Liturgia Diária – Domingo de Pentecostes (28/05/2023)

Reflexão do Evangelho de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária do Domingo de Pentecostes, 28 de maio de 2023.

Confira todos os dias a Liturgia de Hoje dos Católicos em nosso site. Acompanhe as Leituras, a Oração do dia e o Evangelho Hoje com reflexão. Leia aqui a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Atos dos Apóstolos 2, 1-11

Leitura dos Atos dos Apóstolos:

1Quando chegou o dia de Pentecostes, os discípulos estavam todos reunidos no mesmo lugar. 2De repente, veio do céu um barulho como se fosse uma forte ventania, que encheu a casa onde eles se encontravam. 3Então apareceram línguas como de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. 4Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito os inspirava. 5Moravam em Jerusalém judeus devotos, de todas as nações do mundo. 6Quando ouviram o barulho, juntou-se a multidão e todos ficaram confusos, pois cada um ouvia os discípulos falar em sua própria língua. 7Cheios de espanto e admiração, diziam: “Esses homens que estão falando não são todos galileus? 8Como é que nós os escutamos na nossa própria língua? 9Nós que somos partos, medos e elamitas, habitantes da Mesopotâmia, da Judeia e da Capadócia, do Ponto e da Ásia, 10da Frígia e da Panfília, do Egito e da parte da Líbia próxima de Cirene, também romanos que aqui residem; 11judeus e prosélitos, cretenses e árabes, todos nós os escutamos anunciar as maravilhas de Deus na nossa própria língua!”

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 103 (104)

– Enviai o vosso Espírito, Senhor, e da terra toda a face renovai.

– Bendize, ó minha alma, ao Senhor! Ó meu Deus e meu Senhor, como sois grande! Quão numerosas, ó Senhor, são vossas obras! Encheu-se a terra com as vossas criaturas!

– Se tirais o seu respiro, elas perecem e voltam para o pó de onde vieram. Enviais o vosso espírito e renascem, e da terra toda a face renovais.

– Que a glória do Senhor perdure sempre, e alegre-se o Senhor em suas obras! Hoje, seja-lhe agradável o meu canto, pois o Senhor é a minha grande alegria!

2ª Leitura

Segunda leitura: Coríntios 12,3-7.12-13

Leitura da primeira carta de são Paulo aos Coríntios:

Irmãos, 3ninguém pode dizer: “Jesus é o Senhor”, a não ser no Espírito Santo. 4Há diversidade de dons, mas um mesmo é o Espírito. 5Há diversidade de ministérios, mas um mesmo é o Senhor. 6Há diferentes atividades, mas um mesmo Deus que realiza todas as coisas em todos. 7A cada um é dada a manifestação do Espírito em vista do bem comum. 12Como o corpo é um, embora tenha muitos membros, e como todos os membros do corpo, embora sejam muitos, formam um só corpo, assim também acontece com Cristo. 13De fato, todos nós, judeus ou gregos, escravos ou livres, fomos batizados num único Espírito, para formarmos um único corpo, e todos nós bebemos de um único Espírito.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Terça-feira (28/05/2024)

– Palavra do Senhor

– Glória a Vós, Senhor

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 20, 19-23

– Aleluia, Aleluia, Aleluia.

– Vinde, Espírito divino, e enchei com vossos dons os corações dos fiéis; e acendei neles o amor como um fogo abrasador!

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João:

19Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas, por medo dos judeus, as portas do lugar onde os discípulos se encontravam, Jesus entrou e, pondo-se no meio deles, disse: “A paz esteja convosco”. 20Depois dessas palavras, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos se alegraram por verem o Senhor. 21Novamente, Jesus disse: “A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou, também eu vos envio”. 22E, depois de ter dito isso, soprou sobre eles e disse: “Recebei o Espírito Santo. 23A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados; a quem não os perdoardes, eles lhes serão retidos”.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

E com isso nasceu a Igreja. Hoje celebramos a solenidade de Pentecostes que, de muitas maneiras, foi o ápice da missão de Cristo. O auge de Sua missão virá no fim dos tempos, quando Ele retornar em toda a Sua glória para julgar os vivos e os mortos e estabelecer Seu Reino permanente. Mas, por enquanto, vivemos sob o governo do Espírito Santo que desceu sobre nós em plena forma, transformando-nos e tornando possível nos prepararmos para a vinda final e gloriosa de Jesus.

A Trindade é verdadeiramente um mistério de fé. Em nossa forma limitada, entendemos que Deus é Três em Um. Ele é Pai, Filho e Espírito Santo. Cada um uma Pessoa distinta. Cada um compartilhando plenamente da única natureza divina. Embora ajam em perfeita harmonia, cada um cumpre sua missão única. O Pai é Aquele que enviou o Filho ao mundo e quis que Ele desse a Sua vida pela salvação de todos. O Filho foi enviado e cumpriu perfeitamente a vontade do Pai, unindo a humanidade à divindade. O Espírito Santo é a promessa do Pai e do Filho que d’Eles procede e desce sobre nós, animando-nos e tornando-nos possível participar da vida da Santíssima Trindade.

Se isso é difícil de compreender, deveria ser. Nosso intelecto limitado só pode captar uma sombra da realidade de Deus. Esse fato, porém, não deve nos desanimar. Pelo contrário, deve inspirar-nos a antecipar aquele dia em que veremos Deus face a face e penetraremos mais profundamente no mistério da sua vida divina.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira (29/05/2024)

Hoje focalizamos especialmente a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade: o Espírito Santo. É um presente incrível que recebemos para viver nesta era do Espírito Santo. Talvez você tenha pensado consigo mesmo que seria bom viver na época em que Jesus andou na Terra. Mas o próprio Jesus disse que era bom que Ele fosse. Por que? Porque então Ele enviaria Seu Advogado, o Espírito Santo, o Espírito da Verdade, que os conduzirá a toda a Verdade. Assim, a era em que vivemos agora, a era do Espírito Santo, é a era mais abençoada que o mundo já viu. Isso porque agora somos capazes de receber a habitação da Santíssima Trindade pelo poder do Espírito Santo. Deus não é mais falado apenas por meio dos profetas. Ele não é mais revelado apenas através da Pessoa do Filho em Jesus Cristo. Ele agora também pode viver dentro de nós, fazendo de nossas almas Sua morada. O céu e a terra se unem dentro de nossas almas. Não poderia haver nada maior do que isso.

À medida que o Espírito Santo desce sobre você, Ele traz a presença do Pai e do Filho. Eles são inseparáveis. Portanto, ao olharmos para dentro de nós mesmos em oração, descobrimos a Voz do Pai, conduzindo-nos à Sua santa vontade. Descobrimos a Pessoa do Filho a quem somos chamados a conformar-nos em tudo, vivendo como membros do seu próprio corpo na terra. Isso é possível porque o Espírito Santo desce sobre nós de maneira semelhante à forma como o Espírito Santo cobriu nossa Santíssima Mãe, concebendo nela o Filho de Deus. À medida que o Espírito Santo nos cobre, Deus é concebido dentro de nossas almas e começamos a compartilhar a própria vida de Deus aqui e agora.

Reflita, hoje, sobre esses santos mistérios de nossa fé. Veja as ações do Pai, Filho e Espírito Santo como um verdadeiro mistério. A única maneira pela qual poderemos começar a sondar esses mistérios é por meio da ponderação em oração. Devemos procurar as obras de Deus dentro de nós, vê-lo trabalhando em nossas almas, saborear sua presença, regozijar-se nela e manter nossos olhos firmemente fixos nele. Devemos ver o fruto da presença de Deus em nossas vidas, como os Dons do Espírito Santo. Abaixo está uma lista completa desses presentes. Pondere-os hoje. Ao fazer isso e ao ver esses Dons dentro de você, você verá o próprio Deus, o Espírito Santo, vivo e vivendo nas profundezas de sua alma.

Oração do Dia

Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, eu vos adoro e adoro de todo o meu coração. Obrigado, Pai, por enviar Seu Filho ao mundo. Obrigado Pai e Filho por enviar o Espírito Santo em minha vida. Que eu abra minha alma mais plenamente a Ti hoje e todos os dias para me preparar para o Seu glorioso retorno no fim dos tempos. Jesus eu confio em vós.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo - Quinta-feira (30/05/2024)

Sete Dons do Espírito Santo

Temor do Senhor: Com este dom, o cristão fica atento a qualquer coisa que possa prejudicar seu relacionamento com Deus. Existe um santo “medo” de ferir esse relacionamento, e a graça é dada para evitar essas coisas a todo custo.

Sabedoria: Com este dom, o cristão recebe uma graça especial para “ponderar as realidades divinas” em sua razão especulativa. Somos capazes de ver o quadro geral e saber a melhor forma de ser um instrumento de paz e harmonia em nosso mundo.

Compreensão: Esta é a capacidade de ter uma certeza sobrenatural das questões da fé. A vida faz sentido. Podemos entender as partes mais profundas da revelação, entender o sofrimento e entender as coisas que nos tentam a duvidar. Com este dom, passamos a ver como tudo na vida pode funcionar para o bem de acordo com o plano de Deus.

Conhecimento: Com este dom, o cristão sabe, mais no intelecto prático, qual é a vontade de Deus nesta ou naquela situação. Sabemos como viver, como discernir a vontade de Deus e que decisão tomar na nossa vida cotidiana. Também nos permite aprender com nossos erros do passado.

Conselho: Com este dom, o cristão se vê como um elo de uma cadeia que constitui toda a Igreja. Deus usa cada um de nós para ajudar e apoiar uns aos outros em nossas jornadas. Sabemos o que dizer e como agir para fazer a nossa parte na edificação mútua.

Fortitude: Simplificando, é uma firmeza de mente e espírito para fazer o bem e evitar o mal. É uma espécie de coragem cristã. O Evangelho chamará todos nós a uma vida radical de amor. A fortaleza nos dá a força de que precisamos para prosseguir.

Piedade: Este dom nos permite primeiro reverenciar e amar a Deus, mas também ver a dignidade do outro e reverenciar uns aos outros como filhos de Deus.

A Liturgia Diária para os Católicos

Até o século XVI não existia uma padronização para a liturgia diária, portanto, não tinha uma norma que caracterizava a sua obrigatoriedade. Porém, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E foi através do Concílio Vaticano II que a Liturgia teve a sua mais recente atualização.

A Liturgia Diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura. A liturgia é formada pela primeira e segunda leitura, salmo e o evangelho do dia, fazendo parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *