observava o desenrolar da crueldade para com Jesus. Tudo o que ela podia fazer naquele momento era ficar ao lado dele e com ele neste momento de extrema agonia. O seu amor foi expresso, naquele momento, pela sua fidelidade a Ele.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Terça-feira (16/04/2024)

O que é lindo de saber é que o amor, a tristeza, a compaixão e o sofrimento estavam unidos como um só dentro do seu Coração Imaculado. Na beleza do seu coração estavam todas as emoções humanas, alimentadas pela graça de Deus, permitindo-lhe dar ao seu Filho o maior presente que ela tinha: a sua maternidade. Ela foi uma verdadeira mãe durante toda a sua vida e, neste momento, enquanto o seu Filho estava pendurado na Cruz, a sua maternidade culminou numa expressão humana perfeita.

Todos desejamos ser amados por outra pessoa. Dar e receber amor é o maior presente que podemos dar e receber. O amor é para o que fomos feitos e é a fonte de nossa realização na vida. Podemos ter a certeza de que, enquanto Mãe Maria estava aos pés da Cruz, o seu coração humano experimentou a maior realização alguma vez conhecida. Seu coração ficou satisfeito porque ela exerceu com perfeição seu amor maternal.

Contemple a imagem da Mãe de Deus neste dia. Reflita especialmente sobre tudo o que ela teria vivenciado em seu coração humano. Embora os teólogos pudessem escrever volumes sobre esta meditação, a melhor maneira de compreender o seu coração de amor é através da meditação orante. Peça à nossa Mãe Santíssima que lhe revele seu coração hoje. Encontre algum tempo para sentar-se em adoração silenciosa desta imagem sagrada do perfeito amor maternal. Ao fazer isso, saiba duas coisas. Primeiro, saiba que Mãe Maria tem esse mesmo amor profundo por você. Não duvide. Seu coração arde de compaixão enquanto ela olha para você, mesmo em seu pecado. Em segundo lugar, saiba que o amor da nossa Mãe Santíssima também deve preencher o seu coração e transbordar na vida dos outros. Todos devemos permitir que a sua compaixão, preocupação, fidelidade e misericórdia fluam através dos nossos corações. Quem você precisa amar com o coração de nossa Mãe Santíssima? Procure receber o amor que está no coração da Mãe de Deus e procure dar esse amor. Receba-o e deixe-o fluir. Não há realmente nada neste mundo mais belo e inspirador do que a imagem sagrada deste amor.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (18/04/2024)

Oração do Dia

Minha Imaculada e Dolorosa Mãe, permaneceste aos pés da Cruz do teu Filho com a perfeição do amor de mãe. Seu coração estava cheio de uma tristeza misturada com todas as virtudes sagradas. Reze por mim para que eu possa compreender mais plenamente esse amor, para que eu também possa abrir meu coração ao seu amor. Ao fazer isso, oro para que eu me torne um instrumento do amor em seu coração para com aqueles que sofrem em minha vida e que mais precisam de terna compaixão e misericórdia. Coração Doloroso de Maria, rogai por nós. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Utilizada nas missas, a Liturgia Diária também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a Liturgia Diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a Liturgia Diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *