Liturgia Diária – Santo Agostinho, bispo e doutor da Igreja – Memória, Segunda-feira (28/08/2023)

Reflexão do Evangelho de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Segunda-feira, 28 de agosto de 2023.

Confira todos os dias a Liturgia de Hoje dos Católicos em nosso site. Acompanhe as Leituras, a Oração do dia e o Evangelho Hoje com reflexão. Leia aqui a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (1Ts 1,1-5.8b-10)

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses.

1Paulo, Silvano e Timóteo, à Igreja dos Tessalonicenses reunida em Deus nosso Pai e no Senhor Jesus Cristo: a vós, graça e paz! 2Damos graças a Deus por todos vós, lembrando-vos sempre em nossas orações. 3Diante de Deus, nosso Pai, recordamos sem cessar a atuação da vossa fé, o esforço da vossa caridade e a firmeza da vossa esperança em nosso Senhor Jesus Cristo.

4Sabemos, irmãos amados por Deus, que sois do número dos escolhidos. 5Porque o nosso evangelho não chegou até vós somente por meio de palavras, mas também mediante a força que é o Espírito Santo; e isso com toda a abundância.

Sabeis de que maneira procedemos entre vós, para o vosso bem. 8bA vossa fé em Deus propagou-se por toda parte. Assim, nós já nem precisamos falar, 9pois as pessoas mesmas contam como vós nos acolhestes e como vos convertestes, abandonando os falsos deuses, para servir ao Deus vivo e verdadeiro, 10esperando dos céus o seu Filho, a quem ele ressuscitou dentre os mortos: Jesus, que nos livra do castigo que está por vir.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 149

— O Senhor ama o seu povo de verdade!

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, e o seu louvor na assembleia dos fiéis! Alegre-se Israel em Quem o fez, e Sião se rejubile no seu Rei!

— Com danças glorifiquem o seu nome, toquem harpa e tambor em sua honra! Porque, de fato, o Senhor ama seu povo e coroa com vitória os seus humildes.

— Exultem os fiéis por sua glória, e cantando se levantem de seus leitos, com louvores do Senhor em sua boca. Eis a glória para todos os seus santos.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (18/04/2024)

Evangelho do Dia

Evangelho (Mt 23,13-22)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Minhas ovelhas escutam minha voz, eu as conheço e elas me seguem. (Jo 10,27)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 13“Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós fechais o Reino dos Céus aos homens. Vós porém não entrais, 14nem deixais entrar aqueles que o desejam. 15Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós percorreis o mar e a terra para converter alguém, e quando conseguis, o tornais merecedor do inferno, duas vezes pior do que vós.

16Ai de vós, guias cegos! Vós dizeis: ‘Se alguém jura pelo Templo, não vale; mas, se alguém jura pelo ouro do Templo, então vale!’ 17Insensatos e cegos! O que vale mais: o ouro ou o Templo que santifica o ouro? 18Vós dizeis também: ‘Se alguém jura pelo altar, não vale; mas, se alguém jura pela oferta que está sobre o altar, então vale!’

19Cegos! O que vale mais: a oferta, ou o altar que santifica a oferta? 20Com efeito, quem jura pelo altar, jura por ele e por tudo o que está sobre ele. 21E quem jura pelo Templo, jura por ele e por Deus que habita no Templo. 22E quem jura pelo céu, jura pelo trono de Deus e por aquele que nele está sentado”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Hoje começa a condenação de Jesus “Ai de vós…” aos escribas e fariseus. Ele emite sete condenações subsequentes. O citado acima é o Seu primeiro. Naquela época, as condenações de Jesus a esses líderes religiosos caíram em grande parte em ouvidos surdos. Eles eram obstinados e não ouviam o que Jesus tinha a dizer. Mas é útil notar que estas condenações parecem realmente ter sido ditas sobre os escribas e fariseus aos discípulos e às multidões a quem Jesus estava falando.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quarta-feira (17/04/2024)

Embora haja muitas lições que podemos aprender com nosso Senhor, vamos considerar a primeira coisa que Ele diz. Ele condena a hipocrisia. Hipocrisia é essencialmente dizer uma coisa e fazer outra. É uma desconexão entre o que dizemos e o que fazemos. A hipocrisia também pode vir na forma de tentar apresentar-se como se alguém tivesse todas as virtudes debaixo do Céu, mas na realidade pouco se importa com a doutrina clara e os preceitos morais que nos foram dados por Deus. Na passagem das escrituras, os escribas e fariseus afirmavam estar conduzindo as pessoas à salvação, mas estavam condenando a própria fonte da salvação. Por um lado, parte do que ensinavam era verdade, mas falharam em ensinar com a virtude que vem de Deus. Por outro lado, parte do que ensinavam era totalmente errado, porque estavam mais preocupados com a sua personalidade pública do que com a verdade. Essencialmente, eram hipócritas, porque as suas palavras e ações não estavam unidas na verdade nem vividas através das virtudes dadas por Deus.

Estas duas tendências opostas parecem ser hoje uma fonte de muita divisão dentro da nossa Igreja. Na extrema “direita”, temos aqueles que pregam a doutrina, mas não exercem a virtude necessária para serem instrumentos eficazes dessas verdades. E na extrema “esquerda” estão aqueles que agem como se a chamada virtude fosse tudo o que importa. Eles não enfatizam as verdades morais e doutrinárias claras e inequívocas que nos foram dadas por nosso Senhor, para que outros os elogiem por parecerem gentis, receptivos e compassivos para com todos. O problema é que não se pode excluir a verdade da virtude ou a virtude da verdade. A compaixão não é compassiva se lhe faltar a verdade, e a verdade não é verdadeira se não for apresentada com as virtudes pelas quais nosso Senhor deseja que ela seja produzida. E embora os escribas e fariseus pareçam estar mais concentrados nas suas interpretações de várias verdades, excluindo a virtude, a sua luta contra a hipocrisia é igualmente real para aqueles que estão hoje em ambos os extremos.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Terça-feira (16/04/2024)

Reflita hoje sobre a importância de abraçar todo e qualquer preceito moral e doutrinário dado por nosso Senhor. Devemos abraçar tudo o que Ele diz com cada fibra do nosso ser. Reflita também sobre como você expressa esses ensinamentos de Jesus a outros. Você se esforça para apresentar o Evangelho completo com a maior virtude? Quanto mais profunda a verdade, mais necessária é a virtude com a qual ela é apresentada. E quanto mais virtude você tiver, melhor instrumento da verdade plena você será. Esforce-se para superar todas as formas de hipocrisia em sua vida, trabalhando em direção à verdadeira santidade. Santidade é totalidade. A Verdade unida à virtude. Só então você escapará da condenação de nosso Senhor, mas também prosperará como um puro instrumento de Sua graça salvadora.

Oração do Dia

Meu Senhor salvador, desejaste profundamente que os líderes religiosos da época fossem instrumentos poderosos do Teu Evangelho salvador, apresentando toda a verdade em puro amor. Por favor, liberte-me de todo erro para que Sua santa Palavra esteja viva em mim e seja enviada a outros através da manifestação das muitas virtudes que Você deseja conceder. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Até o século XVI não existia uma padronização para a liturgia diária, portanto, não tinha uma norma que caracterizava a sua obrigatoriedade. Porém, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E foi através do Concílio Vaticano II que a Liturgia teve a sua mais recente atualização.

A Liturgia Diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura. A liturgia é formada pela primeira e segunda leitura, salmo e o evangelho do dia, fazendo parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *