Liturgia Diária – Tempo do Natal antes da Epifania, Sexta-feira (06/01/2023)

Liturgia do Dia

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Sexta-feira, 6 de janeiro de 2023.

Confira diariamente a Liturgia de Hoje dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Salmo. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (1Jo 5,5-13)

Leitura da Primeira Carta de São João.

Caríssimos, 5quem é o vencedor do mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? 6Este é o que veio pela água e pelo sangue: Jesus Cristo. (Não veio somente com a água, mas com a água e o sangue). E o Espírito é que dá testemunho, porque o Espírito é a Verdade. 7Assim, são três que dão testemunho: 8o Espírito, a água e o sangue; e os três são unânimes.

9Se aceitamos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus é maior. Este é o testemunho de Deus, pois ele deu testemunho a respeito de seu Filho. Aquele que crê no Filho de Deus tem este testemunho dentro de si. 10Aquele que não crê em Deus faz dele um mentiroso, porque não crê no testemunho que Deus deu a respeito de seu Filho. 11E o testemunho é este: Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está em seu Filho. 12Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho não tem a vida. 13Eu vos escrevo estas coisas a vós que acreditastes no nome do Filho de Deus, para que saibais que possuís a vida eterna.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 147(147B), 12-13.14-15.19-20 (R. 12a)

— Glorifica o Senhor, Jerusalém!

— Glorifica o Senhor, Jerusalém! Ó Sião, canta louvores ao teu Deus! Pois reforçou com segurança as tuas portas, e os teus filhos em teu seio abençoou.

— A paz em teus limites garantiu e te dá como alimento a flor do trigo. Ele envia suas ordens para a terra e a palavra que ele diz corre veloz.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Sexta-feira (19/04/2024)

— Anuncia a Jacó sua palavra, seus preceitos, suas leis a Israel. Nenhum povo recebeu tanto carinho, a nenhum outro revelou os seus preceitos.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mc 1,7-11)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Abriram-se os céus, e fez-se ouvir a voz do Pai: Eis meu Filho muito amado, escutai-o, todos vós! (Cf. Mc 9,7)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor

Naquele tempo, 7João pregava, dizendo: “Depois de mim virá alguém mais forte do que eu. Eu nem sou digno de me abaixar para desamarrar suas sandálias. 8Eu vos batizei com água, mas ele vos batizará com o Espírito Santo”. 9Naqueles dias, Jesus veio de Nazaré da Galileia, e foi batizado por João no rio Jordão. 10E logo, ao sair da água, viu o céu se abrindo, e o Espírito, como pomba, descer sobre ele. 11E do céu veio uma voz: “Tu és o meu Filho amado, em ti ponho meu bem-querer”.

— Palavra da Salvação

— Glória a vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Uma das duas opções para o Evangelho de hoje é a genealogia de Jesus segundo São Lucas. Lembre-se de que o Evangelho de Mateus também compartilha uma genealogia de Jesus. A versão de Mateus pode ser mais familiar, pois aparece no início de seu Evangelho. Embora as duas genealogias difiram significativamente por várias razões, ambas têm o objetivo de traçar a linhagem de Jesus. Lucas insere a genealogia de Jesus no capítulo três de seu Evangelho, depois que Jesus é batizado e pouco antes de seu ministério público. Ele apresenta a genealogia em ordem crescente, começando com Jesus e terminando com Adão, identificando setenta e sete gerações. Mateus apresenta a genealogia em ordem decrescente, começando com Abraão e concluindo com Jesus, identificando quarenta e uma gerações.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (18/04/2024)

Santo Agostinho, ao comentar a genealogia de Lucas, aponta que Lucas identifica setenta e sete gerações porque Jesus afirma que devemos perdoar setenta e sete vezes (Mateus 18:21–22). Além disso, como Jesus havia acabado de entrar nas águas do batismo, Agostinho vê nisso uma forma de dizer que o Sacramento do Batismo oferece a todas as pessoas de todos os tempos o dom ilimitado do perdão dos pecados.

Talvez uma das reflexões mais importantes que podemos tirar de qualquer uma das genealogias de Jesus seja o fato de que Ele veio para nos dar o dom de uma nova vida como o novo Adão. Seu dom de batismo é uma forma de recomeçar com a humanidade caída. Desde o momento de nossa criação, pecamos. Adão e Eva pecaram. E todas as gerações seguintes pecaram. Assim, em Cristo, por meio do Batismo, podemos começar de novo, nascer de novo e ser transformados da ordem natural caída para a ordem sobrenatural da graça.

Em breve celebraremos a Epifania e a festa do Batismo de nosso Senhor. Depois disso, entramos no início do Tempo Comum quando refletimos sobre o ministério público de Jesus. Ao fazermos isso, devemos nos lembrar regularmente da razão pela qual Jesus veio. Ele não veio simplesmente para nos inspirar ou nos ensinar Sua sabedoria. Em vez disso, Ele veio para salvar a humanidade caída de acordo com o plano perfeito do Pai. O plano do Pai começou no início dos tempos, quando a humanidade caiu em desgraça. A partir daí, o Pai preparou o mundo para a vinda de Seu divino Filho através de geração após geração de profetas, sacerdotes e reis. Lentamente, Ele revelou Seu plano de salvação até que se concretizasse e se tornasse perfeito na Pessoa de Seu Filho Amado.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Sábado (20/04/2024)

Reflita, hoje, sobre o plano eterno do Pai para nos salvar do pecado, enviando Seu divino Filho como nosso Salvador. O plano, abrangendo muitas gerações desde o início dos tempos, continuará a se desenrolar até o fim dos tempos, quando Jesus retornará em esplendor e glória. Passe algum tempo refletindo sobre esse plano incrível e esse presente incrível que você recebeu. Ao fazer isso, procure cultivar a mais profunda gratidão em seu coração.

Oração do Dia

Jesus, meu Salvador, eu te agradeço pelo dom insondável que me deste. Você assumiu nossa natureza humana caída e a transformou por esta unidade de Sua divindade e humanidade. Você morreu pelos meus pecados e pelos pecados de todos os que se voltam para você e abriu as portas para o céu. Que eu sempre cresça mais profundamente em gratidão por tudo que o Senhor fez por nós. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, por volta de XVI.

A Liturgia Diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A Liturgia Diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *