Liturgia Diária – São Boaventura, bispo e doutor da Igreja – Memória, Sábado (15/07/2023)

Salmo do Dia de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Sábado, 15 de julho de 2023.

Leia diariamente a Liturgia do Dia em nosso site. Receba a reflexão do Evangelho do Dia em nosso site e acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Gênesis 49,29-32; 50,15-26

Leitura do livro do Gênesis. Naqueles dias, 49 29Jacó fez esta recomendação aos seus filhos: “Eis que vou ser reunido aos meus. Enterrai-me junto de meus pais na caverna da terra de Efrom, o hiteu, 30na caverna da terra de Macpela, defronte de Mambré, na terra de Canaã, essa caverna que Abraão havia comprado a Efrom, o hiteu, ao mesmo tempo que a terra, para ter a propriedade de uma sepultura.
31Foi aí que enterraram Abraão e Sara, sua mulher; foi aí que enterraram Isaac e Rebeca, sua mulher; e foi aí que enterrei Lia”.
32(Essa propriedade, bem como a caverna que nela se encontra, foram compradas aos filhos de Het.)
15Os irmãos de José, vendo que seu pai morrera, disseram entre si: “Será que José nos tomará em aversão e irá vingar-se de todo o mal que lhe fizemos?”
16Mandaram, pois, dizer-lhe: “Antes de morrer, teu pai recomendou-nos 17que te pedíssemos perdão do crime que teus irmãos cometeram, de seu pecado, de todo o mal que te fizeram. Perdoa, pois, agora esse crime àqueles que servem o Deus de teu pai”. Ouvindo isso, José chorou.
18Seus irmãos vieram jogar-se aos seus pés, dizendo: “Somos teus escravos!”
19José disse-lhes: “Não temais: posso eu pôr-me no lugar de Deus?
20Vossa intenção era de fazer-me mal, mas Deus tirou daí um bem; era para fazer, como acontece hoje, com que se conservasse a vida a um grande povo.
21Não temais, pois: eu vos sustentarei a vós e a vossos filhos”. Estas palavras, que lhes foram direito ao coração, reconfortaram-nos.
22José habitou no Egito, e também a família de seu pai. Viveu cento e dez anos.
23Viu os descendentes de Efraim até a terceira geração. Igualmente, os filhos de Maquir, filho de Manassés, vieram à luz sobre os joelhos de José.
24José disse a seus irmãos: “Vou morrer; mas Deus vos visitará seguramente e vos fará subir desta terra para a terra que jurou dar a Abraão, Isaac e a Jacó”.
25E José fez que os filhos de Israel jurassem: “Quando Deus vos visitar, disse ele, levareis daqui os meus ossos”.
26José morreu com a idade de cento e dez anos. Foi embalsamado e depositado num sarcófago no Egito.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quarta-feira (17/04/2024)

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 104 (105)

– Humildes, procurai o Senhor Deus, e o vosso coração reviverá.

– Dai graças ao Senhor, gritai seu nome, anunciai entre as nações seus grandes feitos! Cantai, entoai salmos para ele, publicai todas as suas maravilhas!

– Gloriai-vos em seu nome que é santo, exulte o coração que busca a Deus! Procurai o Senhor Deus e seu poder, buscai constantemente a sua face!

– Descendentes de Abraão, seu servidor, e filhos de Jacó, seu escolhido, ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus, vigoram suas leis em toda a terra.

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 10, 24-33

– Aleluia, Aleluia, Aleluia.

– Felizes sereis vós se fordes ultrajados por causa de Jesus, pois repousa sobre vós o Espírito de Deus (1Pd 4,14);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 24″O discípulo não está acima do mestre, nem o servo acima do seu senhor. 25Para o discípulo, basta ser como o seu mestre, e para o servo, ser como o seu senhor. Se ao dono da casa eles chamaram de Belzebu, quanto mais aos seus familiares! 26Não tenhais medo deles, pois nada há de encoberto que não seja revelado e nada há de escondido que não seja conhecido. 27O que vos digo na escuridão, dizei-o à luz do dia; o que escutais ao pé do ouvido, proclamai-o sobre os telhados! 28Não tenhais medo daqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma! Pelo contrário, temei aquele que pode destruir a alma e o corpo no inferno! 29Não se vendem dois pardais por algumas moedas? No entanto, nenhum deles cai no chão sem o consentimento do vosso Pai. 30Quanto a vós, até os cabelos da cabeça estão todos contados. 31Não tenhais medo! Vós valeis mais do que muitos pardais. 32Portanto, todo aquele que se declarar a meu favor diante dos homens, também eu me declararei em favor dele diante do meu Pai que está nos céus. 33Aquele, porém, que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante do meu Pai que está nos céus”.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (18/04/2024)

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

O que nosso Senhor fala com você na “escuridão” e o que você “ouve sussurrado” por Ele? Esta é uma questão importante a considerar, visto que o que quer que seja falado dessa maneira deve ser falado “na luz” e proclamado “nos eirados”.

Lembre-se de que quando as pessoas vinham a Jesus pela primeira vez, curiosas sobre Ele, Ele costumava falar de maneira velada, em figuras de linguagem e em parábolas. Esse método de ensino é o primeiro passo no aprofundamento contínuo da revelação de Jesus para nós. Suas parábolas e várias figuras de linguagem destinam-se a atrair o ouvinte para que fique atento à mensagem mais profunda.

Lembre-se também de que Jesus disse a Seus discípulos: “Eu lhes disse isso em figuras de linguagem. Está chegando a hora em que não mais falarei com vocês em figuras, mas falarei claramente a respeito do Pai” (João 16:25). De que maneira nosso Senhor fala com você?

À medida que crescemos na fé e nos tornamos cada vez mais familiarizados com nosso Senhor, Ele começará a “levantar o véu”, por assim dizer, e começará a sussurrar Suas verdades mais profundas para nós nas profundezas de nossa alma. Ele se comunicará conosco de maneiras que vão muito além da mensagem velada de Suas parábolas e figuras de linguagem e se comunicará a nós de maneira que está além das palavras.

A passagem do Evangelho acima, quando tomada isoladamente, parece indicar claramente que há muito que Deus quer nos dizer de maneira clara. Mas Ele quer falar conosco na “escuridão” da nossa vida interior e com sussurros suaves que só podem ser ouvidos quando Lhe dedicamos toda a nossa atenção. São João da Cruz, por exemplo, fala muito das “trevas da fé” pelas quais são recebidas as comunicações mais profundas de nosso Senhor. Essas comunicações estão além das palavras, conceitos e imagens e só podem ser comunicadas de forma direta e espiritual através da oração infusa. A oração infusa não é algo que você possa realizar sozinho; é um dom pelo qual Deus continuamente te atrai mais fundo, você responde e é chamado ainda mais fundo, e continua a responder.

A passagem do Evangelho acima também indica claramente que Deus quer que compartilhemos esta fé puríssima com os outros. Para compartilhá-lo na luz e proclamá-lo nos telhados. Isso é feito primeiro pelo testemunho de nossas vidas, permitindo que a graça transformadora de Deus brilhe através de nós de uma maneira que só Ele pode fazer. Isso também é feito estando atento aos momentos em que Deus quer usar você para compartilhar Suas verdades mais profundas e muitas vezes veladas com os outros. Deus deve primeiro falar com você e, em seguida, sob os sussurros de Sua graça, Ele irá, às vezes, usá-lo para compartilhá-lo com os outros.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Terça-feira (16/04/2024)

Reflita, hoje, sobre esta dupla ação ordenada por nosso Senhor. Primeiro, ouça-O. Ouça-o na “escuridão da fé”. Deixe que Ele o atraia para as convicções mais profundas e certas sobre Seu amor e misericórdia e sobre Seu próprio Ser. Então, ao saborear essas comunicações ocultas e sagradas de nosso Senhor, procure maneiras pelas quais Ele deseja falar aos outros através de você. Você não precisa iniciar esta proclamação, você só precisa responder quando Ele o direcionar. Ao construir um nível profundo de oração dessa maneira, você não apenas conhecerá nosso Senhor de maneiras que estão além das palavras, mas também saberá como e quando Ele quer falar aos outros através de você.

Oração do Dia

Meu bom Jesus, Tu desejas falar comigo e com todos os Teus filhos de maneira profunda e além das palavras. Por favor, me aprofunde nessas comunicações de Seu amor para que eu possa ver além do véu e conhecê-lo como Tu és. Por favor, use-me também, querido Senhor, para falar com os outros como quiser. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Utilizada nas missas, a Liturgia Diária também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a Liturgia Diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a Liturgia Diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *