Liturgia Diária – São Justino, mártir (Memória), Quinta-feira (01/06/2023)

Liturgia Diária

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Quinta-feira, 1 de junho de 2023.

Confira diariamente a Liturgia Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Eclesiástico 42, 15-26

Leitura do livro do Eclesiástico:

15Vou recordar as obras do Senhor, vou descrever aquilo que vi. Pelas palavras do Senhor foram feitas as suas obras, de acordo com a sua vontade realizou-se o seu julgamento. 16O sol brilhante contempla todas as coisas, e a obra do Senhor está cheia da sua glória. 17Os santos do Senhor não são capazes de descrever todas as suas maravilhas. O Senhor todo-poderoso as confirmou, para que tudo continuasse firme para sua glória. 18Ele sonda o abismo e o coração, e penetra em todas as suas astúcias. 19Pois o Altíssimo possui toda a ciência e fixa o olhar nos sinais dos tempos; Ele manifesta o passado e o futuro e revela as coisas ocultas. 20Nenhum pensamento lhe escapa e nenhuma palavra lhe fica escondida. 21Pôs em ordem as maravilhas da sua sabedoria, pois só Ele existe antes dos séculos e para sempre. 22Nada lhe foi acrescentado, nada tirado, e Ele não precisa de conselheiro algum. 23Como são desejáveis todas as suas obras brilhando como centelha que se pode contemplar! 24Tudo isso vive e permanece sempre, e em todas as circunstâncias tudo lhe obedece. 25Todas as coisas existem aos pares, uma frente à outra, e Ele nada fez de incompleto: 26uma coisa completa a bondade da outra, quem, pois, se fartará de contemplar a sua glória?

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 32 (33)

– A palavra do Senhor criou os céus.

– Dai graças ao Senhor ao som da harpa, na lira de dez cordas celebrai-o! Cantai para o Senhor um canto novo, com arte sustentai a louvação!R.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Segunda-feira (15/04/2024)

– Pois reta é a palavra do Senhor, e tudo o que ele faz merece fé. Deus ama o direito e a justiça, transborda em toda a terra a sua graça.

– A palavra do Senhor criou os céus, e o sopro de seus lábios, as estrelas. Como num odre junta as águas do oceano, e mantém no seu limite as grandes águas.

– Adore ao Senhor a terra inteira, e o respeitem os que habitam o universo! Ele falou e toda a terra foi criada, ele ordenou e as coisas todas existiram.

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 10, 46-52

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Eu sou a luz do mundo; aquele que me segue não caminha entre as trevas, mas terá a luz da vida (Jo 8, 12)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos:

Naquele tempo: 46Jesus saiu de Jericó, junto com seus discípulos e uma grande multidão. O filho de Timeu, Bartimeu, cego e mendigo, estava sentado à beira do caminho. 47Quando ouviu dizer que Jesus, o Nazareno, estava passando, começou a gritar: ‘Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!’ 48Muitos o repreendiam para que se calasse. Mas ele gritava mais ainda: ‘Filho de Davi, tem piedade de mim!’ 49Então Jesus parou e disse: ‘Chamai-o’. Eles o chamaram e disseram: ‘Coragem, levanta-te, Jesus te chama!’ 50O cego jogou o manto, deu um pulo e foi até Jesus. 51Então Jesus lhe perguntou: ‘O que queres que eu te faça?’ O cego respondeu: ‘Mestre, que eu veja!’ 52Jesus disse: ‘Vai, a tua fé te curou’. No mesmo instante, ele recuperou a vista e seguia Jesus pelo caminho.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Como você reza? Você já “clamou” a Jesus com profunda convicção e intensidade? Este cego, Bartimeu, dá-nos um exemplo maravilhoso de como devemos orar ao nosso Senhor. Em primeiro lugar, o cego estava em estado de necessidade. Sua cegueira simboliza cada fraqueza e necessidade que você tem na vida. Então, com o que você mais luta na vida? Qual é o seu maior pecado habitual? Ou o que mais lhe causa dor?

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sábado (13/04/2024)

Ver nossa fraqueza é o primeiro passo. Uma vez que estejamos cientes de nossas maiores necessidades, devemos também “clamar” ao nosso Senhor, assim como fez Bartimeu. Ao ouvir que era Jesus, Bartimeu de alguma forma sentiu em sua alma que Jesus queria curá-lo. Como ele sentiu isso? Ele ouviu a voz de Deus interior. Sim, ele ouviu a comoção de muitos falando sobre Jesus enquanto Ele passava. Mas isso por si só não poderia obrigá-lo a clamar e saber que Jesus era a fonte da misericórdia de que ele precisava. O que o compeliu foi a voz clara de Deus, um impulso do Espírito Santo, dentro de sua alma, revelando-lhe que ele precisava de Jesus e que Jesus queria curá-lo.

A princípio, as pessoas ao seu redor repreenderam Bartimeu e disseram-lhe para ficar quieto. E se Bartimeu fosse fraco na fé, ele poderia ter ouvido a multidão e, em desespero, ficado em silêncio. Mas é bastante claro que ele não apenas ignorou as repreensões dos outros, mas também “clamava ainda mais”.

Bartimeu nos dá aqui um duplo testemunho de como devemos nos voltar para nosso Senhor. Primeiro, devemos sentir Sua presença gentil, mas clara dentro de nossa alma. Devemos reconhecer Sua voz e Seus sussurros de graça. Ele quer nos curar, e Sua presença em nossas vidas deve ser sentida interiormente. Em segundo lugar, devemos nos fixar intensamente nessa voz interior. As multidões que repreenderam Bartimeu simbolizam as muitas “vozes” e tentações que experimentamos na vida que tentam nos impedir de clamar fiel e fervorosamente ao Deus que nos fala. Nada deve nos impedir de nossa determinação sincera de chamar a Jesus com nossa necessidade.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3º Domingo da Páscoa (14/04/2024)

Reflita, hoje, sobre Bartimeu ser uma imagem de si mesmo. Veja-se necessitando desesperadamente de nosso Senhor e ouça Sua voz clara. Você O ouve? Você sente que Ele está passando? Ao fazê-lo, clame a Ele com fervor, intensidade e convicção. E se você descobrir que existem tentações que tentam silenciar sua oração e fé, aumente sua intensidade e clame “ainda mais” ao nosso Senhor. Ele vai ouvi-lo, chamá-lo para si mesmo e dar-lhe a graça que deseja conceder.

Oração do Dia

Meu misericordioso Jesus, Tu passas constantemente, atraindo-me a Ti pela Tua divina presença. Dá-me a graça de que preciso para ver minha necessidade e clamar a Ti de todo o coração. Que eu nunca seja dissuadido desta oração fervorosa, querido Senhor, e quando a tentação se instalar, que eu clame ainda mais. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Para os católicos, a liturgia é uma forma de renovação do sacrifício de Jesus Cristo para a salvação da humanidade. A Liturgia Diária são as lembranças de Jesus e da salvação trazendo para os cristãos uma reflexão que pode ser inserida em suas vidas.

A Liturgia Diária vem do grego derivado de duas palavras. A primeira “Leito” que significa: público. E a segunda palavra “Ergos” que significa: aquele que faz um trabalho público para o povo. A Liturgia é entendida como uma cerimônia estabelecida previamente segundo a tradição da igreja católica.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *