Liturgia Diária – Sagrada Família: Jesus, Maria e José, Sexta-feira (30/12/2022)

Salmo do Dia de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Sexta-feira, 30 de dezembro de 2022.

Receba diariamente a Liturgia Diária Católica em nosso site. Acompanhe o Evangelho comentado de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Eclesiástico 3,3-7.14-17

Leitura do Livro do Eclesiástico:

3Deus honra o pai nos filhos e confirma, sobre eles, a autoridade da mãe. 4Quem honra o seu pai, alcança o perdão dos pecados; evita cometê-los e será ouvido na oração quotidiana. 5Quem respeita a sua mãe é como alguém que ajunta tesouros. 6Quem honra o seu pai, terá alegria com seus próprios filhos; e, no dia em que orar, será atendido. 7Quem respeita o seu pai, terá vida longa, e quem obedece ao pai é o consolo da sua mãe. 14Meu filho, ampara o teu pai na velhice e não lhe causes desgosto enquanto ele vive. 15Mesmo que ele esteja perdendo a lucidez, procura ser compreensivo para com ele; não o humilhes, em nenhum dos dias de sua vida, a caridade feita a teu pai não será esquecida, 16mas servirá para reparar os teus pecados 17ae, na justiça, será para tua edificação.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 127 (128)

– Felizes os que temem o Senhor e trilham seus caminhos!

– Feliz és tu se temes o Senhor e trilhas seus caminhos! Do trabalho de tuas mãos hás de viver, serás feliz, tudo irá bem!

– A tua esposa é uma videira bem fecunda no coração da tua casa; os teus filhos são rebentos de oliveira ao redor de tua mesa.

– Será assim abençoado todo homem que teme o Senhor. O Senhor te abençoe de Sião, cada dia de tua vida.

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 2,13-15.19-23

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Sexta-feira (19/04/2024)

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Que a paz de Cristo reine em vossos corações e ricamente habite em vós sua palavra! (CI 3, 15s).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

13Depois que os magos partiram, o Anjo do Senhor apareceu em sonho a José e lhe disse: ‘Levanta-te, pega o menino e sua mãe e foge para o Egito! Fica lá até que eu te avise! Porque Herodes vai procurar o menino para matá-lo.’ 14José levantou-se de noite, pegou o menino e sua mãe, e partiu para o Egito. 15Ali ficou até à morte de Herodes, para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: ‘Do Egito chamei o meu Filho.’ 19Quando Herodes morreu, o anjo do Senhor apareceu em sonho a José, no Egito, 20e lhe disse: ‘Levanta-te, pega o menino e sua mãe, e volta para a terra de Israel; pois aqueles que procuravam matar o menino já estão mortos.’ 21José levantou-se, pegou o menino e sua mãe, entrou na terra de Israel. 22Mas, quando soube que Arquelau reinava na Judéia, no lugar de seu pai Herodes, teve medo de ir para lá. Por isso, depois de receber um aviso em sonho, José retirou-se para a região da Galiléia, 23e foi morar numa cidade chamada Nazaré. Isso aconteceu para se cumprir o que foi dito pelos profetas: Ele será chamado Nazareno.’

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Hoje honramos a vida familiar em geral, parando para refletir sobre a bela e particular vida escondida dentro do lar de Jesus, Maria e José. De muitas maneiras, sua vida diária juntos teria sido muito semelhante a outras famílias naquela época. Mas, por outro lado, a vida em comum é totalmente única e nos oferece um modelo perfeito para todas as famílias.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Sábado (20/04/2024)

Pela providência e desígnio de Deus, a vida familiar de Jesus, Maria e José foi mencionada muito pouco nas Escrituras. Lemos sobre o nascimento de Jesus, a apresentação no Templo, a fuga para o Egito e o encontro de Jesus no Templo aos doze anos. Mas além dessas histórias de suas vidas juntos, sabemos muito pouco.

A linha do Evangelho de hoje citada acima, no entanto, nos dá uma visão que vale a pena ponderar. Em primeiro lugar, vemos que esta família “cumpriu todas as prescrições da lei do Senhor…” Embora isso se refira a Jesus sendo apresentado no Templo, também deve ser entendido como aplicável a todos os aspectos de sua vida juntos. A vida familiar, assim como nossa vida individual, deve ser ordenada pelas leis de nosso Senhor.

A primeira lei do Senhor sobre a vida familiar é que ela deve participar da própria unidade e “comunhão de amor” encontrada na vida da Santíssima Trindade. Cada pessoa da Santíssima Trindade tem um respeito perfeito pelo outro, entrega-se abnegadamente sem reservas e recebe cada pessoa em sua totalidade. É o seu amor que os torna um e os torna capazes de agir juntos em perfeita harmonia como comunhão de Pessoas divinas. Embora São José não fosse imaculado em sua natureza, a perfeição do amor residia em seu divino Filho e em sua imaculada esposa. Este presente avassalador de seu amor perfeito o teria atraído diariamente para a perfeição de suas vidas.

Reflita sobre seus próprios relacionamentos mais próximos hoje. Se você for abençoado com uma família unida, pondere sobre ela. Se não, pondere sobre as pessoas colocadas em sua vida que você é chamado a amar com amor familiar. Quem é você para estar lá nos bons e nos maus momentos? Quem é você para sacrificar sua vida sem reservas? Quem é você para oferecer respeito, compaixão, tempo, energia, misericórdia, generosidade e todas as outras virtudes? E quão bem você cumpre esse dever de amor?

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (18/04/2024)

Reflita, hoje, sobre o fato de que Deus quer que você participe de uma comunhão de vida, não apenas com a Santíssima Trindade, mas também com aqueles que estão ao seu redor, especialmente sua família. Tente refletir sobre a vida oculta de Jesus, Maria e José e procure fazer de seu relacionamento familiar o modelo de como você ama os outros. Que a sua perfeita comunhão de amor seja um modelo para todos nós.

Oração do Dia

Senhor, atrai-me para a vida, o amor e a comunhão que viveste com a tua Mãe Imaculada e São José. Ofereço-Vos a mim mesmo, à minha família e a todos aqueles a quem sou chamado a amar com um amor especial. Que eu imite o amor e a vida de sua família em todos os meus relacionamentos. Ajuda-me a saber como mudar e crescer para que eu possa compartilhar mais plenamente a tua vida familiar. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Nas missas, a Liturgia Diária também pode ser usada em outras celebrações da igreja, além de outros momentos como em Grupos de Orações por exemplo.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é a missa de domingo. Neste dia, os católicos devem ir à missa para cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica que diz “Ouvir Missa inteira nos domingos e festas de guarda”.

Deste modo, a Liturgia Diária é a ação do povo em uniformidade com Deus. Durante a celebração da missa, a Liturgia Diária pode ser praticada através de palavras, gestos ou sinais.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *